Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.

Português
Início
antevisões
Teenage Mutant Ninja Turtles: Mutants in Manhattan

Teenage Mutant Ninja Turtles: Mutants in Manhattan

Tartarugas Ninja ao estilo da Platinum Games.

Independentemente de quem abraçar a responsabilidade de criar um jogo baseado nas Tartarugas Ninja, dois elementos são quase uma certeza num projeto destes - será um jogo de luta e terá um modo cooperativo. O conceito que a Platinum Games nos apresentou recentemente tem muito de ambos, mas apanhou-nos de surpresa com a estrutura aberta dos níveis. É claramente um jogo desenhado a pensar em várias repetições.

A Platinum Games é um estúdio que já provou, em múltiplas ocasiões, que consegue criar jogos de luta de grande qualidade, quase sempre seguindo a mecânica tradicional de dois botões de ataque para a criação de combos. Este novo jogo baseado nas Tartarugas Ninja terá algumas novidades, como os golpes especiais à base de cooldowns. Isto significa que têm de esperar alguns segundos antes de voltarem a usar essas habilidades. Outro toque particular a este jogo, é a introdução de vários itens úteis, como fatias de pizza que restauram a energia e outros acessórios de combate. Tudo junto, pareceu-nos ter criado um sistema flexível e divertido, com capacidade para algumas táticas cooperativas interessantes.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

Um exemplo do que estamos a falar é o movimento de incentivo de Michaelangelo, que termina os tempos de cooldown de todas as habilidades utilizadas recentemente, suas e das restantes tartarugas. Ou seja, uma boa coordenação implica utilizar essas habilidades, usar essa capacidade peculiar de Michaelangelo, e depois acionar novamente as habilidades especiais de seguida. Esta tática permite aplicar grandes quantidades de dano a um boss em pouco tempo, por exemplo. Donatello é capaz de curar os seus colegas, e pode reanimá-los depois de caírem em combate. Quando uma tartaruga perde a sua saúde, o jogador é enviado para um ecrã onde essa tartaruga está a comer pizza, até ser reanimada. Se as quatro tartarugas estiverem a comer pizza... é Game Over. Quanto a Raphael e Leonardo, têm habilidades mais concentradas na aplicação de dano, e embora todas as tartarugas consigam fazer estragos, estas duas são particularmente fortes nesse campo.

O jogo foi desenhado de forma a que cada nível ou mapa represente um Boss. É um conceito clássico, em que os jogadores vão atravessando desafios gradualmente mais difíceis até chegarem ao confronto final do nível. Pelo caminho vão recolhendo créditos que podem ser gastos em itens para facilitar a batalha final. O mais interessante é o facto dos objetivos de cada nível variarem de sessão para sessão, embora a maioria seja bastante simples. Também existem elementos extra e secundários, como um Boss especial que a Platinum Games nos mostrou, que tem apenas 3% de hipóteses de aparecer sempre que começam o nível. Em teoria parece-nos uma estrutura com potencial, com grandes incentivos para os jogadores repetirem os níveis, mas o tempo não nos permitiu realmente explorar esta variedade de objetivos e possibilidades.

O mapa que jogámos era dedicado a Bebop, um dos vilões clássicos da série. A Platinum Games garante que vão incorporar muitas dessas personagens que os fãs da série animada passaram a conhecer, incluindo obviamente o próprio Shredder. A batalha com Bebop foi surpreendentemente intensa, com o vilão a arremessar explosivos por toda a pequena área com grande insistência. Gostámos do confronto, embora a câmara tenha sofrido com o espaço curto do nível, atrapalhando um pouco o nosso desempenho. Isto foi particularmente notório sempre que tentámos correr pelas paredes.

O jogo não será baseado numa única era das Tartarugas Ninja, mas em várias. Isto significa que, ao contrário do que a Platinum Games fez com Transformers Devastation, Mutants in Manhattan não será uma explosão de nostalgia para quem acompanhou os desenhos animados originais, mas um misto de várias inspirações. Aliás, em termos de estilo, os heróis parecem mais próximos das versões recentes dos desenhos animados.

Esta demonstração mostrou-nos que a Platinum Games ainda precisa de afinar alguns elementos de Teenage Mutant Ninja Turtles: Mutants in Manhattan, mas considerando o trabalho passado da produtora, não temos motivos para duvidar disso. Uma desilusão é o facto de não existir qualquer modo cooperativo local, apenas online, sobretudo porque é um jogo que parece ser bem mais divertido com amigos do que com estranhos. Ainda assim, estamos curiosos para ver mais de Mutants in Manhattan.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade
Teenage Mutant Ninja Turtles: Mutants in ManhattanTeenage Mutant Ninja Turtles: Mutants in ManhattanTeenage Mutant Ninja Turtles: Mutants in Manhattan
Teenage Mutant Ninja Turtles: Mutants in ManhattanTeenage Mutant Ninja Turtles: Mutants in Manhattan
Teenage Mutant Ninja Turtles: Mutants in ManhattanTeenage Mutant Ninja Turtles: Mutants in Manhattan