Português
antevisões
Immortals: Fenyx Rising

Immortals: Fenyx Rising

Viajámos para uma terra de mitos e lendas, nesta nova aventura da Ubisoft.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

Gods and Monsters foi uma das surpresas da Ubisoft na E3 2019, um jogo que aparentava ser uma aventura ao estilo de The Legends of Zelda: Breath of the Wild, mas baseado em mitologia grega. Não é estranha essa inspiração, considerando que estamos a falar da Ubisoft Quebec, o estúdio de Assassin's Creed Odyssey. Desde então, um vídeo de uma versão em desenvolvimento veio parar à internet, e o jogo mudou de nome, tornando-se Immortals: Fenyx Rising. Recentemente tivemos a oportunidade, não só de o experimentar, e mas também de conversar com o diretor Scott Philips.

Fenyx é precisamente o herói, ou heroína, desta aventura, escolhido pelos deuses para os salvar de um perigo terrível. Isto vai forçar Fenyx a partir numa cruzada épica através de localizações icónicas, batalhando monstros poderosos e enfrentando muitos perigos, embora com o auxílio dos deuses. Como tem certos elementos RPG, Immortals: Fenyx Rising vai permitir certos elementos da personagem, como sexo, tipo de corpo, feições, e cor dos olhos e do cabelo.

O herói terá acesso a uma série de acessórios e de habilidades, incluindo a capacidade para planar com as Asas de Daedalus, manipular objetos com a sua mente, e realizar ataques poderossímos através de vários artefactos entregues pelos deuses. Segundo Scott Philips, cada item tem de ter um certo elemento "épico", já que são originários da mitologia grega. A sensação que tivemos é que Fenyx é realmente um protagonista poderoso, ainda que o sistema de resistência seja algo penalizador.

Entre esses itens estarão espadas, armaduras, machados, e arcos, que podem ser melhorados ao longo da aventura. Para isso terá de ganhar o favor dos deuses através de desafios propostos no Hall of the Gods, uma área central onde irá interagir com os próprios deuses da mitologia grega. E não serão apenas os itens que podem ser melhorados, já que Immortals vai também incluir um sistema para melhorar e desbloquear habilidades e ataques.

O sistema de combate será familiar à maioria dos jogadores, já que funciona como muitos outros jogos de ação na terceira pessoa - aponta e dispara com o arco, e executa combinações de golpes com a espada e o machado. Mais interessantes serão as habilidades associadas aos itens especiais, como o martelo de Hephaestus que cria pequenos tremores, a fúria de Ares, que preenche o solo com chamas, e a carga imparável de Athenas. Embora poderosas, estas habilidades exigem resistência, um recurso que é necessário para quase todas as ações. Por outras palavras, precisa de ter cuidado para não esgotar a barra de resistência, ou ficará em maus lençóis. O combate pareceu-nos estar já num ponto muito refinado, e gostámos também do facto de incluir muitas opções de ataques pelo ar, algo a lembrar Bayonetta e Devil May Cry.

Immortals: Fenyx Rising

Quanto ao mundo de Immortals: Fenyx Rising, será composto por quatro grandes regiões, cada uma associada a um deus específico. Durante o nosso tempo com o jogo tivemos a oportunidade de visitar Forgelands, que é a área do deus Hephaestus. Trata-se de uma área pesada, sem vida, embora tenha muitos recursos para alimentar a forja de Hephaestus. Quanto à area que foi possível ver em imagens e vídeos, com muita vida, céu azul, e zonas verdes, está associada à deusa do amor, Aphrodite.

Pelo que tivemos oportunidade de ver e jogar, Immortals: Fenyx Rising terá muito conteúdo espalhado pelo mundo, com vários desafios ligados às constelações, segredos, puzzles, e inimigos especiais. É um mundo massivo e lindo, em grande parte por causa do estilo artístico escolhido, que segundo o produtor, foi desenhado para dar a sensação de que "existe algo novo em cada esquina".

O jogo parece ter também uma bela seleção de oponentes. Nas Forgelands encontrámos ciclopes, autómatos massivos, harpies, e outros monstros também eles retirados da mitologia grega. Segundo Scott Philips, cada área terá alguns inimigos exclusivos, incluindo alguns oponentes que serão particularmente desafiantes. Estes bosses opcionais são conhecidos como Wraiths, e representam "heróis caídos" da mitologia grega, como Aquiles. Cada um destes bosses será único, com capacidades e comportamentos específicos.

Com lançamento previsto para 3 de dezembro, em PC, PS4, PS5, Xbox One, Xbox Series, e Switch, Immortal: Fenyx Rising pode ser um dos jogos mais interessantes do final do ano. Gostámos imenso do mundo de jogo, do design de Fenyx e dos inimigos, das habilidades, e do sistema de combate. Ao nível de queixas, apenas desejamos chamar à atenção para a barra de resistência, que nos parece drenar com demasiada rapidez. Tirando isso, só mesmo com mais horas de jogo, mas a primeira impressão foi muito positiva.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade
Immortals: Fenyx RisingImmortals: Fenyx Rising
Immortals: Fenyx RisingImmortals: Fenyx RisingImmortals: Fenyx Rising
Immortals: Fenyx RisingImmortals: Fenyx RisingImmortals: Fenyx Rising

Textos relacionados



A carregar o conteúdo seguinte


Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.