Português
Gamereactor
antevisões
Destiny

10 Jogos para 2014: Destiny

A Bungie regressa em força em 2014, mas desta vez sem a presença de Master Chief.

HQ

Se existe jogo que estamos curiosos para jogar em 2014 é Destiny. A produtora que outrora era responsável por Halo deixou para trás a Microsoft e Master Chief, para passar a produzir em multi-plataformas. Para os fãs de PlayStation isto representa a oportunidade de experimentarem um FPS da Bungie e o porquê dos fãs de Xbox se gabarem tanto de Halo, apesar de Destiny ser um jogo diferente. Destiny vai chegar, não só a várias plataformas, como a duas gerações diferentes. Será no dia 9 de setembro de 2014 que os jogadores de PS3, PS4, Xbox 360 e Xbox One terão a oportunidade de jogar Destiny. Antes disso, no Verão, a Bungie vai libertar uma versão Beta, que chega primeiro às consolas PlayStation (as voltas que o mundo dá).

Como já tinha acontecido com Halo, a Bungie teve muito cuidado ao construir a História de Destiny. O jogo passa-se numa versão futurista da Terra, depois do planeta ter sido invadido por forças alienígenas. Nesta fase a invasão já aconteceu há muito tempo e a resistência começa a dar sinais de fraqueza. A nossa maior esperança é o "Traveler", uma presença esférica que flutua sobre a última grande cidade humana, protegendo os seus habitantes do perigo e concedendo-lhes poderes especiais. Basicamente é magia espacial.

O Gamereactor teve a oportunidade de conversar com o diretor de design e argumentista Joseph Staten, antes deste abandonar a Bungie, precisamente sobre este tópico: "Magia espacial é uma frase algo parva que utilizamos para isto, mas em termos práticos, no jogo, a magia resulta em habilidades, canalizadas através de armas fantásticas que terão à vossa disposição. Quando disparam algo como o poder do Sol a partir das vossas mãos, é uma sensação fantástica..."

Destiny

Apesar de se jogar como um FPS, Destiny tem uma estrutura próxima de um MMO, mas a Bungie promete uma seleção variada de missões (bom, tão diversas quanto possíveis considerando a natureza do jogo). Os jogadores poderão juntar-se a amigos ou abordar o conteúdo sozinhos. A Bungie assegura que a maioria do conteúdo pode ser completado com uma única pessoa, embora existam algumas missões que são específicas para jogabilidade de grupo. Estas terão obviamente espólios mais atrativos e recompensas que justificam o risco. E claro, depois também existem provas competitivas, algo que a Bungie revolucionou com Halo.

David Dague, gerente da comunidade da Bungie, explicou como as armas e o equipamento vai comunicar o percurso desse jogador para os restantes: "O equipamento que vão adquirindo ao longo do caminho, as armas que encontram ou que ganham a completarem missões, será o que vos vais definir em Destiny. Vão contar a vossa história no jogo, já que cada peça de equipamento tem a sua própria história. Assim, ao olhar para outro jogador, serei capaz de perceber o tipo de jogador que é. Serei capaz de perceber o tipo de desafios que conquistou ou que modos de jogo prefere. Até serei capaz de perceber em que ponto vai da história. É isso que significa "Tornar-se uma Lenda." Existe uma reputação que vos precede, porque serão bons no jogo."

HQ
DestinyDestinyDestiny

Ainda não existe qualquer palavra do estúdio sobre uma hipotética versão de PC, apesar de já terem confirmado Destiny para as duas gerações de consolas. Staten confirmou-nos que não importa a plataforma em que jogam, a experiência nuclear será a mesma: "Foi fundamental para o nosso design manter-nos fiéis a essa máxima, de que não importa a plataforma, a experiência deve ser a mesma. Ou seja, o número de inimigos, a forma como se comportam, o espaço, as armas, os eventos, tudo vai ser igual, não importa se jogam na PS3 ou na Xbox One.

Ainda não sabemos de que forma as versões (ou se de todo) vão interagir entre si. Por exemplo, será que os jogadores de PS3 podem jogar com os jogadores de PS4? Será que é possível transitar os Saves entre gerações de consolas?

Os jogadores vão jogar no que a Bungie apelida de "um mundo partilhado", ou seja, não terá exatamente a escala de um MMO, mas ainda será populado por outros jogadores no mesmo espaço. Até agora a Bungie confirmou a Terra, a Lua, Marte e Vénus como locais que poderão visitar e explorar. De qualquer forma é de esperar mais localizações para o futuro, até porque a Bungie promete que Destiny vai durar 10 anos e que terá um fluxo de conteúdo frequente. Os jogadores terão também acesso a três classes diferentes: Hunter, Titan e Warlock.

De resto, esperamos muitas opções de personalização, uma IA muito competente dos inimigos, modos multijogador extremamente sólidos e e uma história que nos incentive a envolvermo-nos com o jogo durante muito tempo. As expetativas estão altas, mas acreditamos que a Bungie será capaz de cumprir o prometido.

HQ

Textos relacionados



A carregar o conteúdo seguinte


Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.