Português
Gamereactor
análises
Taxi Chaos

Taxi Chaos

É o sucesso espiritual de Crazy Taxi, mas não se deixe levar pela nostalgia.

Lançado originalmente para máquinas arcade e Dreamcast, Crazy Taxi é um dos jogos mais adorados por fãs da Sega e condução arcade. Era um conceito simples, colocando o jogador na condução de um táxi que tinha de fazer todos os possíveis para levar os clientes ao destino dentro do tempo limite. O que realmente fez a diferença foi a banda sonora, as animações exageradas, e a jogabilidade frenética, combinando numa experiência de jogo altamente divertida. Ora, com a série afastada desde 2006, altura em que a Sega lançou Crazy Taxi: Fare Wares para PSP, e sem novo jogo à vista, o Team6 Game Studios decidiu criar uma alternativa na forma de Taxi Chaos.

O conceito deste sucessor espiritual é muito idêntico ao do Crazy Taxi original. Ao controlo de um de dois taxistas diferentes, terá de percorrer as ruas coloridas de uma cidade inspirada em Nova Iorque, tentando acumular viagens e dinheiro dentro do tempo limite. Cada viagem é classificada com estrelas, que consideram o tempo que demorou e os pontos que acumulou durante o percurso. Conduzir de forma perigosa é a melhor forma de acumular pontos, embora isso possa resultar em choques que irão abrandar a sua viagem.

A jogabilidade apresenta-se num formato muito arcade, e de certa forma até nos parece mais acessível que o jogo original. Pode acelerar, travar, e saltar, mas ao contrário de Crazy Taxi, aqui não precisa de usar um botão diferente para fazer marcha-atrás - basta usar o travão, como acontece na maioria dos jogos modernos. É muito simples, já que a dificuldade pretende vir do percurso (que inclui atalhos que pode encontrar) e do trânsito que irá encontrar pelo caminho.

O principal modo de jogo é Arcade, que simula a experiência típica de Crazy Taxi, mas também existe Freeroam e Pro Mode. Em Freeroam pode explorar livremente a cidade sem limites de tempo, o que é particularmente útil para encontrar colecionáveis e experimentar possíveis atalhos, incluindo por cima de prédios. Pro Mode é muito parecido com Arcade, mas sem a enorme seta que guia o jogador até ao destino. Um verdadeiro desafio, embora seja apenas recomendado a quem já conhece bem os cantos da cidade.

Taxi Chaos

Taxi Chaos inclui um total de seis veículos para desbloquear, cada um com os seus próprios atributos e características, incluindo velocidade, peso, e turbo. Foi divertido desbloquear estes veículos, mas não o suficiente para nos motivar a continuar a jogar. Os próprios colecionáveis não desbloqueiam nada, a não ser troféus de jogo, e também isso perdeu o nosso interesse rapidamente. Esse sentimento, aliás, aplica-se a Taxi Chaos como um todo.

Recordar Crazy Taxi, mas com um grafismo moderno, foi divertido durante uma hora, mas o jogo começou a tornar-se muito repetitivo depois disso. A jogabilidade é divertida, e o conceito também, mas foram desenhados para pequenas sessões de jogo numa máquina arcade, não para aguentar o jogador durante várias horas. Esperávamos pelo menos mais algumas novidades modernas, como um modo carreira, táxis personalizáveis, e modos online, mas não há nada disso.

O melhor elogio que podemos fazer a Taxi Chaos é mesmo ao seu grafismo, que recriam bem o espírito do original. É um jogo muito colorido e brilhante, que agarra facilmente o olhar do jogador. Infelizmente a banda sonora é uma grande desilusão, sobretudo comparando com o original, que incluía faixas de The Offspring e Bad Religion. Não podíamos que tivesse músicas licenciadas, mas pelo menos algo que conseguisse transmitir o mesmo espírito frenético e rebelde do original.

Mais do que um verdadeiro sucessor espiritual, Taxi Chaos parece uma cópia de Crazy Taxi aplicada a um motor gráfico moderno, mas sem o mesmo espírito irreverente ou a originalidade da altura. A ausência de modos de jogo interessantes acaba por tornar a experiência muito limitada em termos de interesse, mesmo considerando que a jogabilidade é divertida. Assim, sobretudo considerando que custa € 29,99, não podemos deixar a nossa recomendação, mesmo que se sinta tentado por causa da nostalgia de Crazy Taxi.

Taxi ChaosTaxi Chaos
Taxi Chaos
04 Gamereactor Portugal
4 / 10
+
Em pequenas sessões de jogo pode ser divertido. É interessante ver a jogabilidade clássica de Crazy Taxi com um grafismo tão moderno.
-
Mais do que um sucessor espiritual, parece uma cópia descarada. Banda sonora repetitiva. Torna-se aborrecido em pouco tempo.
overall score
Esta é a média do GR para este jogo. Qual é a tua nota? A média é obtida através de todas as pontuações diferentes (repetidas não contam) da rede Gamereactor

Textos relacionados

Taxi ChaosScore

Taxi Chaos

ANÁLISE. Escrito por Kieran Harris

É o sucesso espiritual de Crazy Taxi, mas não se deixe levar pela nostalgia.



A carregar o conteúdo seguinte


Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.