Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.

Português
Início
análises
Little Friends: Dogs and Cats

Little Friends: Dogs and Cats

Tenta recriar a essência de Nintendogs, mas sem sucesso.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

Pode dizer-se que Nintendogs foi para a DS o que Tetris foi para o Game Boy, um jogo obrigatório para todos o que tinham o sistema, sobretudo porque era engraçado, acessível, e perfeito para jogabilidade portátil. Embora seja um verdadeiro fenómeno de popularidade, já não víamos um novo capítulo da série desde 2011, quando Nintendogs + Cats chegou à 3DS. É aqui que entra em cena este Little Friends: Dogs and Cats da Imagineer, posicionando-se como um sucessor espiritual para Nintendogs.

Em Little Friends vão encontrar nove raças diferentes para criarem - seis cães e três gatos -, com a possibilidade de criarem três mascotes de cada vez, enquanto "guardam" mais nove no hotel especial. Podem procurar mascotes por raça, sexo, e cor do pêlo, o que irá depois gerar um lote de potenciais mascotes de forma aleatória. Cada mascote tem a sua personalidade própria, determinada pelo tipo de brinquedos que gosta, que comida prefere, e de que forma interage com outros animais. Apreciamos a forma como o estúdio conseguiu distinguir a personalidade das mascotes, e também a eficácia que tiveram na criação de animais 'fofinhos'.

O grosso do vosso tempo com o jogo será passado a atender as necessidades das mascotes, oferecendo-lhes água limpa, escovando-os, e ensinando-os a brincarem com objetos. O jogo recorre ao relógio interno da consola para governar as necessidades das mascotes, o que significa que estas aumentam mesmo que não estejam a jogar. Quanto mais interagirem com a mascote, maior será o seu afeto por vocês, e quanto maior o afeto, mais acesso terão a itens para o animal e para a casa. Little Friends também recompensa o jogador com bilhetes, que podem gostar em comida, brinquedos, e itens cosméticos. Desbloquear novos itens é um dos maiores incentivos para continuar a jogar, mas Little Friends impõe um limite diário, e a partir de nível 30 de afeto, já só conseguíamos ganhar dois níveis por dia, o que nos desmotivou de jogar mais do que os minutos necessários.

Fora da casa podem levar os animais a passear e praticar algumas atividades, como lançar frisbees, e até podem participar em torneios. Quando levam a mascote a passear, são incentivados a cumprir alguns objetivos, como caminhar determinada distância, cavar um tesouro, e marcar postes. Estes objetivos, infelizmente, são sempre mesmos, e a localidade por onde passeiam não incluem mascotes ou humanos por perto. Mesmo o modo competitivo limita-se a uma prova, o que é menos do que vimos em Nintendogs.

Little Friends: Dogs and Cats

Pelo menos vão encontrar itens com fartura para personalizar os animais, desde a nariz de palhaço a chapéus de feiticeiro. Ver os animais a brincar e a saltar com as suas fatiotas é encantador, e ficámos impressionados com a facilidade com que é possível trocar de item e de cores. A jeito de acessibilidade, as roupas servem em todas as mascotes, independentemente do tamanho ou formato.

Little Friends tem um sistema engraçado de selos, que funcionam de forma semelhante aos troféus da PS ou os achievements da Xbox. São selos que ganham com várias ações e objetivos, divididos entre quatro categorias - comunicação, cuidado, brincadeira, coleção -, e que podem guardar numa caderneta própria. Embora não ofereça nada de realmente substancial, acaba por ser mais um ligeiro incentivo para cumprir algumas das tarefas mais aborrecidas.

Se gostam mais de gatos do que de cães, contudo, podem vir a ficar desiludidos. Não só existem apenas metade das raças comparando com cães, não vão encontrar qualquer atividade ou torneios para gatos fora da casa. Isto significa que também evoluem de forma muito mais lenta que os cães, tornado-o o desbloqueio de itens demasiado espaçado. É uma pena, mas os gatos não receberam o mesmo grau de atenção e cuidado que os cães.

Little Friends não acrescenta quase nada de novo em relação a Nintendogs, e em muitos aspetos, até parece um passo atrás, apesar de ter mais oito anos. Os animais têm de facto um visual engraçado, e comportam-se de forma adorável, mas as limitações diárias, a ausência de mais atividades, e a diferença entre cães e gatos, são elementos que prejudicam e muito o potencial deste jogo. Existe aqui alguma diversão, sobretudo para quem nunca jogou Nintendogs, mas se perderam horas nesse jogo, será difícil perdoar as falhas e ausências de Little Friends.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade
Little Friends: Dogs and Cats
Little Friends: Dogs and CatsLittle Friends: Dogs and Cats
04 Gamereactor Portugal
4 / 10
+
As mascotes são adoráveis, com as suas próprias personalidades. Inclui mais de 600 itens. Pode ser divertido em pequenas doses.
-
Progresso está preso a um limite diário. É repetitivo. A introdução dos gatos não está tão positiva quanto deveria.
overall score
Esta é a média do GR para este jogo. Qual é a tua nota? A média é obtida através de todas as pontuações diferentes (repetidas não contam) da rede Gamereactor

Textos relacionados

A carregar o conteúdo seguinte