Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.

Português
Gamereactor
análises
Submerged: Hidden Depths

Submerged: Hidden Depths

Visitámos as profundezas de uma cidade inundada, nesta aventura relaxante e fascinante, ainda que imperfeita.

HQ

Depois de servir como um jogo exclusivo do Google Stadia, a sequela de Submerged de 2015 está finalmente a fazer a sua estreia no PC e nas consolas. Concebido como um simples jogo de aventura, a premissa central de Submerged: Hidden Depths passa por viajar por um mundo urbano que foi consumido pelo oceano, com o objetivo de apanhar sementes que podem ajudar a neutralizar umas misteriosa gosma preta que assola a paisagem. Com um conceito tão relaxante, passámos algum tempo a navegar em redor do mundo e ficámos com pensamentos mistos quanto a isso.

<vídeo>

O enredo central gira em torno dos irmãos Miku e Taku, um par que foi exilado devido a uma maldição mágica inexplicável e potencialmente perigosa que vem do primeiro jogo. Separados do resto da humanidade, o par encontra-se nas ruínas inundada de uma antiga cidade, onde a irmã mais velha, Miku começa a usar a sua maldição para criar um refúgio seguro para ela e para o seu irmão mais novo viverem. A maior parte da jogabilidade concentra-se em usar um barco a motor para viajar até várias partes da cidade que ainda permanecem acima das ondas, para descobrirem todos os tipos de segredos diferentes.

Este é um jogo descrito oficialmente como uma "aventura de relaxamento de exploração", e realmente cumpre com essa descrição, pois a ausência de qualquer ameaça real remove praticamente qualquer obstáculo, desafio ou momento indutor de stress que poderia receber. Na verdade, se não fossem pelas secções básicas de plataforma que pedem você liderar Miku ou Taku através de uma variedade de edifícios destruídos, não haveria absolutamente nenhum desafio para este jogo. Embora existam benefícios nesse design, como tornar o jogo mais acessível para jogadores menos habilidosos, por outro lado coloca muita ênfase nas outras áreas da experiência, principalmente no aspecto de exploração.

Publicidade:

E isso é um problema, porque Submerged: Hidden Depths tem um dos sistemas de exploração mais sem inspiração e sem encanto que jogámos ultimamente. Se não é fã da 'fórmula de mundo aberto da Ubisoft' que basicamente pede para passear de um lado para o outro a recolher itens colecionáveis ​​e a visitar pontos de interesse, então não vai durar muito aqui. A história principal da recolha de sementes é essencialmente uma missão de busca de várias partes, que irá ocupá-lo durante cerca de três horas. O resto do jogo é então preenchido por itens colecionáveis ​​simples, sejam entradas de diário para algum contexto extra do mundo, peças de atualização para o barco que melhoram a sua capacidade de impulso, ou relíquias, flores e pontos de observação, que são apenas itens colecionáveis ​​inconseqüentes. E apanhá-los é ainda tão aborrecido quanto caminhar até eles e carregar num botão. Nem mais, nem menos.

Submerged: Hidden Depths
Submerged: Hidden DepthsSubmerged: Hidden DepthsSubmerged: Hidden Depths

A Uppercut Games desenhou um mundo que o fará pensar em algumas perguntas, e as peças colecionáveis ​​de conhecimento e as breves cenas pontilhadas aqui e ali fazem um amplo trabalho de preencher esses espaços em branco e construir um mundo que é parcialmente fascinante. Mas, ainda não é um mundo capaz de o manter completamente envolvido durante horas, e quando chegar ao ponto de simplesmente saltar e apanhar itens sem nenhum motivo real além da progressão, é muito fácil perder o interesse.

Publicidade:

O mundo em si é lindo e é brilhante e colorido, e é muito agradável aos olhos. As ondas cerúleas são encantadoras e, apesar de ser um jogo principalmente livre de stress, as marés de tempestades são suficientes para provocar um pequeno desconforto. A Uppercut fez um trabalho fabuloso na criação de um ambiente tão chamativo, mas não é o suficiente para nos convencer a dedicar horas a apanhar dezenas de colecionáveis ​​efetivamente sem sentido apenas para preencher tempo.

E é aí que estamos em relação a Submerged: Hidden Depths. Há partes deste jogo que devem ser celebradas; o mundo, a narrativa ambiental, a natureza descontraída, mas ao mesmo tempo há aspectos que parecem igualmente decepcionantes em comparação, e é difícil ignorá-las. Se está à procura de um jogo curto para relaxar depois de um dia agitado, pode ser a opção perfeita para isso, mas caso contrário, mais vale ignorar.

Submerged: Hidden DepthsSubmerged: Hidden Depths
Submerged: Hidden DepthsSubmerged: Hidden Depths
Publicidade:
06 Gamereactor Portugal
6 / 10
+
O mundo é colorido e lindo. A natureza é tratada de forma brilhante. A narrativa ambiental é um destaque.
-
Podia ter sido mais polido em algumas áreas. Exploração e jogabilidade à base de colecionáveis tornam-se aborrecidas rapidamente.
overall score
Esta é a média do GR para este jogo. Qual é a tua nota? A média é obtida através de todas as pontuações diferentes (repetidas não contam) da rede Gamereactor

Textos relacionados

0
Submerged: Hidden DepthsScore

Submerged: Hidden Depths

ANÁLISE. Escrito por Ben Lyons

Visitámos as profundezas de uma cidade inundada, nesta aventura relaxante e fascinante, ainda que imperfeita.



A carregar o conteúdo seguinte