Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.

Português
Início
análises
SteamWorld Quest: Hand of Gilgamech

SteamWorld Quest: Hand of Gilgamech

Robôs a vapor, cartas mágicas, e dragões, combinaram para criar uma experiência memorável.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

SteamWorld Quest: Hand of Gilgamech é uma história clássica de RPG, que se passa num mundo de fantasia cliché e consciente de si próprio, com magia, dragões, e robôs movidos a vapor. O herói de serviço é Armilly, que contra a sua própria ambição de ser eleita para um grupo de cavaleiros, recebe a tarefa ingrata da salvar o mundo. Ao seu lado está o sarcástico Copernica, e um sapo massivo chamado Galleo, que preferira estar na cave da sua mãe do que a salvar o mundo.

Uma das mecânicas interessantes de Gilgamech é que, enquanto jogador, não podem atacar diretamente ou executar qualquer tipo de ação. Precisam de o fazer através de um conjunto de cartas muito especial. No campo de batalha vão controlar três heróis por turnos, cada um com o seu conjunto específico de oito cartas. Vão receber seis parafusos por ronda, que vos permitirão manter o grupo vivo, atribuir capacidades especiais às personagens, e atacar os oponentes (o equivalente a pontos de ação noutros jogos do género). Não existem barras de energia ou de magia, apenas uma medida de vapor que vai enchendo com o tempo, e que permite jogar as cartas mais poderosas. Depois de alguns combates é fácil perceber como funciona, já que o design é intuitivo e, mais importante ainda, muito divertido.

Apesar de utilizar um sistema de cartas, SteamWorld Quest: Hand of Gilgamech não se assemelha a Gwent ou Hearthstone, mas antes a um dos Final Fantasy mais clássicos. É um jogo de cartas que se aguenta por si só, com as suas próprias mecânicas. É importante escolher bem os baralhos das personagens, para que seja criada uma sinergia entre os três guerreiros, ou terão dificuldades a ultrapassar os inimigos mais complicados. Por exemplo, um adversário utilizava muitas cartas à base de doença, o que nos obrigou a procurar uma carta no baralho que contraria-se essa condição. Jogar à base de uma única carta, e ganhar vapor suficiente para a usar, requer um equilíbrio cuidado, mas é também bastante recompensador. É um sentimento que se alastra através de grande parte do jogo, e não é só o combate que brilha em SteamWorld Quest: Hand of Gilgamech.

O mundo em so é linear, em 2D, e de forma prática divide-se numa série de áreas que podem ter várias saídas. Em algumas salas vão encontrar inimigos, noutras tesouros e recompensas. O jogo foi feito numa escala reduzida, mas funciona muito bem para o estilo e design que a Image & Form criou. É uma experiência mais íntima do que normalmente encontrámos no género RPG, mas está também muito equilibrada e afinada. Um ponto de SteamWorld Quest: Hand of Gilgamech que merece um elogio particular é a qualidade dos diálogos e da escrita, altamente divertido e, em momentos, hilariante.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

Na nossa missão para impedirmos o fum do mundo, e no processo transformámos Armilly num verdadeiro herói, atravessámos muitas áreas interessantes, destruímos inúmeros inimigos, e construímos baralhos altamente eficientes. É um jogo sem grande surpresas e variações na jogabilidade, excepto um segmento em que têm de participar num torneio numa arena. Esse é provavelmente o maior defeito do jogo, a falta de maior variedade. Com mais puzzles e momentos que variassem a base da experiência de jogo, SteamWorld Quest: Hand of Gilgamech ficaria ainda mais completo e interessante durante mais tempo. Dito isto, e apesar de alguma repetição, ficámos agarrados até ao fim da história.

Um elemento que é retirado do género japonês dos RPG, é o facto das personagens evoluírem de forma individual. Isto levou-nos a apostar em três heróis, e em melhorá-los, ignorando os restantes. Podem tentar jogar de outra forma, e variar a experiência, mas não temos a certeza se será a melhor abordagem.

A Imagem & Form já mostrou que é um estúdio de grande qualidade, apresentando experiências variadas, mas sempre de alto nível, todas ligadas ao universo de SteamWorld. Hand of Gilgamech não é exceção, e mostra que o estúdio também sabe como abordar o género RPG. Se gostaram dos outros jogos da série, ou são fãs de RPG, vale a pena apostar em SteamWorld Quest: Hand of Gilgamech.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade
SteamWorld Quest: Hand of GilgamechSteamWorld Quest: Hand of Gilgamech
SteamWorld Quest: Hand of GilgamechSteamWorld Quest: Hand of GilgamechSteamWorld Quest: Hand of Gilgamech
08 Gamereactor Portugal
8 / 10
+
O diálogo consegue ser hilariante. Excelente design. Sistema de combate apurado. Banda sonora fica no ouvido. Estilo bem conseguido.
-
Estrutura do mapa é aborrecida. Pode ser repetitivo.
overall score
Esta é a média do GR para este jogo. Qual é a tua nota? A média é obtida através de todas as pontuações diferentes (repetidas não contam) da rede Gamereactor

Textos relacionados



A carregar o conteúdo seguinte