Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.

Português
Início
antevisões
Devil May Cry 5

Devil May Cry 5

Nero e Dante estão de regresso para arrasar com os demónios.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

Já se passaram 10 anos desde que andámos a abrir caminho impiedosamente por entre hordas demoníacas com o carismático (mas selvagem) Nero, o herói de serviço de Devil May Cry 4. Após algumas remasterizações e um reboot a cargo da Ninja Theory, a Capcom tomou novamente as rédeas da série e ofereceu o papel principal uma vez mais ao jovem de cabelo branco. O vindouro Devil May Cry 5 tem sido muito antecipado, e será que vamos ver um retorno à insanidade desenfreada de outrora ou ficará o reinado de Nero preso em 2008? Ainda é cedo para respondermos a isso, mas tivemos a oportunidade de o jogar no expositor da Capcom em Colónia e, bem, ficámos muito impressionados.

As emoções eram intensas ao entrarmos na área para jornalistas. DMC5 esperava-nos numa sala de acesso restrito no fundo do expositor, e a demo colocou-nos de imediato ao lado de Nero e da sua excêntrica companheira Nicoletta 'Nico' Goldstein, que faz a sua estreia na série. Com as mãos no volante - e que perigo é na estrada - Nico conduziu-nos até uma cidade onde o caos reina, graças às diabólicas criaturas que nela deambulam. Torna-se óbvio que os cidadãos originais abandonaram este sítio, que agora até tentáculos tem a crescer nas paredes. Mas isso não é um problema - Nero está aqui para dar conta do recado.

O nosso protagonista empunha a sua emblemática espada Red Queen, para além de um braço robótico - que foi aprimorado por Nico - e o seu revólver de cano duplo. Desferir golpes com a espada segue a mesma linha de Devil May Cry 4, sendo que o objetivo é alcançar combos cheios de estilo contra os adversários, através de frenéticos toques nos botões do vosso comando de forma a obterem uma boa pontuação no final da luta.

O revólver Blue Rose também atua do mesmo modo e é uma boa forma de perpetuarem um combo, especialmente se Nero estiver longe do inimigo. Já o novo braço robótico - denominado de Devil Breaker - permite algumas habilidades novas, sendo a mais notável a capacidade de agarrar. Isto é extremamente útil ao iniciarem um combo de salto, pois podem arrastar o adversário até vocês caso não lhes consigam acertar com a espada, ou apanhar inimigos distantes de forma a que estes participem involuntariamente na vossa teia de combos e aniquilação; os pobres demónios não têm por onde fugir. Para além de vos permitir agarrar nos inimigos, o braço robótico também vos confere a habilidade de parar o tempo durante um bocado, encurralando desta forma a bicharada que vos rodeia para que os possam cortar aos pedacinhos.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

Depois de arrasarmos com todos os demónios no nosso caminho, tivemos de procurar por uma espécie de cria recém nascida de forma a remover um tentáculo que travava a nossa progressão. Uma vez encontrado, a cria devorou o interior do tentáculo até este se desintegrar, desimpedindo assim o nosso caminho. Na área subsequente, ouvimos algo a tocar numa cabine telefónica; como não vimos nada de suspeito nesta situação, atendemos o telefone e escutámos a voz de Nico, que estava impaciente por estar farta de esperar que Nero arrasasse com os seus adversários.

De seguida, fomos recebidos por um enorme boss. Este revelou-se um verdadeiro desafio, com uma gama de movimentos que incluíam vórtices de fogo que nos sugavam para a boca que tinha na barriga - e esta é uma descrição anatomicamente correta da sua fisionomia -, para além de golpes de cabeça e saltos poderosos que provocavam ondas de choque. Espalhados pela área estavam um escassos globos verdes, por isso tivemos de ser particularmente cautelosos de forma a manter a nossa vitalidade. Mesmo assim, conseguimos derrotá-lo à primeira tentativa e assim que este boss explodiu, a demo terminou. Pensámos que tínhamos feito um bom trabalho, mas o B gigante que apareceu no ecrã revelou o nosso erro de julgamento.

O que pudemos verificar com esta demo é que Devil May Cry 5 é um deleite visual, e parece ser um capítulo digno da série principal. O combate é rápido, os controlos responsivos, a música é fantástica e tanto o protagonista como a sua companheira são carismáticos, pelo que excedemos as nossas expectativas. Por enquanto, é uma iteração ilustre da saga e só nos resta esperar até março para ver se o resto está à mesma altura.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade
Devil May Cry 5Devil May Cry 5
Devil May Cry 5Devil May Cry 5
Devil May Cry 5Devil May Cry 5Devil May Cry 5

Textos relacionados

Devil May Cry 5Score

Devil May Cry 5

ANÁLISE. Escrito por Connor Makar

Devil May Cry regressa cheio de estilo, espetáculo, e algumas surpresas.



A carregar o conteúdo seguinte