Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.

Português
Início
especiais
FIFA 14

Campeão de FIFA: "Ganhei 11-1 ao campeão de PES"

Estivemos à conversa com August Rosenmeier, campeão do mundo de FIFA.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

August Rosenmeier é o novo campeão do FIWC (FIFA Interactive World Cup), evento anual que este ano se realizou no Brasil. O dinamarquês venceu o britânico David Bytheway na final por 3-1 e o nosso colega Lee West, do Gamereactor Dinamarca, teve a oportunidade de entrevistar o campeão.

Gamereactor: Apesar da vitória, o jogo esteva empatado ao intervalo. Como estava a correr a partida?
August Rosenmeier: Por acaso até consegui ganhar algum controlo sobre o jogo nos primeiros 10 minutos e impôr o estilo que me é costume. E até tive uma excelente oportunidade para marcar. De seguida o meu oponente conseguiu marcar na única oportunidade de golo que teve e ganhou vantagem. Mas, apesar disso, estava confiante que podia recuperar facilmente e até consegui empatar para 1-1 pouco depois. Depois disso correu sempre de feição e consegui ganhar 3-1.

São cada vez mais populares os jogos competitivos e eventos deste género, mas, porquê tanta dedicação a FIFA? Porque não Call of Duty e League of Legends, por exemplo?
É simples. Eu jogo futebol na vida real e por isso o FIFA é uma escolha natural. Cresci a jogar futebol e tenho muito mais interesse neste desporto do que em jogos de guerra ou de tiros.

Como é o processo de treinar para um torneio destes?
Existem aí pessoas que dizem que treino 10 horas por dias, mas isso é um exagero. Só treino quatro a cinco horas por dia, e apenas na semana que antecede o torneio. Além disso tenho namorada, escola, famílias... enfim, uma vida para viver. Também existem dias inteiros em que não jogo, até para limpar um pouco o sistema.

FIFA 14

Qual é a sensação de agora seres um dos jogadores de FIFA mais reconhecidos?
É muito porreiro. O ano passado fiquei na quinta posição, o que também foi bom, mas ambicionava dar este salto. E isso aconteceu, finalmente. É uma sensação libertadora. E claro, também estou extremamente orgulhoso de ser o primeiro dinamarquês a ser campeão do mundo.

E isso permitiu-te ganhar 20 mil dólares e conhecer o Ronaldo [o Fenómeno, brasileiro]. Como foi isso?
Foi fantástico! 20 mil dólares é muito dinheiro para a minha idade, mas conhecer o Ronaldo, que foi um dos meus jogadores favoritos e ídolo quando era pequeno, foi brilhante. Mas isto foi uma amostra. Ainda quero conhecer o Pelé e o Messi, que também são ídolos.

Já todos sabemos que és um homem de FIFA, mas o que pensas da concorrência, de Pro Evolution Soccer?
Na realidade o meu irmão passa a vida a jogar PES! Até eu joguei bastante entre 2006 e 2008, antes de começar a jogar competitivamente ao FIFA. É um bom jogo, mas eu acabaria sempre por escolher o FIFA, até porque existem mais torneios aqui. Além disso a comunidade é fantástica.

Também penso que, se são um jogador novo e nunca experimentaram nenhum, será mais fácil jogar FIFA. Curiosamente, eu cheguei a jogar contra o campeão inglês de Pro Evolution Soccer, mas jogámos no FIFA e eu acabei por ganhar 11-1. Penso que o PES tem algumas características peculiares, mas FIFA parece-me mais realista, embora seja obviamente parcial para o FIFA.

E planos para o futuro? Vais pensar na eSport?
Por agora vou descontrair e desfrutar deste sucesso. Tenho muitos projetos a arrancar, incluindo o meu site e a minha página de facebook. E também já tenho muitas partidas de FIFA organizadas e conferências. Também penso continuar a jogar FIFA enquanto estudo e depois logo se vê o que acontece. Ainda preciso de falar sobre o futuro com a minha equipa e esperar pelos torneios internacionais.

FIFA 14

Achas que é possível viver apenas dos eSports, mesmo sendo dinamarquês?
Penso que não é possível viver apenas de patrocínios, mas é possível se combinarem conferências e eventos com isso. E claro, terei de fazer boas participações nos torneios todos os anos. Uma boa auto-promoção também me parece muito importante.

Por último, que truques ou conselhos podes partilhar com os leitores do Gamereactor?
Por acaso ainda me lembro como foi o percurso até ao topo. Toda a gente começa em algum lado e eu comecei em 2010. Nem sequer era nada de especial, mas tentei encontrar-me com os melhores jogadores e pedi para jogar contra eles. Repetidamente. E perdia sempre com goleadas, mas o segredo passa por observar o que os grandes jogadores fazem e tentar adaptar isso ao meu estilo de jogo. Tentem sempre jogar contra quem é superior a vocês ou pelo menos, ao mesmo nível

FIFA 14
FIFA 14FIFA 14FIFA 14

Textos relacionados

FIFA 14Score

FIFA 14

ANÁLISE. Escrito por David Moschini

"Em equipa vencedora não se mexe", diz uma das máximas mais antigas do futebol. Máxima que a EA respeitou, já que pouco mudou no novo FIFA.



A carregar o conteúdo seguinte