Português
análises
Rogue Company

Rogue Company

Prepare-se para saltar para o mundo explosivo e arriscado de um mercenário.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

Rogue Company é um jogo com uma personalidade bem vincada, o que nos parece essencial para qualquer jogo que se tente intrometer no género dos 'shooters' online. Rogue Company propõe partidas por equipas de quatro contra quatro, com uma estrutura free-to-play que está disponível em PC (Epic Store), PS4, Xbox One, e Nintendo Switch. Além de micro-transações, Rogue Company inclui também Kits de Fundador, que variam entre os € 14,99 e os € 59,99.

Cada mercenário tem armas e habilidades peculiares, que o ajudarão na tentativa de eliminar a equipa adversária, ou de cumprir os objetivos propostos pelo mapa. Neste momento, Valorant será o jogo que mais se aproxima em termos de execução e conceito, embora Rogue Company apresente uma experiência mais acessível e casual. É um jogo que não depende tanto da pontaria do jogador, ou da sua capacidade para atirar granadas com precisão incrível, tornando-se potencialmente apelativo a um maior número de jogadores. Dito isto, claro que os melhores têm mais hipótese de sucesso.

Em termos de modos de jogo, Rogue Company não foge muito da estrutura habitual, dividindo-se em Demolition, Extraction, e Strikeout.

Demolition divide as equipas entre atacante e defensora, e o objetivo da equipa atacante passa por plantar uma bomba na base inimiga e defendê-la. A partida acaba quando todos os elementos de uma equipa morrem, a bomba explore, ou a bomba é desarmada. Em Extraction, ganha a equipa que cumprir o objetivo comum do mapa ou eliminar todos os adversário, já que cada jogador só tem uma vida. Em Strikeout, cada equipa tem um máximo de 12 'bilhetes', e o objetivo de ambas passa por controlar pontos específicos do mapa por 30 segundos. Cada um desses pontos é conquistado, a equipa adversária perde um bilhete, e quando não restarem bilhetes, os jogadores dessa equipa já não conseguem reaparecer depois de morrerem. A partida termina quando todos os jogadores de uma equipa forem eliminados.

Rogue CompanyRogue Company

Cada partida arranca com uma fase de compra de armas, melhoramentos, acessórios, e vantagens, à semelhança de jogos como Counter-Strike e Valorant. Como é óbvio, as escolhas durante a fase de compra serão importantes, mas não serão tão essenciais como nos outros jogos. mesmo se perder três rondas, e tiver menos dinheiro para investir, continuará a ter hipóteses de vitória. Dito isto, a forma como o sistema de compras está construído não é a melhor, com itens que se tornam obsoletos durante as partidas. Espermos que o estúdio reveja este lado do jogo.

O melhor aspeto de Rogue Company é a jogabilidade e em particular os tiroteios. A resposta das armas e o impacto das balas é extremamente sólido, e tudo muito fluído - pelo menos no PC, onde jogámos. O jogo deve ter um belo sistema de assistência à pontaria, porque a sensação é fantástica, e sem nunca parecer evidente. Dito isto, não somos fãs da perspetiva na terceira pessoa num jogo deste género, não só porque a personagem tapa a câmara em áreas mais fechadas, mas também porque a câmara na terceira pessoa permite ver muito melhor nos cantos, o que facilita emboscadas injustas.

Em Rogue Company vai sempre assumir o papel de um mercenário, ou "Rogue". De momento existem 14 mercenários, com sete disponíveis no formato free-to-play. Para ter acesso aos restantes precisa de os comprar com dinheiro real ou investir nos pacotes de fundador que já referimos. Estes mercenários estão divididos em classes, que de certa forma definem o seu papel no campo de batalha, mas cada personagem tem a sua forma peculiar de cumprir esse papel. Anvio, por exemplo, é um Defensor, e tem uma habilidade que lhe permite colocar um escudo que serve de cobertura.

Rogue CompanyRogue Company

Rogue Company desfruta também de excelente design dos mapas, não só em termos do seu layout e disposição, mas igualmente na sua diversidade. Existem cenários espalhados um pouco por todo o mundo, desde a América do Sul à Costa Mediterrânea, passando por Miami e castelos europeus. Por norma cada mapa inclui três 'avenidas' centrais, que se cruzam em diferentes pontos. Isto facilita a navegação pelo mapa ao mesmo tempo que permite vários encontros entre os jogadores.

Em relação ao modelo de negócios, convém ter consciência de que precisará de investir muito tempo para desbloquear seja o que for, mas considerando que se trata de um jogo free-to-play, é natural e aceitável que o estúdio promova micro-transações.

Ainda é cedo para dizer até onde pode ir Rogue Company, mas parece-nos ter potencial para ir longe. Acessibilidade, personalidade, e profundidade, são três elementos essenciais para qualquer jogo do género que pretenda vingar, e Rogue Company cumpre esses requisitos com distinção. Tem as suas falhas e arestas por limar, mas mesmo no estado "beta" em que se encontra (e assim se deve manter durante algum tempo), já é merecedor de atenção.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade
Rogue Company
Rogue CompanyRogue Company
07 Gamereactor Portugal
7 / 10
+
Jogabilidade afinada. Personagens distintas. Bom design dos mapas.
-
Algumas escolhas de design tornam-se frustrantes com o tempo, como a perspetiva na terceira pessoa e o sistema de compras.
overall score
Esta é a média do GR para este jogo. Qual é a tua nota? A média é obtida através de todas as pontuações diferentes (repetidas não contam) da rede Gamereactor

Textos relacionados

Rogue CompanyScore

Rogue Company

ANÁLISE. Escrito por Ben Lyons

Prepare-se para saltar para o mundo explosivo e arriscado de um mercenário.



A carregar o conteúdo seguinte


Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.