Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.

Português
Início
especiais
Fortnite

Fortnite: Temporada X - Acabou o Tempo

A décima temporada de Fortnite trouxe mechs e mudanças temporais, mas de forma realmente alteram o jogo?

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

Digam o que disserem de Fortnite, é inegável que a Epic Games tem reforçado o seu jogo de forma consistentemente brilhante, não só ao nível do modo Battle Royale, mas também do original Save the World. Embora existam muitos pontos positivos nas dez temporadas que a Epic apresentou até agora, o mais impressionante tem sido a forma como têm alterado o mapa de jogo ao longo do caminho. É uma abordagem diferente do que fez PUBG, por exemplo, que preferiu introduzir vários mapas, mas parece estar a dar frutos para Fortnite.

Depois de termos passado algum tempo na temporada 9 de Fortnite, tínhamos curiosidade para ver o que vinha a seguir, e esse tem sido outro fator que a Epic tem conseguido gerir de forma muito eficaz - a curiosidade e o interesse dos jogadores. Neste caso, esse interesse ganhou força com um enorme evento no final da nona temporada, que culminou com um lagarto gigante esmagado por um mech - uma das principais novidades da nova temporada.

Além das mudanças ao mapa, os jogadores são também atraídos pelos vários itens cosméticos que a Epic lança através do passe, sobretudo fatos e animações para as personagens. Há quem diga que estes itens são demasiado caros, e concordamos, mas é inegável que existem aqui algumas opções cosméticas fantásticas, e é esse dinheiro que tem permitido à Epic Games criar uma plataforma de videojogos capaz de fazer frente ao Steam, na forma da Epic Store.

Virando a atenção em específico para a "Temporada X - Acabou o Tempo", há a destacar os já referidos mechs. Durante o nosso tempo com a décima temporada tivemos a oportunidade de estar num mech, não só como piloto, mas como atirador secundário. Ora bem, um mech é um fato de guerra mecânico assustador, e muitos temiam que se tornasse excessivamente poderoso. Pela nossa experiência, contudo, não é o caso. Sim, terão acesso a poder de fogo impressionante, mas também serão um alvo enorme para os outros jogadores, e estarão longe de serem à prova de balas. Com uma mini-gun conseguimos destruir um mech com relativa facilidade, por exemplo, mas se tiverem a oportunidade de assumir o controlo de um destes fatos robóticos, terão acesso a alguns truques engraçados.

Ainda que algo lento, podem executar um salto duplo com o mech, o que oferece uma boa altura ao jogador, mas também conseguem derrubar paredes. E claro, os mísseis, os maravilhosos mísseis capazes de causar estragos sérios a quem estiver do outro lado. Não podemos dizer com garantia que não se tornaram excessivamente poderosos na mãos de jogadores melhores, mas para já, os mechs não parecem ter perturbado o balanço geral do jogo.

No mapa da terceira temporada também vão encontrar zonas em distúrbio, que incluem itens suspensos no ar, mas não só. Ao entrarem numa destas zonas, onde a gravidade está distorcida, terão a capacidade para saltar grandes distâncias - algo que nem sempre é tão útil quanto pode parecer, já que serão um alvo relativamente fácil. Vão ganhar distância, mas estarão a correr um risco.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

Outro grande destaque da Temporada X é a caveira do lagarto gigante que apareceu no final da nona temporada, impalado com a espada do mech. A sua caveira está agora coberta por flora cor-de-rosa, oferecendo um ponto de referência óbvio para o mapa, tal como um novo meteoro que está completamente suspenso no ar. Quanto ao Bloco, continua a acrescentar variedade ao jogo, e neste momento apresenta-se como uma espécie de destino de férias para quem quiser procurar loot numa área visualmente mais apelativa.

A décima temporada trouxe novidades, mas também retirou conteúdo que alterou a dinâmica do mapa. Um exemplo disso são os géiser, que costumavam preencher o mapa, e que agora não estão presentes (ou pelo menos não encontrámos nenhum). Isto, e a eliminação das plataformas aéreas, mudou a forma como os jogadores podem navegar o mapa, ainda que os túneis de vento continuem presentes. O mesmo pode ser dito dos itens que os jogadores usaram para planar, e tudo junto resultou numa jogabilidade menos móvel e ágil que na nona temporada.

Quem tiver o passe de temporada terá acesso a missões semanais que oferecem recompensas, incluindo Estrelas de Batalha, experiência, e itens cosméticos exclusivos. São uma proposta interessante, e ainda existem missões de tempo limitado, que estão disponíveis para todos os jogadores, incluindo os que não compraram o passe de temporada.

O resumo é que nos divertimos imenso a jogar a Temporada X de Fortnite, e o jogo da Epic Games continua tão forte como sempre. Fortnite mantém-se competitivo, mas também divertido para vários tipos de jogadores, com muitas novidades que ajudam a variar a experiência de jogo. E se nunca experimentaram o jogo mais popular dos últimos anos, agora é uma altura tão boa como qualquer outra.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade
Fortnite
Fortnite

Textos relacionados

A carregar o conteúdo seguinte