Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.

Português
Gamereactor
análises
Road 96

Road 96

Fizemo-nos à estrada para escapar ao regime autoritário que controla a nação de Petria.

HQ

Road 96 é o novo jogo da DigixArt, uma experiência narrativa carregada de diálogo onde irá acompanhar adolescentes que tentam fugir de uma nação autoritária. Oferece um olhar angustiante e pesado sobre o preço da liberdade, mas equilibra isso com um grupo encantador de personagens, que aparentemente separados, estão de certa forma entrelaçados.

A aventura está dividida em capítulos, semelhante aos jogos da Telltale e da Dontnod, e pede aos jogadores que ajudem adolescentes a viajar milhares de quilômetros até uma perigosa passagem de fronteira, na esperança de escapar de uma nação que está se afogando na opressão. Olhando para o que se passa no Afeganistão, com tantos jovens desesperados, Road 96 ganha uma abordagem ainda mais crítica. Mas é acima de tudo uma viagem, onde terá que tentar arranjar boleira, caminhar, e percorrer a bela - mas perigosa - nação de Petria, à beira de uma guerra civil. Pelo caminho irá encontrar frequentemente o mesmo grupo de personagens, todas vitais para o enredo central.

Como este jogo funciona como série dividida em capítulos, cada episódio irá colocá-lo a jogar como outro adolescente, uma personagem que, para o jogador, não tem nome ou rosto. Estes adolescentes jogáveis são personagens vazias que servem como um recipiente para a sua própria jornada, com o enredo a circular antes em torno das outras personagens que irá encontrar em viagem.

Esses personagens vão desde locutores de celebridades, conhecidos por serem uma força de propaganda do partido autoritário (que é Sonya), criminosos mascarados (Stan e Mitch), ou até mesmo um jovem gênio (Alex), e existem seis destas pessoas para conhecer, cada uma com a sua própria história. No início do jogo parece que não existe ligação entre elas, mas ao avançar na história irá reconhecer ligações, algumas de formas surpreendentes, mas dizer mais que isto já seria entrar no território de spoilers.

Encontrar essas personagens ao longo da viagem, em locais diferentes, vai revelando cada vez mais sobre cada uma delas, mas também aprender algumas das suas habilidades, como a capacidade de hacking de Alex, por exemplo. Estas mecânicas abrem novas opções na forma como pode explorar o mundo e transitam entre capítulos e os adolescentes jogáveis. E claro, tratando-se de um jogo muito à base de narrativa e diálogo, todas as decisões que tomar vão afetar de alguma forma o mundo à sua volta.

O objetivo, em cada capítulo, passa por tentar chegar à fronteira que é no final da Estrada 96. Se tiver sucesso encontrará o abraço caloroso da liberdade, caso contrário pode morrer pelo caminho - é um jogo muito binário nesse sentido. Isso significa que qualquer dinheiro que pilhar ou ganhar, qualquer equipamento que conseguir como as chaves de um carro por exemplo, e até os níveis de energia (de que falaremos mais adiante) de cada adolescente, são individuais a cada um deles. Basicamente está a começar o jogo de novo com cada capítulo, salvo o seu conhecimento das personagens e as habilidades adquiridas.

Road 96Road 96

Quanto aos níveis de energia, é um sistema muito simples. Cada vez que passar por um encontro, vai perder algumas barras de energia, e se as perder todas, morre. Existem, contudo, formas de restaurar energia, como descansando, bebendo, e comendo. É um certo elemento de sobrevivência, mas que não é muito desafiante, e acaba por não ser realmente uma preocupação. Aliás, durante todos os seis capítulos, só não conseguimos escapar com um dos adolescentes, e não foi por causa da energia.

Apesar da sua natureza sombria subjacente, Road 96 é uma aventura sincera de conexão humana. Mesmo que não se sinta apegado aos protagonistas sem rosto e nome, vai sentir uma ligação com as outras personagens, e ficará imerso e cativado por suas motivações e segredos ocultos. É uma experiência narrativa realmente envolvente, ou pelo menos, foi assim connosco.

Não é um jogo muito solto, já que não tem realmente escolha onde irá em cada encontro. Contudo, sempre que chegar a um local pode interagir com outras personagens, ganhar o dinheiro que conseguiu, e até participar em mini-jogos - alguns deles diretamente ligados com a narrativa. Isso pode incluir conduzir um carro por uma estrada reta (não é empolgante, simplesmente precisa evitar os outros carros), ou até mesmo usar o conhecimento de encontros anteriores para ajudar a resolver um mistério no centro da história. Embora sejam divertidos, estes mini-jogos são raros e curtos.

Como nota final, uma das áreas de Road 96 que realmente se destacou durante a nossa experiência foi a banda sonora. A música é cativante, otimista, e parece saída dos anos 90.

Road 96 não é um jogo longo (provavelmente pode terminá-lo em cerca de sete horas), mas é uma história envolvente que consegue transmitir emoções através de um elenco excêntrico de personagens. A história subjacente nem sempre é a mais fácil de acompanhar, ainda para mais com a situação atual, e atinge alguns marcos bastante pesados, mas só podia ser dessa forma quanto o tópico passa por acompanhar adolescentes que tentam fugir de uma nação autoritária à beira da guerra civil. Se está à procura de um jogo com boa narrativa, acessível, e empolgante, experimente Road 96.

HQ
Road 96Road 96
Road 96Road 96Road 96
08 Gamereactor Portugal
8 / 10
+
Narrativa envolvente. Personagens interessantes. Boa ligação entre elenco e enredo.
-
As mecânicas de sobrevivência não são desafiantes. Experiência de jogo curta.
overall score
Esta é a média do GR para este jogo. Qual é a tua nota? A média é obtida através de todas as pontuações diferentes (repetidas não contam) da rede Gamereactor

Textos relacionados

0
Road 96Score

Road 96

ANÁLISE. Escrito por Ben Lyons

Fizemo-nos à estrada para escapar ao regime autoritário que controla a nação de Petria.



A carregar o conteúdo seguinte