Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.

Português
Gamereactor Portugal
análises
Anno 1800

Anno 1800

Perfeito para criarem o vosso próprio império industrial.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

Com Anno 1800, a Blue Byte mostrou-nos o que é uma verdadeira grande produção de um "gestor de cidades". Com ilhas lindas cobertas por uma multitude de casas e centenas de cidadãos, Anno 1800 estabeleceu um novo padrão para o género, mas mais importante ainda, a jogabilidade é excelente, e os fãs vão sentir-se imediatamente em casa com este jogo sobre a revolução industrial.

Anno 1800 inclui uma campanha singleplayer de tamanho considerável, que também serve como tutorial para as mecânicas de jogo e para o editor do mundo, preparando-vos para o prato principal, o modo em mundo aberto. A campanha segue a personagem do jogador e a sua irmã, ambos empobrecidos depois do seu pai ter morrido, acusado de um crime que não cometeu. As personagens da história são engraçadas a nível visual, mas são tão cliché a nível de personalidade, que não percebemos se foi uma de propósito ou não. De forma consciente ou não, é difícil levar a história a sério.

Este comportamento exagerado permanece no modo de mundo aberto, embora de forma menos evidente. Os rivais e aliados do jogador são basicamente caricaturas do que seriam pessoas reais da indústria, com comportamentos e diálogos repetitivos. Não é algo que cause grande impacto no jogo, já que a história num simulador de gestão de cidades não é exatamente o aspeto mais importante, mas considerando o grau de detalhe e qualidade no resto do jogo, temos pena que a narrativa e os diálogos não tenham acompanhado. Nota também para a inteligência artificial, que não é a melhor que já vimos no género.

A série Anno foi construída em torno de uma premissa simples: construir uma cidade capaz de satisfazer as necessidades e desejos crescentemente mais exigentes da população. Nesta era da revolução industrial, a premissa mantém-se, como muito para cuidarem e produzirem. De agricultura a materiais de construção, passando por luxo e peças para meios de transporte, além do comércio, existe muito para cuidar e gerir. Ao início, Anno 1800 é um jogo simples de seguir, mas com o passar das horas vai tornando-se gradualmente mais complicado, sobretudo quando começam a ter de gerir cadeias de produção em várias regiões, expedições, missões, e ainda os rivais.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

Esta mudança de ritmo, de um arranque suave e cómodo, para algo bem mais frenético e complexo, pode ser um problema durante os primeiros jogos. O facto de não ser possível dar ordens enquanto o jogo está pausado é mais um elemento a acrescentar à dificuldade, já que o tempo não pára só porque estão num menu de expedição ou de diálogos, por exemplo. Ao início é difícil aguentar este ritmo exigente, e só com várias horas de jogo serão capazes de se habituarem ao que é requerido.

Anno 1800 é um jogo de gestão, de boa gestão, o que significa que irá penalizar uma pobre gestão por parte do jogador. Se expandirem mais do que conseguem gerir, vão começar a existir problemas de recursos nas áreas mais ignoradas, o que irá levar a manifestações violentas em casos extremos. Felizmente a interface é excelente, e ao contrário de ser mais um obstáculo para o jogador ultrapassar, é um verdadeiro auxílio. Todos os edifícios estão categorizados em vários departamentos, o que significa que tudo o que é preciso para criar aço, por exemplo, está disponível na mesma janela dos menus. Até podem acrescentar edifícios e construções a barras de acesso rápido, e uma opção permite construir num modo de visualização, para que planeiam uma expansão sem gastarem recursos.

O único elemento de que sentimos falta é um menu que centralize toda a informação. Teria sido benéfico o acesso a um resumo das cidades, juntamente com gráficos e estatísticas, para ajudar ao planeamento, e a verificar o que resulta e o que não resulta. Uma ausência estranha está relacionada com o desemprego, que parece não causar muitos problemas entre a população. Parece-nos uma oportunidade relativamente perdida, considerando que esta foi a era em que muitas indústrias entraram na automatização.

A nível visual e sonoro, Anno 1800 está entre os melhores do género. A transição de áreas rurais para grandes metrópoles é impressionante, tudo apresentando com um nível de detalhe fantástico. Da população aos edifícios, passando pelos meios de transporte, é algo que acrescenta grande impacto visual à experiência de jogo, ainda enriquecida pela forma como as diferentes regiões do globo são representadas. Jogar na América do Sul ou na Europa, por exemplo, são duas experiências visuais completamente distintas.

Apontámos alguns defeitos a Anno 1800, mas só porque tudo o resto é fabuloso. Trata-se de um jogo magnífico dentro deste género, a nível técnico, visual, e mecânico, com muito conteúdo para entreter o jogador. Editor de mundo, campanha a solo, mundo aberto, e multiplayer, são opções que vos irão entreter durante várias horas. O jogo até suporta co-op, enquanto cada jogador contra a sua nação, mas no futuro será acrescentado um modo cooperativo para que dois jogadores governem juntos a mesma nação. Por tudo isto, Anno 1800 é um jogo obrigatório para todos os fãs deste género.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade
Anno 1800Anno 1800
Anno 1800Anno 1800Anno 1800
09 Gamereactor Portugal
9 / 10
+
É visualmente impressionante. Jogabilidade excelente. Interface prática. Multiplayer. Muito conteúdo.
-
Com o passar das horas pode tornar-se esmagador. Inteligência artificial e personagens não são as melhores.
overall score
Esta é a média do GR para este jogo. Qual é a tua nota? A média é obtida através de todas as pontuações diferentes (repetidas não contam) da rede Gamereactor