Português
análises
Zombie Army 4: Dead War

Zombie Army 4: Dead War

Os mortos-vivos de Hitler voltaram para nos atormentar, mas estamos preparados.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

Se está à espera de encontrar algo de original ou único em Zombie Army 4: Dead War, vai ficar desiludido, mas provavelmente já sabia disso. Zombies incorporados em jogos baseados na Segunda Guerra Mundial não são nada de novo, muito pelo contrário, e estruturas co-op em jogos deste género são como pão e manteiga. Ou seja, não há nada de "novo" para ver aqui, mas isso não é necessariamente mau, sobretudo porque Zombie Army 4 é um jogo bastante divertido.

O tema é muito claro - zombies nazis - mas a história em si é sobretudo redundante, já que o importante são os objetivos das missões, e até certo ponto, o contexto. Podia perfeitamente passar à frente as sequências cinemáticas e simplesmente ignorar a história que continuaria a divertir-se, e não iria perder nada de especial. Em Zombie Army 4 interessa a experiência de jogo no momento-a-momento, e não o arco narrativo, e isso não nos incomodou.

Zombie Army 4 é um jogo de ação na terceira pessoa onde as armas devem ser exageradas, as mortes com câmara em raio-x precisam de ser gloriosas, e as batalhas têm de ser frenéticas, e isso tudo é conseguido. Ainda assim, existe um contexto para seguir, caso o deseje, que neste caso passa por uma campanha de nove missões passadas na Europa da década de 1940. Irá passar pelas pontes de Veneza, visitar um jardim zoológico na Croácia, evitar rios de lava no Monte Vesúvio, e até visitar Roma, entre outras localizações.

A campanha apresenta uma boa variedade de localizações, mas também de inimigos, com vários tipos de ameaças sobrenaturais à espera do jogador. Os soldados mortos-vivos são o inimigo mais comum, mas irá encontrar monstros com capacetes à prova de bala, seres rastejantes, e até generais capazes de ressuscitar os mortos como soldados explosivos. E já referimos que existe um tubarão zombie? Sim, é verdade. Toda esta variedade obriga a mudanças de táticas, evitando que o jogador caia na mesma rotina.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

As missões são lineares, mas os níveis são suficientemente grandes para incentivar à exploração, com vários caminhos alternativos e segredos. Existem várias modificações, acessórios, e colecionáveis à espera de serem descobertos, e mais importante ainda, o design dos níveis e o seu visual é muito bom. Dead War não é tecnicamente o jogo mais impressionante do mercado, mas faz bom uso daquilo que tem, incluindo muito contexto e pequenas histórias contadas pelo cenário.

Outro ponto francamente positivo de Zombie Army 4: Dead War são as armas, o que não é de estranhar, considerando que a série nasceu como uma alternativa de Sniper Elite. A espingarda de longo alcance é formidável, e as mortes com visão raios-x que por vezes surgem são uma delícia. Além da espingarda, pode equipar uma arma secundária, como uma metralhadora ou uma pistola. Cada arma tem depois três espaços para melhoramentos, que incluem munições com eletricidades, balas explosivas, ou benefícios passivos.

Esse arsenal é depois complementado com armas que são específicas para missões, normalmente extremamente poderosas, e ainda existem granadas e outros tipos de explosivos que pode carregar. Pelo caminho irá encontrar zonas centrais onde pode reabastecer as suas munições e descansar.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

Se é fã de Sniper Elite, então vai gostar de saber que Karl Fairburne é uma das quatro personagens disponíveis - mais serão acrescentadas depois do lançamento. Ao seu lado está outro velho conhecido, Boris, e os novatos Jun e Shola. À semelhança das armas, cada personagem tem as suas próprias características, e também podem ser melhorados com bónus que desbloqueia quando atinge certas metas, incentivando a continuar a jogar com a mesma personagem. Não é o sistema de progressão mais interessante do mundo, mas é suficiente para algo como Zombie Army 4.

Além da campanha principal, pode também participar no modo Horde, onde irá batalhar os zombies através de mapas mais concentrados. Com o progresso no modo Horde irá desbloquear novas áreas para explorar, mas fica o aviso de que será desafiado. Como qualquer bom modo Horde, os inimigos vão ficando gradualmente mais difíceis com cada ronda bem sucedida, e permanecer vivo torna-se consideravelmente mais complicado. Não é nada de revolucionário ou inovador, mas é um modo divertido, sobretudo com amigos.

Zombie Army 4: Dead War não é original, mas é uma boa evolução da série, e até do género, um jogo com bons valores de produção, jogabilidade refinada, e vários momentos de grande diversão. Excelente modificações para as armas, grande variedade de inimigos, mapas memoráveis, e um modo horde para tentar ultrapassar com três amigos, são alguns dos pontos fortes de um jogo facilmente recomendável a fãs do género.

Zombie Army 4: Dead WarZombie Army 4: Dead WarZombie Army 4: Dead War
Zombie Army 4: Dead WarZombie Army 4: Dead WarZombie Army 4: Dead War
08 Gamereactor Portugal
8 / 10
+
Boa jogabilidade. Grafismo encaixa bem. Grande variedade de inimigos. Modificações das armas são divertidas. Modo Horde é decente.
-
Elementos narrativos não aquecem nem arrefecem.
overall score
Esta é a média do GR para este jogo. Qual é a tua nota? A média é obtida através de todas as pontuações diferentes (repetidas não contam) da rede Gamereactor

Textos relacionados



A carregar o conteúdo seguinte


Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.