Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.

Português
Início
análises
Black Mesa

Black Mesa - O Remake de Half-Life

Será que este remake justifica revisitar Half-Life em 2020? Sim, justifica.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

Half-Life é um dos jogos mais importantes de sempre, que evoluiu - e em alguns casos revolucionou - vários elementos da experiência de jogo single-player, e em particular, do género de ação na primeira pessoa. A sua sequela seguiu o mesmo caminho, e é ainda hoje uma referência em termos de narrativa em videojogos, jogabilidade à base de física, e design de sequências de ação. Em breve, Half-Life irá regressar com o lançamento de Alyx, um exclusivo de realidade virtual, mas antes disso surgiu este Black Mesa, um projeto que estava a ser produzido desde 2012.

Black Mesa começou por ser um projeto amador criador por alguns fãs, cujo objetivo passava por recriar o Half-Life original com o Source Engine, motor de Half-Life 2. Nada de especial, considerando que projetos deste tipo surgem com frequência para vários jogos, mas houve algo que distinguiu Black Mesa, na forma do apoio da própria Valve. Mais, o próprio estúdio deu autorização para que Black Mesa foi vendido no Steam de forma independente, e isso permitiu a este projeto amador crescer para algo muito mais ambicioso. Agora, depois de cinco anos em acesso antecipado, trabalho voluntário de muitos participantes, e inúmeros afinamentos e melhoramentos, Black Mesa está finalmente disponível no Steam como o remake não oficial, mas apoiado, de Half-Life, por € 17,99.

Black Mesa não se resume a um cópia exata do Half-Life original, já que também apresenta várias modificações resultantes da história de Half-Life ao longo dos anos, como a introdução de personagens que conhecemos melhor em Half-Life 2, por exemplo. Algumas partes do jogo, sobretudo as mais criticadas, também foram alteradas ou expandidas, como é o caso da secções finais da aventura. Contudo, apesar de todas as alterações e modificações, a jogabilidade ainda é bastante Half-Life, o que significa que não é uma experiência de jogo realmente moderna, ficando a meio caminho entre um remaster e um remake total. (Resident Evil 2, por exemplo, é um verdadeiro remake, já que alterou e modernizou todos os elementos do jogo).

Black Mesa
Black MesaBlack MesaBlack Mesa

É fácil apreciar um projeto como Black Mesa, mas esquecendo essa admiração e apreciação, vale a pena comprar Black Mesa? De forma muito resumida, sim, vale, mas existem alguns elementos a ter em conta. Como referimos, vários aspetos do jogo não estão ao nível do que se faz hoje em dia, mesmo em termos gráficos, mas é inegável que Half-Life continua a ser uma experiência single-player de grande qualidade, e Black Mesa é sem dúvida a melhor forma de experienciá-lo.

É no entanto necessário deixar bem claro que encontrámos alguns problemas técnicos, incluindo comportamentos bizarros do motor de física, e momentos em que o jogo parava o ecrã para fazer loading, algo que há vários anos desapareceu dos videojogos. Tirando isso, o jogo correu sempre de forma muito fluída e sem problemas de maior, proporcionando uma experiência de jogabilidade bastante satisfatória, algo que certamente não seria possível com a versão original de Half-Life.

Como referimos, existem algumas alterações que procuram tornar Half-Life mais coerente em termos de personagens e história, modificando modelos para que batam certo com as suas personagens de Half-Life 2, como são os casos de Eli Vance, Isaac Kleiner, e Barney Calhoun. Tudo isto acrescenta maior autenticidade ao jogo e torna Black Mesa numa prequela bem mais interessante para Half-Life 2 do que o original.

Quem trabalhou neste projeto fê-lo sobretudo por amor à saga, e isso nota-se em todos os elementos. Há aqui grande respeito pelo original, mas também pela sequela, e isso é evidente por todo o conteúdo extra que acrescentaram, quando podiam simplesmente ter melhorado a qualidade gráfica e a jogabilidade com o Source Engine. Se é um jogo obrigatório em hoje em dia? Sim, diríamos que sim, mas em particular para todos os fãs de Half-Life.

Black Mesa
Black MesaBlack Mesa
Black MesaBlack Mesa

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade
09 Gamereactor Portugal
9 / 10
+
Trabalho mostra clara paixão e amor pela série por parte dos produtores. Atmosfera fantástica. Jogabilidade de alto nível.
-
Alguns problemas técnicos, É um remake, mas só até certo ponto.
overall score
Esta é a média do GR para este jogo. Qual é a tua nota? A média é obtida através de todas as pontuações diferentes (repetidas não contam) da rede Gamereactor

Textos relacionados



A carregar o conteúdo seguinte