Gamereactor follow Gamereactor / Dansk / Svenska / Norsk / Suomi / English / Deutsch / Italiano / Español / Français / Nederlands / 中國 / Indonesia / Polski
Gamereactor Close White
Iniciar sessão






Esqueceu-se da password?
Não estou registado mas quero registar-me

Prefiro iniciar sessão com a conta de Facebook
Gamereactor Portugal
especiais

TOP 10: Melhor Jogo do Ano 2017

Num ano cheio de grandes jogos, estes foram os 10 melhores!


Facebook
TwitterRedditGoogle-Plus

Persona 5
Plataformas: PS3, PS4

"Persona 5 segue uma estrutura semelhante ao que vimos em Persona 3 e 4, no sentido em que vão voltar a encarnar a vida de um estudante japonês ao longo de quase um ano. Durante as perto de 90 horas de jogo que Persona 5 tem para oferecer, vão experenciar uma estória profunda e entusiasmante, e interagir com personagens que vão passar a conhecer bem e a admirar. São companheiros com diversos problemas, motivações, e personalidades, mas todos interessantes à sua maneira. Em cima disso, um dos sistema de combate por turnos mais refinados e dinâmicos do mercado, embrulhado numa direção artística cheia de estilo e irreverência."

Ler análise completa.

Super Mario Odyssey
Plataformas: Nintendo Switch

"A grande novidade vem, naturalmente, da introdução do Cappy. Podem atirar o chapéu para a frente, fazê-lo rodopiar em torno de Mario, e até mantê-lo a girar no ar durante alguns segundos, para o usarem como plataforma. Como já tínhamos referido, podem também assumir controlo de outras criaturas com o Cappy. Peixes, balas de canhão, sapos, tartarugas, e goombas, são apenas alguns exemplos. Cada reino tem um tipo de criatura exclusivo para controlarem, com habilidades únicas, e uma boa parte do design desse nível envolve usar essas capacidades. É divertido, e algo que ajuda a manter a experiência variada. Ah, sim, também podem assumir controlo de um T-Rex, mas apenas durante alguns momentos."

Ler análise completa.

Assassin's Creed Origins
Plataformas: PC, PS4, Xbox One

"Além de ser uma maravilha técnica e arquitectónica, o mundo de Assassin's Creed Origins é também impressionante pelos pormenores que lhe dão vida. Desde inúmeros cidadãos que passeiam pelas cidades cumprindo com o seu dia-a-dia, a uma vasta gama de animais (cuidado com os crocodilos e os hipopótamos!), existe aqui um mundo orgânico que funciona muito além da interação ou presença do jogador. Encontrámos restos de batalhas que aconteceram antes de por lá passarmos, desde aldeões atacados por crocodilos, a bandidos que se cruzaram com guardas. A isto devem acrescentar elementos dinâmicos como o ciclo noite-dia, por exemplo. O mundo de Assassin's Creed é um verdadeiro triunfo de arquitectura, ciclos de inteligência artificial, e de dinamismo, criado por vários sistemas a trabalharem em simultâneo."

Ler análise completa.

The Legend of Zelda: Breath of the Wild
Plataformas: Nintendo Switch

"Foi uma longa e angustiante espera para os fãs de The Legend of Zelda, mas valeu a pena. Breath of the Wild é um jogo fantástico, repleto de possibilidades e pormenores geniais. São largas dezenas de horas de jogo aqui guardadas, com o potencial de vos proporcionarem a aventura mais épica de Link até à data. Não é perfeito, longe disso até, mas podem ficar descansados - Breath of the Wild é especial."

Ler análise completa.

Horizon: Zero Dawn
Plataformas: PS4

"O design destes mais de 20 tipos de máquinas é fantástico, não só visualmente, como ao nível de jogabilidade. Vão precisar de estudar estas máquinas, de aprender os seus pontos fortes e fracos, e de aplicar uma estratégia que minimize os primeiros e maximize os segundos. Existem máquinas que seriam autênticos bosses noutros jogos, que vão obrigar a abordagens muito planeadas e esforçadas para derrubar. Combater estes inimigos é fantástico, tanto ao nível de jogabilidade, como de grafismo."

Ler análise completa.