Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.

Português
Gamereactor
antevisões
Rainbow Six: Extraction

Rainbow Six: Extraction - Primeiras Impressões

A equipa de Rainbow Six: Siege terá de enfrentar uma nova ameaça alienígena.

HQ
HQ

Embora Rainbow Six: Siege seja o jogo da série que a maioria dos jogadores melhor conhece, por ser o mais recente e por estar a ser expandido de forma constante, a verdade é que o legado da série está mais ligado a jogabilidade por esquadrões. Este Rainbow Six: Extraction é como um regresso a esse legado, embora com uma proposta diferente do que tem sido habitual em Rainbow Six.

É que embora seja um regresso a um modelo de jogabilidade por esquadrões, contra inteligência artificial, os adversários desta vez serão alienígenas. Siege, contudo, não foi esquecido, e as personagens que irá controlar são precisamente alguns dos operadores de Siege. Depois, em conjunto com um grupo de jogadores, terá de conter uma ameaça de outro planeta, que ameaça consumir todos os organismos do mundo.

Recentemente tivemos a oportunidade de jogar duas horas de Rainbow Six: Extraction, e a sensação que nos transmitiu foi a de estarmos a jogar um misto entre Siege e GTFO, o jogo co-op da 10 Chambers. É uma proposta bem mais metódica do que algo como Left 4 Dead, que requer uma abordagem mais furtiva, táticas, e o uso das habilidades dos operadores.

Existem, claro, muitas semelhanças com Rainbow Six: Siege, já que utiliza o mesmo motor de jogo, mecânicas semelhantes, e várias das mesmas personagens. Aliás, toda a ideia por trás de Extraction saiu de um modo de jogo especial de Siege, que o público adorou. Contudo, o foco aqui não está de todo na jogabilidade competitiva, mas sim na cooperativa, o que significa que não vai apelar necessariamente ao mesmo tipo de jogador, embora a Ubisoft tenha uma resposta a isso.

Rainbow Six: ExtractionRainbow Six: Extraction

Patrik Méthé, diretor criativo, explicou-nos que o facto de Extraction ser um jogo tão desafiante deve atrair os jogadores de Siege, mesmo que não seja um jogo competitivo. Embora desafiante, Extraction terá mais tutoriais ao dispor dos novatos, já que a Ubisoft pretende meter todos os jogadores a um nível semelhante o quanto antes. Aqui o objetivo não passa por distinguir tanto quem tem mais perícia com as armas, mas quem age melhor em equipa e de forma mais inteligente.

Quanto à estrutura de jogo, em Extraction terá de entrar em mapas fechados e isolados para cumprir uma série de objetivos - sem morrer pelo caminho. Existem vários tipos de modos, desde Rescue em que terá o objetivo de salvar outro operador, a Triangulation, onde deve encontrar e ativar diferentes sistemas. Em cada incursão terá de cumprir pelo menos três objetivos diferentes para ter sucesso, o que permitirá depois ser recompensado com experiência. Mas isto só em caso de missão cumprida - se falhar não irá receber nada, e pior ainda, os operadores dessa missão ficarão indisponíveis durante algum tempo.

Isto significa que não será possível fazer incursões à toa só para ganhar alguma experiência. Terá mesmo de jogar 'a sério' para tentar vencer, ou estará a perder tempo. Também existem diferentes graus de dificuldade e desafio, que ficarão disponíveis conforme avança pelo jogo, e segundo Patrik, os níveis mais avançados devem causar problemas até aos melhores jogadores de Siege.

HQ

Em Extraction irá enfrentar inimigos conhecidos como Archaens, que são essencialmente pesadelos biológicos. A Ubisoft terá retirado inspiração de organismos reais, não são animais ou plantas, mas algo parecido com musgo que se expande e consome tudo pelo caminho. No jogo, os inimigos irão sair de estranhos 'ninhos' vermelhos, o que coloca um dilema tático aos jogadores. Destruir estes ninhos obriga a ações arriscadas, mas se o conseguir, terá menos problemas para enfrentar conforme a incursão decorre. Ora, não sabemos se é porque o jogo ainda está a ser afinado, mas ao contrário do que Patrik referiu, não achámos estes Archaens assim tão complicados. Algum cuidado e uma arma com silenciador, foi suficiente para lidarmos com a maioria dos problemas. Esperemos que seja uma questão do jogo ainda estar a ser equilibrado.

Esta versão que experimentámos incluía nove operadores, incluindo favoritos como Doc, Sledge, Finka, e Alibi. A verdade é que alguns operadores pareceram-nos mais indicados para este tipo de experiência que outros, e a Ubisoft parece ter perfeita consciência disso mesmo. É que embora alguns operadores não sejam exatamente perfeitos para jogabilidade deste tipo, o facto de serem populares 'obrigou' a Ubisoft a incluí-los. A Ubisoft assegurou-nos também que serão mais do que nove os operadores da versão final, e como deve calcular, existem planos para ir introduzindo mais.

Pelo que pudemos ver, Rainbow Six: Extraction promete ser uma experiência divertida para quem aprecia jogabilidade cooperativa, mas o facto de não ter personagens desenhadas de raiz para, leva-nos a duvidar sobre para quem é realmente o jogo. Temos algumas reservas, e a concorrência entre o género de ação cooperativa vai ser feroz durante os próximo meses. Só o tempo dirá se Extraction será capaz de se distinguir nesta vertente como Siege o conseguiu no género competitivo.

HQ
Rainbow Six: ExtractionRainbow Six: Extraction
Rainbow Six: ExtractionRainbow Six: Extraction

Textos relacionados



A carregar o conteúdo seguinte