Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.

Português
Início
análises
Overwatch

Overwatch - Análise Nintendo Switch

A qualidade do jogo é inegável, mas estará esta versão Switch à altura das exigências?

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

Muitos consideram Overwatch como um dos grandes jogos desta geração, um shooter online à base de heróis e de jogabilidade por equipas. Desde o lançamento em 2016, a Blizzard tem vindo a introduzir novidades, ajustes, e conteúdo, e o resultado é um jogo de excelência. Agora foi adaptado à Nintendo Switch, algo que já era pedido por vários jogadores há algum tempo, mas como tantas outras adaptações, o que está em causa não é a qualidade do jogo - é descobrir se esta adaptação está à altura das exigências.

A Blizzard já tinha feito um trabalho fantástico na adaptação de Diablo III, e não fez por menos para Overwatch. A primeira vez que jogámos foi em modo portátil, e foi impressionante estar a jogar Overwatch com a consola na mão, mas isso não significa que tenha sido uma adaptação sem compromissos. A mais significativa envolve a fluidez de jogo, que é metade do que existe nas outras versões. Enquanto Overwatch corre a 60 frames por segundo em PC, PS4, e Xbox One, na Switch está limitado a 30, e isso é uma diferença importante para quem está habituado ao jogo nessas plataformas. A outra diferença é gráfica, ou melhor, a nível de resolução, que na Switch está limitada a 720p em modo portátil, e 900p em modo TV.

Ou seja, existem diferenças, mas isso não muda o facto de Overwatch funcionar muito bem na Switch, além de incluir a vantagem óbvia de ser jogável "on the go". Ter um jogo destes à mão é um luxo, sobretudo porque é um jogo que se dá bem com partidas rápidas no multiplayer. Para isso era essencial que Overwatch apresenta-se um sistema competente de matchmaking, e felizmente para ser o caso. Nunca tivemos dificuldades para encontrar uma partida, e tudo se processou de forma bastante célere. Para isso foi também vital um sistema que a Blizzard introduziu há pouco tempo no jogo, um sistema de classes para o matchmaking.

Cada personagem de Overwatch está associado a um papel, ou classe, e ao escolherem uma personagem, vão saber qual é o tempo médio de espera para a sua classe. Mesmo nas piores situações, com as classes mais populares, não esperámos mais do que dois ou três minutos durante todo o processo. Os loadings em si também não são demorados, e salvo alguns abrandamentos ligeiros assim que começam as partidas, nunca tivemos problemas de lag ou slowdowns.

Overwatch

Uma das novidades desta versão Switch é o suporte para o sensor de movimentos dos Joy-Con, mas faça um favor a si próprio e desligue-o, porque a perícia simplesmente não é aceitável para um jogo frenético online. De resto, os Joy-Con cumprem bem a sua função, e servem perfeitamente para a jogabilidade, ainda que um comando Pro seja provavelmente a opção mais adequada para um jogo como Overwatch.

Algo que apreciámos imenso neste esforço da Blizzard é o facto de incluir todo o conteúdo que existe de momento nas outras versões, e segundo o estúdio, a versão Switch irá receber todo o conteúdo e eventos futuros em simultâneo com PC, PS4, e Xbox One. Existem 31 personagens para escolher, vários mapas, e modos de jogo, tudo suficiente para saciar as suas necessidades de uma experiência multiplayer durante meses a fio.

O preço, € 39,99, significa que a versão Switch é a mais cara do mercado, mas existem algumas benéces, como o facto de incluir três meses de Switch Online (precisa de uma subscrição para jogar online), mais cinco skins lendários, cinco épicos, e cinco skins de origem.

É verdade que a versão Switch é tecnicamente inferior às restantes, e a redução da fluidez de jogo para metade é particularmente evidente, mas existe a compensação da portabilidade da Switch. Comparações à parte, Overwatch na Switch é um jogo de grande qualidade, com excelentes personagens, design apurado dos mapas, jogabilidade aprimurada, e um desempenho online muito sólido. É por isso uma recomendação fácil para quem procura um jogo dedicado ao multiplayer.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade
Overwatch
OverwatchOverwatch
08 Gamereactor Portugal
8 / 10
+
Overwatch continua a ser viciante. Tem todo o conteúdo das outras versões. Jogar Overwatch portátil é fantástico. Inclui três meses de Switch online.
-
É menos fluído que nas outras versões devido a limitações técnicas. Sensor de movimentos não é fiável.
overall score
Esta é a média do GR para este jogo. Qual é a tua nota? A média é obtida através de todas as pontuações diferentes (repetidas não contam) da rede Gamereactor

Textos relacionados

OverwatchScore

Overwatch

ANÁLISE. Escrito por Rasmus Lund-Hansen

A Blizzard volta a impressionar, agora num género que nunca tinha tentado.



A carregar o conteúdo seguinte