Português
Gamereactor
análises
Dark Souls III

Dark Souls III: Ashes of Ariandel

Nova área de 'tortura', e maior foco no PvP, são os destaques da pequena expansão.

Dark Souls III é a despedida da saga segundo a própria From Software, cansados de uma fórmula que usaram em três Dark Souls, um Demon's Souls, e o semelhante Bloodborne. Contudo, a despedida ainda não foi definitiva, e os jogadores terão ainda a oportunidade de desfrutarem de mais duas expansões. A primeira, Ashes of Ariandel, já está disponível, e o Gamereactor já percorreu os perigosos cenários nevados que apresenta ao jogador.

O conceito desta expansão é baseado numa pintura, e se estão familiarizados com a estória de Dark Souls, já sabem tudo sobre Friede, Forlon, e os eventos que os ligam. No típico feitio de Dark Souls, não esperem muita exposição do jogo sobre estes temas. Terão de tomar atenção ao ambiente, aos comentários das personagens, e às descrições dos itens para ganharem uma maior ideia do que se está a passar. Alguns jogadores odeiam esta forma de abordar a estória, outros adoram-na, e muitos simplesmente ignoram-na, concentrando-se antes na melhor forma de partir as cabeças dos inimigos. Pessoalmente, gostámos desta abordagem, que deixa migalhas de informação para o jogador descobrir, mas compreendemos que não aprecia o formato.

Na verdade, tudo o que têm de saber é que Ashes of Ariandel leva o jogador para um lindo mundo coberto de neve, que tem tanto de convidativo, como de perigoso. Logo nos primeiros minutos encontramos um grupo de indivíduos com um ar suspeito, e de imediato suspeitámos que não eram nenhum comité de boas vindas. Dito e feito, mal nos aproximámos tentaram atacar-nos, como quase tudo em Dark Souls. O nível recomendado para a expansão é 70, mas sentimos-nos confiantes e começamos a explorar Ashes of Ariandel com uma personagem de nível 68.

Apesar do nível ligeiramente inferior, o desafio que a expansão nos proporcionou pareceu-nos perfeito - para os padrões de Dark Souls. Estes inimigos iniciais podem ser perigosos se o jogador se descuidar, mas qualquer veterano atento irá lidar com esta situação sem grandes problemas. Entre os inimigos mais irritantes de Dark Souls estão os cães, que embora não sejam normalmente a causa de muitas mortes, podem facilmente tirar grandes porções de saúde ao jogador. É por isso com algum alívio que relatamos que Ashes of Ariandel não inclui qualquer cão. O que não significa que não haja algo pior...

A neve e o gelo não costumam ser compatíveis com cães, mas são condições ideais para outros animais de quatro patas, como lobos sedentos de sangue. Encontrámos logos de várias formas e feitios durante a nossa excursão a Ashes of Ariandel, e normalmente de várias formas e feitios. Para complicar ainda mais a vida aos jogadores, estes lobos não apresentam um comportamento semelhante aos dos cães, preferindo antes uma abordagem menos agressiva. Normalmente obrigam o jogador a aproximar-se, para depois atacarem em grupos (um arco pode ser útil para tentar separar inimigos).

Durante a expansão encontrámos vários inimigos novos, que variam entre soldados banais e enormes cavaleiros com armas gigantes. Também existem algumas criaturas que parecem ter saído diretamente de um terrível pesadelo. Durante a expansão podem participar em duas batalhas com bosses, e descansar em 10 fogueiras. Ao todo duramos cerca de cinco horas para percorrer toda a expansão de princípio ao fim, o que é algo curto considerando a longevidade de Dark Souls III. Quando finalmente começamos realmente a dominar e a assimilar a expansão, a aventura acabou, o que deixou um sabor agridoce para processar.

Como é típico em Dark Souls, a exploração é uma grande componente da expansão. O mundo de jogo é realmente convidativo, e está recheado de segredos para o jogador encontrar. É um local que consegue ser simultaneamente horrível e pacífico, recriando eficazmente a sensação de uma pintura. A excelente banda sonora também ajuda a criar o que é um mundo com uma atmosfera fantástica. A nossa maior queixa com Ashes of Ariandel está relacionado com alguns problemas de fluidez, mais frequentes inclusivamente do que vimos no jogo base.

Se estão entre os o tipo de jogadores mais competitivos de Dark Souls, têm ainda mais motivos para considerarem esta expansão. A From Software acrescentou arenas para os jogadores combaterem uns com os outros, e existem vários tipos de combates em que podem participar. Podem lutar um para um, dois para dois, três para três, ou tentar a sorte numa partida de todos contra todos para seis jogadores.

Participar nestes confrontos PvP é relativamente simples, embora seja mais complicado jogar com amigos. Podem tentar fazê-lo com acesso a uma palavra-passe, mas esta opção só está disponível para jogarem um contra o outro. Se quiserem jogar na mesma equipa, basicamente têm de ter a sorte do jogo vos colocar juntos. Esperemos que isto possa ser melhorado com uma atualização, e já agora, também gostaríamos que a From Software acrescentasse uma tabela com classificações.

Ashes of Ariandel tem falhas ao nível das opções online, problemas de framerate, e é algo curto para os padrões de Dark Souls, mas é ainda assim uma boa adição ao jogo. O mundo que vão visitar é fantástico e tem uma atmosfera muito rica, enquanto que o design continua a um nível elevadíssimo. Se anseiam por mais Dark Souls, Ashes of Ariandel é uma compra obrigatória.

Dark Souls IIIDark Souls IIIDark Souls III
07 Gamereactor Portugal
7 / 10
+
Os novos inimigos são imaginativos. A nova área é lindíssima e explorá-la é excelente. Banda sonora. Undead Match é divertido.
-
Framerate instável. É pequeno. Não é fácil jogar na arena com amigos.
overall score
Esta é a média do GR para este jogo. Qual é a tua nota? A média é obtida através de todas as pontuações diferentes (repetidas não contam) da rede Gamereactor

Textos relacionados



A carregar o conteúdo seguinte


Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.