Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.

Português
Início
antevisões
FIFA 14

FIFA 14: Antevisão PS4 / Xbox One

As últimas impressões do Gamereactor com a versão de Xbox One de FIFA 14.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

Se a versão de FIFA 14 para as consolas atuais foi ligeiramente desapontante (podem ler a análise do Gamereactor aqui), a versão de nova geração parece que vai compensar essa desilusão. A diferença entre as duas versões é evidente e marca para já o compromisso da EA Sports em levar muito a sério este salto para a próxima geração. Basta lembra que o primeiro FIFA para a geração atual foi um desastre, mas felizmente, parece que o mesmo não vai acontecer agora.

E não se trata apenas de um melhoramento dos gráficos. Sim, claro que é bastante melhor visualmente, com tufos de relva que saltam depois de um chuto na bola, as ondas nas camisolas dos jogadores ou os festejos eufóricos das bancadas depois de um golo. Mas os melhoramentos vão mais longe e as novidades que a EA implementou nesta versão podem fazer uma grande diferença.

Até que ponto, exatamente, resta ainda ver. O Gamereactor conseguiu jogar seis jogos completos de FIFA 14 na Xbox One, o que já permitiu ter alguma ideia do que a nova versão vai oferecer. De qualquer forma, teremos de esperar mais tempo para sabermos se estas mudanças são superficiais ou realmente relevantes. Mas para já, estamos impressionados com o que vimos de FIFA 14 na nova geração.

Apesar de mais bonito, as novidades mais interessantes surgem na jogabilidade. A inteligência de todos os jogadores foi melhorada, já que agora parece existir poder de processamento suficiente para que a inteligência artificial consiga controlar vários jogadores em simultâneo, ao contrário dos dois do costume. Isto é sobretudo mais evidente durante jogadas de ataque. Embora seja necessário realçar quem estávamos a jogar numa dificuldade mediana, conseguimos marcar vários golos de cabeça. Os jogadores procuravam um posicionamento eficaz dentro da área e saltavam em conjunto para tentarem chegar à bola. FIFA nunca pareceu mais realista.

FIFA 14

Outro elemento que pode fazer a diferença é a introdução de "centenas e centenas" de novas animações, como nos disse a equipa de produção. O poder puro que as novas consolas oferecem permitem à EA Sports acrescentar tanto detalhe quanto desejarem. Isto significa que vamos ter jogos muito mais variados do que encontrámos na geração atual, o que será certamente bem-vindo para quem dedica várias horas ao seu vício de FIFA.

Também reparámos que o jogo parece agora uma transmissão televisiva real. Por exemplo, agora existem mais repetições para vários acontecimentos relevantes, não apenas faltas ou golos. Vão ver falhanços, fintas bonitas, cortes importantes, grandes defesas... Alguns já apareciam no passado, mas agora, com a introdução de várias dezenas de ângulos de câmara diferentes, vão obter uma experiência muito mais cinemática nas repetições.

Outro fator relevante é que agora, segundo a EA, o jogo nunca pára. Basicamente, a filosofia adotada para os lançamentos e livres rápidos estendeu-se a todo o jogo, mantendo um ritmo fluido.

O Gamereactor teve ainda oportunidade de conversar com Nick Channon, produtor do FIFA 14, que questionámos sobre alguns elementos específicos de cada consola, como os novos comandos e de que forma as câmaras Kinect e PlayStation Eye podem melhorar a experiência. Para o acessório da PS4, a resposta foi francamente vaga, mas para o Kinect podemos esperar vários comandos de voz.

FIFA 14

Também existe uma diferença de conteúdo entre as duas plataformas. Como já se sabia, os jogadores de Xbox 360 e Xbox One terão acesso a FIFA Ultimate Team legends, que contam com Figo e Rui Costa, entre outros nomes lendários do futebol.

De volta aos relvados, podemos afirmar que os novos "instintos Pro", adicionam um novo nível de inteligência. A EA afirma que a interação física entre os jogadores foi melhorada. Desta forma vão ver jogadores a tentarem evitar entradas perigosas, que na versão para as consolas de atual geração provavelmente terminariam na queda do jogador. Outros elementos que foram introduzidos nas versões de PC, Xbox 360 e PS3, como as curvas mais realistas dos atletas e os remates espontâneos, estarão também presentes na versão de nova geração.

Também nos pareceu evidente que o ângulo da câmara por defeito baixou ligeiramente, possivelmente para mostrar melhor o ambiente nas bancadas. Agora que o público é totalmente renderizado em três dimensões, este novo ângulo acrescenta grande atmosfera às partidas. Ou pelo menos é essa a intenção; nós estávamos tão concentrados no jogo em si que não reparámos bem e o barulho que se sentia no evento não permitiu ouvir a qualidade sonora do jogo.

Além das novidades que conhecemos nas versões atuais de FIFA 14, a nova geração vão incluir um número surpreendente de novidade exclusivas. Não nos interpretem mal. Isto ainda é claramente FIFA e a base é a mesma para as duas gerações, mas desta vez parece um salto genuíno de qualidade e um investimento merecedor do dinheiro dos jogadores. Precisamos de muito mais tempo com o jogo, mas estas últimas impressões são francamente positivas.

FIFA 14
FIFA 14