Português
análises
Serious Sam 4: Planet Badass

Serious Sam 4: Planet Badass

Serious Sam esteve ausente vários anos, e infelizmente mais valia assim ter continuado.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

Serious Sam está de volta, depois de nove anos ausente, e como sempre, vem acompanhado de armas enormes e explosões ainda maiores. A ideia passa por proporcionar a mesma experiência de ação desmiolada dos antecessores, mas em hardware moderno.

A narrativa é partilhada como uma prequela para Serious Sam 3, e coloca Sam e os seus companheiros militares numa viagem pela Europa, à procura de um artefacto que poderá proteger o mundo dos invasores extra-terrestres. É uma história básica, com eventos absurdos, e as próprias personagens têm consciência disso mesmo, chegando a quebrar a Quarta Barreira para comunicarem diretamente ao jogador a absurdidade de tudo o que se passa. Não teríamos problemas com uma direção narrativa deste tipo num jogo como Serious Sam 4: Planet Badass... se fosse bem feita. Infelizmente, não o é, já que o diálogo é aborrecido e a interpretação dos atores é fraca, não passando o humor que uma história deste género necessitaria. Em vez de serem engraçados, os diálogos são simplesmente maus.

Claro que seria melhor ter uma história engraçada a acompanhar a ação, mas a verdade é que quem vem para Serious Sam, não vem à procura de uma história, mas sim de tiroteios e explosões. Nesse aspeto, Serious Sam 4 apresenta alguns pontos a favor, como uma boa sensação das armas e um design criativo dos inimigos - ainda que vários já tenham aparecido nos jogos anteriores. Os vampiros são um exemplo, inimigos que voam diretamente contra Sam e abanam a câmara na primeira pessoa, simulando o facto de estarem a abanar o protagonista. Serious Sam também foi sempre um jogo de inimigos numerosos, e não de inimigos táticos, o que significa que terá frequentemente de lidar com 20 ou mais oponentes. Considerando que as munições não duram para sempre, convém fazer com que cada tiro conte.

Ora, considerando que a vantagem dos inimigos está nos números, já esperávamos que a inteligência artificial não fosse particularmente brilhante, mas mesmo assim ficámos surpreendidos com o quão fraca é. Chegámos a eliminar vários inimigos que simplesmente ignoravam os nossos ataques, só porque estavam focados num dos companheiros. Até os bosses acabam por ser uma questão de disparar, e disparar, e dispara, até que caiam, sem grandes sequências ou comportamentos.

Serious Sam 4: Planet Badass

Sam tem pelo menos acesso a uma bela seleção de armas, e não só. Pela primeira vez na série terá a oportunidade de evoluir o protagonista através de um sistema de habilidades, e algumas são bastante interessantes. Até existe uma que permite usar certos inimigos como montadas, por exemplo. O sistema de progresso, contudo, não está preso a pontos de experiência. Em vez disso o jogador deve encontrar objetos específicos que garantem pontos de habilidade, o que incentiva a alguma exploração do mapa. O arsenal de Sam tem também algumas ferramentas divertidas, como um isco que atrai inimigos antes de explodir, e um mini buraco negro. Sim, literalmente um buraco negro.

A campanha é composta por 16 níveis, que seguem quase sempre a mesma estrutura: combate - avanço por zonas relativamente lineares - combate -, e assim por diante. Estas sequências limitam-se normalmente a apresentar inúmeras vagas de inimigos para o jogador eliminar, o que como deve calcular, torna a experiência extremamente repetitiva pouco tempo. Pelo menos existem alguns objetivos extra, como encontrar determinado item, ou manter certas personagens vivas, que ajudam a quebrar o ciclo repetitivo da ação.

Serious Sam 4: Planet Badass é também um jogo 'à antiga', incluindo na forma como lida com a morte do jogador. Como a saúde de Sam não regenera, e como os saves não restauram a saúde do jogador, vai correr o risco de ter de enfrentar certas áreas com pouquíssima saúde, o que pode provocar momentos de frustração em que a morte está sempre a poucas balas de distância. Claro que pode recuar para um save ainda mais antigo, mas isto é uma estrutura que honestamente não envelheceu bem.

Como deve ter reparado, Serious Sam já está disponível desde a semana passada, o que significa que tivemos oportunidade de o jogar já depois do lançamento e das atualizações mais recentes. Infelizmente isso não foi suficiente para limpar os inúmeros problemas técnicos do jogo. Desde inimigos que ficam frequentemente presos ao cenário, a texturas que não carregaram, passando por ecrãs de loading que duraram muito mais tempo do que deveriam, encontrámos vários tipos de bugs irritantes. Nunca vimos nada que tivesse estragado por completo o jogo, mas considerando que estamos a falar de um título adiado de forma consecutiva, e que já tem atualizações pós-lançamento, torna-se algo inadmissível a presença de tantos problemas.

O grafismo acaba por ser razoável, que os modelos datados das personagens acabam por ser compensados por alguns cenários impressionantes e um design criativo dos inimigos. Quando ao som, já referimos o desempenho fraco dos atores, mas pelo menos a banda sonora cumpre o propósito de acrescentar ritmo à ação, mesmo que acabe de forma abrupta sempre que os inimigos estão abatidos.

Serious Sam 4: Planet Badass é um jogo fraco, que não soube modernizar-se. Um enredo mais divertido, com personagens engraçadas, e um design mais inspirado dos mapas, teria ajudado a tornar Serious Sam 4 numa experiência mais empolganete, mas não é o caso. Em cima disso é preciso considerar os muitos problemas técnicos que encontrámos, ainda presentes mesmo depois das atualizações pós-lançamento. Um jogo a evitar, a menos que seja realmente um fã incurável de Serious Sam.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade
Serious Sam 4: Planet Badass
04 Gamereactor Portugal
4 / 10
+
Design criativo dos inimigos. Introduz habilidades e progresso de personagem. Alguns acessórios divertidos.
-
Tem quase tantos bugs como inimigos. O diálogo chega a ser doloroso de tão mau. Estrutura extremamente repetitiva.
overall score
Esta é a média do GR para este jogo. Qual é a tua nota? A média é obtida através de todas as pontuações diferentes (repetidas não contam) da rede Gamereactor

Textos relacionados



A carregar o conteúdo seguinte


Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.