Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.

Português
Início
antevisões
Diablo IV

Diablo IV

O Diablo macabro, sombrio, e aterrador, está de volta, e é fantástico.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

Diablo III é para todos os efeitos um jogo fantástico, mas apresentou um estilo ligeiramente mais cartoonesco e colorido que os jogos anteriores, o que não foi bem recebido por todos. Muitos jogadores não gostaram dessa mudança de estilo, e exigiam um regresso às origens mais escuras e macabras de Diablo e Diablo II. Pois bem, esse fãs vão ter o que pediram.

Jogámos uma secção de Diablo IV durante a Blizzcon, passada em masmorras subterrâneas. Era escuro, sujo, e claustrofóbico, e à nossa frente estava apenas uma pequena passagem através de rochas. Abaixámos-nos, pusemos as mãos na lama, e pendurámos-nos ao que parecia ser uma raiz.... mas espere, não existem raízes aqui, apenas os cadáveres em decomposição de antigos aventureiros. O que agarrámos foi precisamente o braço de um desses corpos desfeitos. Enojados, continuámos à procura da saída, e quando finalmente a encontrámos, respirámos de alívio, ainda que apenas por breves instantes, porque o que encontrámos era na verdade pior - uma terra desoladora, corrompida, perigosa, e até profana. Isto, senhoras e senhoras, é Santuário. Isto, é Diablo.

Através de um vídeo espetacular, a Blizzard apresentou-nos a Lilith, e mais importante que isso, ao tom macabro, assustador, e sombrio de Diablo IV. É um regresso em definitivo às origens, com uma versão medieval e gótica do Inferno e da Terra, um mundo sem esperança que vai desafiar até os maiores heróis.

Depois de atravessarmos as áreas labirínticas desta secção, conseguimos encontrar o caminho para a vila de Corbach. É uma localização cercada por paliçadas, onde alguns humanos tentam sobreviver à hostilidade e aos horrores do mundo que os rodeia. O desespero é quase palpável na aldeia, porque Corbach não é um porto segundo no meio do Inferno - é apenas outra manifestação dele para os seus habitantes.

A nossa missão é encontrar a líder da aldeia, Nora Corse, que nos informa de estranhos sinos a norte de Corbach, que parecem atrair todo o tipo de abominações. Determinados a investigar o que se passa, abandonámos a aldeia, mas reparámos que não fomos os únicos. Existem outros heróis - outros jogadores - a saírem da aldeia em direção ao mundo aberto, o que nos relembra de que o multiplayer será parte fulcral da experiência. Estas áreas serão partilhadas com outros jogadores, enquanto que o mundo aberto será apenas para o jogador ou para o seu grupo de aventureiros. Existem, contudo, eventos que vão motivar a cooperação mesmo entre estranhos, o que é uma das novidades de Diablo IV.

Diablo IV

Tivemos uma amostra disso quando nos juntámos a um grupo de jogadores para participar numa batalhas de grandes proporções. Se viu o trailer de gameplay (em baixo), trata-se do monstro que aparece perto do fim, que está a sair do solo e que tem enormes braços em formas de lâminas. Enfrentar este inimigo sem ajuda seria praticamente impossível, e mesmo em grupo, não é fácil.

Foi a oportunidade perfeita para colocarmos em teste as capacidades da nossa personagem, um Druida, cujas habilidades são alimentadas pela sua própria fúria (é como mana para o feiticeiro). Estas habilidades permitiram-nos assumir a forma de um urso, invocar dois lobos, atirar enormes pedragulhos que abrandam o inimigo, carregar violentamente em frente, e ainda invocar uma temível tempestade de relâmpagos. Esta tempestade é na verdade uma habilidade Ultimate, uma das novidades de Diablo IV. São habilidades muito mais poderosas, mas que também incluem um tempo de recarregamento muito superior, o que significa que só podem ser usadas de forma espaçada.

Usar uma destas habilidades é fantástico, mas todas elas ofereceram excelente feedback. As animações das personagens, a reação dos inimigos aos golpes, o sistema de física... tudo estava a trabalhar em conjunto para proporcionar uma fantástica sensação de combate. Vai enfrentar inúmeros perigos e monstruosidades em Diablo IV, mas terá sempre o sentimento de que é também extremamente poderoso.

As habilidades estarão divididas em categorias, que no caso do Druida são Básico, Espiritual, Defensivo, Fúria, Companheiros, e Ultimate. Existem por isso seis tipos de habilidades para atribuir a seis botões, à semelhança do que já acontecia em Diablo III, ainda que fosse possível retirar a limitação para criar combinações de habilidades da mesma categoria, como duas habilidades defensivas ao mesmo tempo, por exemplo. Existem também efeitos passivos para desbloquear e accionar, e tudo isto vai ajudar a moldar a personagem em vários estilos de jogo. Pode ser mais defensivo ou mais ofensivo, mais focado em atacar alvos isolados ou em provocar dano de área para danificar muitos inimigos, e assim por diante.

Diablo IVDiablo IVDiablo IVDiablo IV

Depois de finalmente derrotarmos aquele enorme oponente, chegou a agora de recolher o loot e equipar o equipamento novo. O que vimos lembrou-nos mais de Diablo II e da versão atual de Diablo III, o que parece indicar que a Blizzard aprendeu com o erro que cometeu aquando do lançamento original de Diablo III. Também existem encantamentos e runas, mas acima disso, as palavras rúnicas de Diablo II estão de regresso, acrescentando ainda mais um elemento de personalização.

Por fim, temos de falar das montadas. O mundo de Diablo IV será grande o suficiente para motivar a sua utilização, reduzindo o tempo perdido em caminhadas - sobretudo quando se está a fazer backtracking para áreas já visitadas. O facto de ser possível sair rapidamente da montada e partir diretamente para o ataque é um elemento fantástico.

Infelizmente foi só isto que jogámos de Diablo IV, mas ficámos com vontade de jogar muito mais. Embora curta, foi uma experiência de jogo extremamente agradável, que excedeu até as nossas melhores expetativas. Como referimos, somos fãs de Diablo III, mas estamos a adorar este regresso ao tom original da série. Ainda existem muitos pormenores por revelar, e não fazemos ideia de quando será lançado (2021 parece mais provável que 2020), mas o que vimos e jogámos de Diablo IV na BlizzCon foi realmente muito promissor.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade
Diablo IVDiablo IVDiablo IV
Diablo IVDiablo IVDiablo IV
Diablo IVDiablo IVDiablo IVDiablo IV
Diablo IVDiablo IVDiablo IVDiablo IV

Textos relacionados

Diablo IV

Diablo IV

ANTEVISÃO. Escrito por Lorenzo Mosna

O Diablo macabro, sombrio, e aterrador, está de volta, e é fantástico.



A carregar o conteúdo seguinte