Português
Gamereactor
análises
Dirt 5

Dirt 5 - Análise

Um desempenho desastroso do novo Dirt vale-lhe uma das nossas notas mais baixas do ano.

É difícil pensar num estúdio mais inconstante na qualidade dos seus produtos que a Codemasters. Para cada jogo brilhante como Dirt Rally parece que tem de sair algo medíocre como Onrush ou Grid. É por isso que tínhamos algumas reservas em relação a Dirt 5, mas não esperávamos algo tão desapontante. Custa a acreditar como um estúdio com tantos anos de experiência em jogos de condução pode falhar desta forma tão evidente, mesmo que não tenhamos dúvidas de que a antiga equipa que produziu Motorstorm, e que ficou encarregue de Dirt 5, se esforçou para entregar algo competente e divertido, e até algo arrojado. Mas o facto mantém-se: a condução em Dirt 5 é deplorável.

Para começar, permita-nos desde já esclarecer que este Dirt 5 não tem nada em comum com os outros jogos da série. Este novo estúdio, Codemasters Cheshire, optou por ignorar o excelente motor Ego da 'casa', e optou por usar o seu próprio motor próprio para desenhar Dirt 5. Em termos de estrutura, o que mais se aproxima será Dirt 2, com a sua temática de um piloto jovem que é ajudado por um mentor experiente, mas aqui não vai encontrar uma garagem com um bom ambiente, um mapa com os próximos eventos, ou personagens que acrescentem uma atmosfera real ao jogo. Em vez disso, o que vai encontrar são calendários que parecem escritos à mão com muitas tintas florescentes, numa tentativa fútil de parecer "cool". Essa tentativa continua com a personagem "AJ", interpretado por Troy Baker, que em vez de parecer um piloto experiente, parece mais um tipo a tentar tão desesperadamente quanto o jogo parece mais 'fixe' do é.

Dirt 5 inclui algumas categorias de condução, mas no fim, tudo se resume a chocar carros até que um acabe em primeiro lugar, sempre com o objetivo de conseguir pontos para desbloquear mais pistas. O design dessas mesmas pistas, contudo, é bastante fraco e monótono, com curvas excessivamente apertadas para o tipo de condução e física presente no jogo. É realmente estranha a jogabilidade de Dirt 5, que apresenta comportamentos bizarros do carro relativamente a outros jogos do género e até da série.

Dirt 5Dirt 5

As derrapagens (ou drifts) são uma grande parte dos ralis, e mais ainda em jogos com um certo espírito arcade como é Dirt, mas aqui será castigado por tentar isso, em vez de ser recompensado. Sim, é possível fazer uma derrapagem com sucesso, mas o jogo penaliza demasiado o que considera serem erros da nossa condução, permitindo que a inteligência artificial passe pelo jogador a velocidades praticamente impossíveis para o tipo de curva. Isto leva a uma evidência clara do comportamento 'equilibrado' da inteligência artificial, já que depois de ultrapassar o jogador a alta velocidade, abranda notoriamente para que este possa continuar na corrida.

Gostaríamos de pelo menos elogiar o grafismo de Dirt 5, mas nem isso podemos fazer. Os modelos dos veículos são medíocres, e mesmo numa resolução alta, o jogo parece algo embaçado. Existem alguns toques de destaque, sobretudo na nova geração, como os reflexos nas poças e no gelo, mas é incompreensível que este jogo apresente um grafismo muito inferior ao de Dirt 4 e ao de Dirt Rally 2.0. Supomos que o culpado aqui é o novo motor de jogo, mas a culpa serve de pouco neste caso, o que importa realmente é que Dirt 5 tem um grafismo abaixo da média.

Excepto talvez a banda sonora, que tem algumas faixas de qualidade, Dirt 5 é um jogo de condução sem um único ponto que possamos realmente destacar como verdadeiramente positivo. O grafismo é mediocre, as pistas são aborrecidas e desequilibradas para a jogabilidade, a física dos veículos é atroz, a estrutura é um gigantesco passo atrás, e nem os efeitos sonoros conseguem deixar uma marca positiva. É com grande pena que classificamos Dirt 5 desta forma, sobretudo porque somos fãs de vários jogos da série, e sabemos que a Codemasters pode fazer muito melhor. Mas é imperativo que encontrem uma forma de aumentarem a consistência dos seus produtos.

Dirt 5Dirt 5
Dirt 5Dirt 5
03 Gamereactor Portugal
3 / 10
+
Navegação pelos menus é rápida. Boa banda sonora. Muitos carros clássicos de rali.
-
Física dos carros é pesada e lenta. Sistema de colisão é terrível. Efeitos sonoros de pobre qualidade. Grafismo abaixo da média. Loadings enormes na PS4/One.
overall score
Esta é a média do GR para este jogo. Qual é a tua nota? A média é obtida através de todas as pontuações diferentes (repetidas não contam) da rede Gamereactor

Textos relacionados

Dirt 5 - AnáliseScore

Dirt 5 - Análise

ANÁLISE. Escrito por Petter Hegevall

Um desempenho desastroso do novo Dirt vale-lhe uma das nossas notas mais baixas do ano.



A carregar o conteúdo seguinte


Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.