World's End Club Análise - Gamereactor
Português
Gamereactor
análises
World's End Club

World's End Club

Um jogo mobile adaptado à Nintendo Switch. O resultado? Não muito bom.

World's End Club está disponível nos dispositivos iOS e Apple Arcade desde o ano passado, mas chegou recentemente à Nintendo Switch por € 39,99. Trata-se do que é normalmente apelidado de "novela gráfica", misturada com alguns elementos de plataformas 2D. Na maioria do tempo segue uma história relativamente linear, mas ocasionalmente deixa sair a criatividade dos seus criadores, que no passado conseguiram impressionar-nos com jogos como Danganronpa e Zero Escape.

A história segue um grupo de estudantes que pertencem ao clube Go-Getters, um bando de arruaceiros que logo no início da aventura se vêm envolvidos num acidente. Isto irá levá-los a um parque de diversões sub-aquático que foi abandonado há vários anos, e aqui será forçados a jogar um bizarro jogo de vida ou morte... ou pelo menos é essa a introdução. A verdade é que World's End Club não é tanto um jogo de consequências mortais, mas antes uma jornada de um grupo de jovens que terão de superar desafios num ambiente atípico.

Esta narrativa terá sido o ponto forte de World's End Club, já que foi capaz de nos surpreender repetidamente. Em parte isso deve-se à sua estrutura narrativa, já que mostra duas perspetivas diferentes da história que eventualmente se convergem. É uma história interessante, com personagens que nos cativaram, mas infelizmente um jogo não se faz apenas de história.

World's End ClubWorld's End ClubWorld's End Club

É que a narrativa interessante está intercalada com secções de plataformas 2D de fraca qualidade, agastadas por controlos medíocres, puzzles sem interesse, e até alguns encontros com bosses que só atrapalham a experiência. O que ainda não referimos em relação a estes jovens, é que durante a aventura vão desbloqueando habilidades especiais. Uma dessas personagens consegue atirar objetos pesados, outra cospe fogo, e uma até consegue inverter a gravidade, permitindo caminhar pelo teto. Parece uma ideia interessante, mas a sua implementação prática na jogabilidade é um desperdício completo.

O resultado é uma experiência de jogabilidade que acaba por ser bastante frustrante, e que só atrapalha o ritmo da história. O design do jogo é injusto, provocando várias mortes que só podem ser evitáveis depois de saber o que acontece. Felizmente o sistema de saves automáticos é generoso, e o jogador está sempre próximo de onde morreu, caso contrário teria sido muito difícil aguentar esta aventura até ao fim.

É uma pena, mas a experiência de jogo de World's End Club não é divertida nem empolgante, apenas trapalhona e frustrantes. Em vez de reforçarem a narrativa, as secções de jogabilidade quase que estão a estorvar a história e o seu ritmo. Valha-nos pelo menos o facto da narrativa em si ser interessante e imprevisível, com alguns momentos verdadeiramente inesperados. Ainda assim, não é uma história suficientemente boa para compensar por todos os problemas da jogabilidade, e no fim o que resta é uma experiência de jogo que não podemos recomendar, e que provavelmente esqueceremos depois de escrevermos esta análise.

World's End ClubWorld's End Club
World's End ClubWorld's End ClubWorld's End Club
World's End ClubWorld's End Club
05 Gamereactor Portugal
5 / 10
+
História imprevisível com personagens interessantes. Banda sonora vivaça.
-
Jogabilidade parece estar a mais nesta equação. Experiência de jogo que rapidamente sairá da memória.
overall score
Esta é a média do GR para este jogo. Qual é a tua nota? A média é obtida através de todas as pontuações diferentes (repetidas não contam) da rede Gamereactor

Textos relacionados



A carregar o conteúdo seguinte


Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.