Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.

Português
Gamereactor
análises
Gibbon: Beyond the Trees

Gibbon: Beyond the Trees

O estúdio por trás do extraordinário Old Man's Journey apresenta uma emocionante aventura sobre uma raça em vias de extinção.

HQ

Adorei o último jogo da Broken Rules, Old Man's Journey, um raro projeto indie atmosférico e pungente que se moveu para a borda do gênero de aventura e contou uma história sobre vida, morte, tristeza e amor. Agora, o pequeno estúdio indie está de volta com uma nova aventura para iPhone chamada Gibbon: Beyond the Trees, na qual assumimos o papel de um macaco gibão rosa brilhante.

Gibbon: Beyond the Trees

Os gibões são uma espécie em extinção, e o World Wildlife Fund escreveu no mês passado que estima que existam apenas cerca de 30 macacos em estado selvagem no planeta. O macaco gibão vive exclusivamente na Península de Hainan fora da China e está ameaçado de extinção nos últimos 20 anos devido à degradação ambiental, desmatamento, desastres naturais e caça furtiva, e com este jogo a Broken Rules quer nos conscientizar de que estamos a caminho de exterminar outra espécie do nosso planeta.

Gibbon: Beyond the Trees
Publicidade:

Gibbon: Beyond the Trees começa nas árvores da floresta mais bonita que eu já vi em anos, e através de alguns breves segundos introdutórios somos apresentados a uma mãe gibão, ao seu recém-nascido, e à filha mais velha, que o jogador controla. A mecânica do jogo é super simples, mas requer muita prática para realmente dominar. Quando coloco os dois polegares no ecrã, a macaca corre. Se eu soltar os dois polegares, ela pula, e se eu colocar o polegar direito enquanto estiver no ar contra a parte inferior da tela, a macaca automaticamente agarra um galho ou trepadeira e balança, até que eu solte o polegar novamente. Trata-se de manter o botão pressionado o tempo suficiente para que a macaca não perca o controle e caia no chão, mas sem exagerar, porque perde velocidade e pode não conseguir pular para a próxima árvore ou galho. É tudo uma questão de ritmo e tempo, e precisei de pelo menos 35 minutos para realmente entender a mecânica de balanço.

Gibbon: Beyond the TreesGibbon: Beyond the Trees

Durante a primeira meia hora balancei através de exuberantes ambientes verdes e intocados de uma floresta tropical, e esses minutos passaram a uma velocidade vertiginosa, enquanto a próxima meia hora foi marcada pela destruição ambiental e pelo fogo. Ao fundo, escavadeiras e canteiros de obras estão expostos, árvores estão a arder, e a macaca morre de imediato se tocar no chão. O ritmo não aumenta, mas a intensidade sim, dado o ambiente, e sem fala, texto ou sequências de vídeo, Gibbon consegue ser emocionante, muito rapidamente. Tal como acontece com o extraordinário Old Man's Journey, a Broken Rules conta uma história através da jogabilidade e através de ambientes descaradamente bem desenhados que são instantaneamente de partir o coração.

Gibbon: Beyond the Trees
Publicidade:

Após as sequências de incêndios e escavadeiras limparem a floresta tropical, vai chegar a áreas onde as pessoas vivem e onde as árvores foram cortadas e transformadas em madeira. A minha gibão não tem onde pegar ou nada para balançar, forçando o jogador a usar cabos elétricos. Enquanto isso acontece, os caçadores aparecem para alvejar os macacos e a chave aqui é não perder velocidade e não perder altitude, ou irá levar um tiro letal.

Gibbon: Beyond the Trees não é muito longo. Dura cerca de uma hora, e estou bem com isso. É o suficiente, porque nesse período o jogador viajou por muitos ambientes lindos, cada um contando uma história que deixa a sua marca firmemente. Agora sei coisas sobre gibões que não sabia antes deste jogo, e aproveitei para ler um pouco sobre a espécie e o facto de que todos precisamos ajudar a preservá-la. Dessa forma, esta mais recente aventura da Broken Rule cumpriu exemplarmente o seu objetivo, espalhando uma mensagem sensata e importante sem enfiá-la goela abaixo do jogador.

Publicidade:
08 Gamereactor Portugal
8 / 10
+
Mecanicamente desafiador, apesar de sua simplicidade. Design lindo. Ótima música. Grande mensagem.
-
É curto.
overall score
Esta é a média do GR para este jogo. Qual é a tua nota? A média é obtida através de todas as pontuações diferentes (repetidas não contam) da rede Gamereactor

Textos relacionados

0
Gibbon: Beyond the TreesScore

Gibbon: Beyond the Trees

ANÁLISE. Escrito por Petter Hegevall

O estúdio por trás do extraordinário Old Man's Journey apresenta uma emocionante aventura sobre uma raça em vias de extinção.



A carregar o conteúdo seguinte