Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.

Português
Início
antevisões
Borderlands 3

Borderlands 3 - Impressões da E3

Mechs, bosses super-sónicos, e máscaras excêntricas, tudo na demo que jogámos.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

A Gearbox demorou a anunciar Borderlands 3, mas desde que o fez não tem tido rodeios em mostrar o jogo. Vimos trailers, vídeos de jogabilidade, entrevistámos produtores, e até tivemos a oportunidade de o experimentar no evento de apresentação (primeiras impressões aqui). Agora, na E3, voltámos a meter as mãos em Borderlands 3, e conversámos com mais alguns produtores depois do estúdio ter anunciado uma nova personagem, Moze, da classe Gunner.

Antes de nos sentarmos a jogar, fomos apresentados a Moze, uma rapariga que tem à sua disposição um enorme Mech. Moze pode saltar para o robô e causar caos, ficando impedida de voltar a entrar durante algum tempo depois disso, enquanto o cooldown se esgota. Através de uma árvore de habilidades personalizáveis podem afinar o Mech como acharem melhor, incluindo a introdução de uma metralhadora nas suas costas caso que pode ser usada por um amigo em co-op. Estas escolhas não são definitivas, e a qualquer momento podem alternar entre combinações de habilidades e atributos.

Uma das armas que passámos a conhecer permitia enviar um valente soco mecânico a um alvo, mas também experimentámos uma minigun, um lança-chamas, um lançador de mísseis automáticos, um lança-granadas, e um massivo laser azul. Estas duas últimas foram as que usámos na demo, e cumpriram a sua função com distinção, eliminado inimigos com estrondo.

O nível que jogámos colocou-nos numa área cheia de lunáticos raivosos que nos apelidaram de "hereges" por algum motivo, mas também encontrámos os habituais Bandits e até os novos Tinks, uma classe de inimigos semelhante aos Midgets de Borderlands 2, carregados com caçadeiras. Tudo isto esteve muito próximo do que é a experiência típica de Borderlands, o que por si só já é bastante bom, mas a adição do Mech encantou-nos, já que é extremamente divertido. Este tipo de adições reforça a jogabilidade frenética que a Gearbox pretende para Borderlands 2, e resulta bastante bem.

No final da demo encontrámos um boss super-sónico, equipado com um enorme escudo e posicionado numa arena bastante peculiar. Enormes caixas de som posicionadas no centro e nos cantos atiravam rajadas sónicas capazes de causar grande dano, o que nos obrigou a ter em conta o boss e as próprias rajadas. O boss tinha um ecrã no seu escudo que regia à música que estava a tocar, e no final, acabou por nos oferecer uma amostra muito interessante do que Borderlands 3 tem para oferecer, com muitas personalidade.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

Depois de jogarmos também fomos apresentados a um novo planeta chamado Eden-6, que a Gearbox afirma ser levemente baseado em Louisiana, nos EUA. Isso significa que tem terrenos pantanosos, criaturas estilo dinossauros e lagartos, salgueiros, e ainda a casa da família Jakobs, fundadores dos produtores de armas. É um ambiente muito mais escuro e húmido do que estamos habituados a ver em Borderlands, e um contraste bem vindo ao desertos e cenários coloridos típicos.

A Gearbox está também empenhada em proporcionar a melhor experiência multijogador que já criaram, incentivando a um comportamento mais social dos jogadores. O jogo vai incluir sincronização de níveis entre jogadores, loot individual, e a opção para comprarem o que os amigos colocam à venda. As missões de caça ao homem vão também mudar dependendo do que acontece nos jogos dos amigos, e até podem enviar loot para parceiros depois de saírem.

Ainda tivemos a oportunidade de conhecer melhor o sistema de personalização, que permitirá escolher entre uma série de máscaras, cores, fatos dinâmicos com texturas que se movem, acessórios, e pinturas para as armas.

A demo, os anúncios, e as informações que recolhemos corresponderam exatamente ao que esperávamos e desejávamos de Borderlands 3 em termos de loucura e personalidade. É frenético, é explosivo, e é excêntrico, e em cima disso, Moze arrisca-se a tornar uma das nossas personagens favoritas. Já estávamos entusiasmados para Borderlands 3, e mais ficámos depois da E3.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade
Borderlands 3
Borderlands 3