Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.

Português
Início
especiais
League of Legends

Uma Década de League of Legends

League of Legends celebrou o seu décimo aniversário, e o Gamereactor recorda aqui um dos jogos mais populares da década.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

A moda do momento é Fortnite, Apex Legends, PUBG, e outros battle royales, mas não nos podemos esquecer que antes disso houve League of Legends, ou "LoL", como é normalmente apelidado. O seu sucesso ao longo da última década foi impressionante, e juntamente com DOTA ajudou a popularizar o género MOBA. Se agora todos querem ser Fortnite, há uns anos todos queriam ser League of Legends.

LoL apareceu de um conceito nascido de uma das fontes mais criativas de videojogos: a da comunidade de modificadores de jogos de PC. Tudo começou com StarCraft e um mod chamado Aeon of Strife, que mais tarde emigrou para Warcraft III: Reign of Chaos, tornando-se num jogo de estratégia focado numa única personagem com poderes fantásticos. Este novo mod chamou-se Defense of the Ancients, e assim nasceu o termo DOTA, e um dos novos géneros criados na última década.

Um ou outro membro dessa comunidade foi trabalhar com a Valve para a produção de Dota 2, mas uma grande fatia do modificadores juntou-se à recém-formada Riot Games, onde trabalharam no que hoje conhecemos como League of Legends. Em abril de 2009 os jogadores tiveram o primeiro contacto com o jogo, através de uma versão beta, e a 27 de outubro desse ano, seria lançado em definitivo para PC.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

Desde então, muitos milhões de jogadores passaram por League of Legends (chegaram a ser mais de 100 milhões por mês!), alguns porque já eram fãs do género, outros para perceberem que "LoL" era este de que tanta gente falava. O facto de ser free-to-play, ajudou certamente a todo este sucesso. O jogo inclui um sistema de rotação semanal de heróis com que os jogadores podiam jogar, mas se quisessem sempre jogar com um herói específico, teriam de o comprar com dinheiro real ou moedas de jogo.

League of Legends evoluiu imenso ao longo dos anos, e passou por vários momentos importantes, mas um dos mais marcantes foi a aquisição parcial por parte da Tencent em 2011. Mais tarde, em 2014, a Riot operou um reboot da história do jogo, e em 2015, League of Legends e a própria Riot passaram a ser em definitivo propriedade da Tencent.

O conceito, contudo, manteve-se praticamente imutável ao longo da década. Duas equipas estão em confronto, cada uma formada por heróis, personagens com habilidades especiais controladas individualmente por jogadores. Depois, o objetivo é agirem em equipa para derrubarem vários setores até chegarem à base adversária. É um processo demoroso, em que as personagens evoluem ao longo das partidas, e que tem muitas variáveis. Encontros equilibrados entre jogadores de qualidade, podem facilmente passar a hora de jogo, por exemplo. Entretanto foram introduzidos outros modos, mas a base é esta.

Esta combinação perfeita de estratégia, habilidade, RPG, e combates em tempo real, tornou League of legends num jogo altamente apetecível para os mais competitivos, o que acabou por catapultar LoL para o destaque dos eSports durante anos a fio. League of Legends é, ainda hoje, o jogo mais popular de sempre em eventos de eSports, com muitos torneios organizados em todo o mundo, e muitos milhões de dólares distribuídos em prémios (e ainda mais ganhos em transmissões).

League of Legends serviu como base de entrada e de crescimento de várias equipas profissionais de eSports, como a Team SoloMid e a Team Liquid da América do Norte, ou a SK Telecom T1 da Coreia do Sul. A organização e a transmissão destes eventos também evoluiu ao longo dos anos, tornando-se em acontecimentos de grande espetáculo. Basta ver em baixo a impressionante abertura do Campeonato do Mundo de 2018, com hologramas, bandas ao vivo, e muitos efeitos especiais.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

Todo este sucesso de League of Legends, mais o acordo com a Tencent, permitiu à Riot Games transformar-se num 'monstro' completamente diferente do que era há dez anos. A aposta em League of Legends continua fortíssima, mas o estúdio tem mais ambições, para outros jogos, e para a licença de LoL.

Recentemente foi anunciado Teamfight Ractions, que é uma resposta à popularidade de Auto Chess e Dota Underlords; League of Legends: Wild Rift que é uma versão mobile do jogo, Legends of Runeterra, que é um jogo de cartas ao estilo de Gwent e Hearthstone; e Arcane, uma série de animação baseada em LoL. Além destes projetos, a Riot Games revelou que tem ainda outros 'frangos' no assador, como "Project A", que será um jogo ao estilo de Overwatch.

Ou seja, dez anos depois, League of Legends continua poderosíssimo, e com mais vontade que nunca para se expandir para outros géneros e meios. Algumas polémicas recentes causaram mossa, envolvendo o estúdio e algumas das suas políticas internas, mas cá fora, Riot e LoL estão bem e recomendam-se.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade
League of LegendsLeague of Legends
League of Legends

Textos relacionados



A carregar o conteúdo seguinte