Português
Gamereactor
análises
Hitman

Hitman: Bangkok

Visitámos mais uma localização exótica na aventura episódica do Agente 47.

HQ

Depois da sua última incursão a Marrakesh, o Agente 47 viajou agora até Bangkok, para visitar um hotel exclusivo com alguns hóspedes que nunca iriam abandonar as instalações - a não ser a caminho da morgue. Este episódio foca-se numa estrela de rock com um passado muito duvidoso, e num advogado sem escrúpulos pelo qual é difícil sentir qualquer tipo de remorsos. O objetivo de Agente 47 é eliminar estes dois alvos. O nosso pessoalmente? Fazê-lo da forma mais criativa e engraçada possível.

Em termos de espaço e duração, este quarto episódio é definitivamente mais curto que os anteriores, mas oferece ainda assim muitas opções para o jogador explorar. Depois de ouvirem algumas conversas e observarem comportamentos, vão começar a perceber que tipo de avenidas criativas estão ao dispor do Agente 47.

Depois de estudarem o terreno têm de ultrapassar as medidas de segurança, que nos pareceram mais apertadas que nos capítulos anteriores. Eventualmente vão chegar ao formato normal onde bastam alguns disfarces para avançar, ou uma utilização inteligente de passagens escondidas. A cave é um paraíso de fatos de funcionários que podem roubar, mas existem outros itens que podem descobrir e explorar (como um líquido que serve como veneno). Ao contrário de outros jogos, que promovem vários estilos de jogabilidade, em Hitman raramente é boa ideia agir de arma em riste, por isso convém agir de forma mais subtil.

HQ
Publicidade:

Não vamos detalhar as diferentes formas que existem para eliminar os alvos, mas existem algumas possibilidades divertidas que podem explorar. Podemos dizer que a IO Interactive voltou a acrescentar muitas possibilidades no mapa aberto, e sabemos que durante as seis horas que gastámos a jogar este capítulo, não as exploramos a todas. Se as quiserem explorar a todas, vão certamente passar muito mais tempo em Bankok. Quanto ao conteúdo, é típico Hitman - sim, é violento, mas sem se levar muito a sério.

Durante o Verão também foi lançado um "bónus especial de Verão", que não vamos analisar, mas de qual podemos falar aqui. Quem comprou "a experiência completa" recebeu duas missões extra, enquanto que os restantes tiveram acesso a outra missão. No caso específico da missão "The Icon", a IO Interactive fez um excelente trabalho na transformação de Sapienza, tornando-a a cidade num set de cinema. Para atingirem o alvo têm de entrar numa zona altamente restrita, mas existem algumas formas brilhantes de eliminar o problema. Tudo junto, têm conteúdo suficiente para um par de horas.

"A House Built on Sand" é a segunda missão, desta vez em Marrakesh. Este conteúdo está mais em linha com a experiência tradicional de Hitman, e não é tão interessante quanto a primeira. Ainda assim, tanto uma missão, como a outra, são motivos suficientes para revisitar as localizações antigas, mais do que os contratos elusivos.

O que nos traz de volta a Bangkok e ao episódio 4. A IO Interactive tem libertado conteúdo que, sem deslumbrar, tem nos entretido, e este capítulo não é exceção. Até agora o novo Hitman tem sido uma experiência muito sólida, e não nos parece que vá piorar nos próximos capítulos. Para a nota em baixo não estamos a considerar a introdução do episódio extra de Verão (e mesmo que considerássemos, não faria grande diferença), por isso resta-nos dizer que estamos a gostar da experiência, e temos muita curiosidade para o quinto episódio.

Publicidade:
HQ
HQ
HitmanHitmanHitman
HitmanHitman
08 Gamereactor Portugal
8 / 10
+
Missões mais criativas e divertidas. Controlos continuam bons, e visualmente é apelativo.
-
É mais pequenos que os episódios anteriores. Continuam a ignorar os sotaques regionais.
overall score
Esta é a média do GR para este jogo. Qual é a tua nota? A média é obtida através de todas as pontuações diferentes (repetidas não contam) da rede Gamereactor

Textos relacionados

Hitman: BangkokScore

Hitman: Bangkok

ANÁLISE. Escrito por Mike Holmes

Visitámos mais uma localização exótica na aventura episódica do Agente 47.



A carregar o conteúdo seguinte