Gamereactor Internacional Português / Dansk / Svenska / Norsk / Suomi / English / Deutsch / Italiano / Español / Français / Nederlands
Gamereactor
Iniciar sessão






Esqueceu-se da password?
Não estou registado mas quero registar-me

Prefiro iniciar sessão com a conta de Facebook
Gamereactor Portugal
análises
Pro Evolution Soccer 2018

Pro Evolution Soccer 2018

A Konami voltou a apostar forte em PES, mas como será que se compara com a versão anterior?

  • Texto: Sam Bishop

Nos últimos anos, PES deu vários saltos importantes de qualidade, obrigatórios para continuarem a fazer frente a FIFA, e neste momento, PES é um excelente simulador de futebol. Com PES 2018 não veio nenhuma revolução, mas os fãs ficarão contentes por saber que se trata de um jogo mais polido e mais refinado dentro e fora dos relvados.

Mas existem muitas mudanças? Bem, como acontece todos os anos, antes do lançamento fomos bombardeados com várias "novidades" da jogabilidade, algo que a EA Sports também faz com FIFA. A Konami prometeu "controlos melhorados", por exemplo, algo que não é aparentede imediato ou em todos os momentos, mas que está de facto presente. Os jogadores reagem mais rápido, e os atletas mais habilidosos podem controlar a bola com maior precisão com o R2/RT. Não será uma característica importante para todos os jogadores, nem para todos os momentos, mas é mais um pormenor que acrescenta profundidade à jogabilidade.

Outra novidade em PES 2018 é a proteção contextual da bola. O que isto significa é que o jogador tentará manter a bola longe do adversário colocando-se entre ambos. É uma ação extremamente comum no futebol real, que já existia em FIFA, e que faltava a PES - faltava, porque já não falta. É mais um pormenor que aumenta o número de opções do jogador, e que acrescenta utilidade aos futebolistas mais fortes (protegem melhor a bola).

Existem várias novidades e melhoramentos ligeiros, mas o que mais nos impressionou foi o dos guarda-redes. Em PES 2017, quase todos os remates próximos do guardião eram golo, mas este ano estão muito mais eficazes. Não basta rematar colocado dentro da área para marcar golo, já que o guardião tende a fechar melhor o ângulo e a reagir com mais rapidez, o que nos obrigou a pensar um pouco mais no que fazer na hora de chutar à baliza.

Por falar em chutar à baliza, é preciso referir a variedade de remates que podem acontecer em PES 2018. Não nos lembramos de um golo completamente igual durante as horas que passámos a jogar PES 2018, tanto em termos de posicionamento, como de animações. As mudanças no remate, em termos de imprevisibilidade, implica que os remates - e os golos - são mais variados, mais únicos, e consequentemente, mais satisfatórios. Como é mais difícil marcar golos, obrigando a jogadas um pouco mais pensadas, e como os remates são mais imprevisíveis e únicos, a sensação de marcar em PES 2018 é ainda mais recompensadora do que era no passado. Não é, contudo, um sistema perfeito. Assistimos a alguns falhanços por parte dos avançados, perto da baliza, que nos causou momentos de frustração. Um pequeno defeito, que felizmente pode - e deve - ser corrigido com uma atualização.

A variedade não se aplica somente aos remates. Numa partida debaixo de chuva torrencial, os nossos jogadores começaram a escorregar e a deslizar de forma algo imprevisível. Já a bola, deslizava com maior intensidade, dificultando imenso uma construção de jogo mais tradicional. Para contrariar estas condições podem tentar um estilo de jogo mais direto, com mais centros, por exemplo. Nunca vimos um jogo de futebol com efeitos tão drásticos de chuva como em PES 2018, e apreciámos o realismo. Em termos defensivos, não existe muito de novo a reportar. O timing das entradas - sobretudo dos carrinhos em deslize -, continua a ser fundamental para conseguir tirar a bola com sucesso ao adversário.

Um elemento de PES que há muito precisava de uma revisão era a interface, algo que foi finalmente melhorado este ano. Ainda não é perfeito, nem está bem ao nível de FIFA, mas é um grande passo na direção certa. A adição de retratos para os jogadores mais importantes, por exemplo, acrescenta maior autenticidade ao jogo, mesmo durante as partidas. Ainda assim, algumas informações podiam ser mais claras e imediatas.

Os lances de bola parada é outro elemento que foi alterado em PES 2018, e agora estão mais próximos do que se faz em FIFA. Já não existe uma seta tremedeira para controlar nos livres e nos pontapés de canto, o que significa que terão de seguir melhor a vossa intuição. Isso é algo que podem aperfeiçoar nos treinos, e com o tempo, vão melhorar. É um sistema que acrescenta maior imprevisibilidade aos lances de bola parada, e que torna a experiência mais realista e satisfatória. Talvez não seja uma mudança para o agrado de todos, mas pela parte que nos toca, preferimos assim.

No momento em que esta análise foi escrita, os servidores de PES 2018 estavam ainda em baixo, o que nos impediu de verificar a qualidade da jogabilidade online, e de alguns modos novos. Estamos no entanto com curiosidade para experimentar o novo modo de escolha aleatória. Aqui devem escolher apenas um equipamento. Depois, o jogo escolhe aleatoriamente os jogadores da vossa equipa. É um sistema interessante, sobretudo porque depois podem tentar escolher futebolistas para roubar a outros jogadores (ao mesmo tempo devem tentar impedir que vos roubem os melhores). Parece-nos uma proposta divertida, que infelizmente não conseguimos experimentar. De igual forma, o modo competitivo de três contra três também não estava disponível aqui, mas tivemos oportunidade de o experimentar várias vezes durante a versão beta. É um modo engraçado, sobretudo para quem tiver mais dois amigos com quem desfrutar PES 2018.

Graficamente não existem melhorias gritantes, mas PES 2018 tem um excelente aspeto de qualquer forma, como já tinha o ano passado. Nota aqui para o trabalho da Konami na recriação dos jogadores mais famosos, que beneficiam de grande atenção ao pormenor. Também existem outros detalhes que acrescentam qualidade visual ao jogo, como o pormenor da chuva e da sujidade, o suor dos jogadores, e as animações do público nas bancadas.

Existem muitas coisas positivas no nova edição do simulador, mas também alguns defeitos que transitaram do passado. Os comentadores continuam a ter um desempenho medíocre, enquanto que a inteligência artificial dos árbritos continua a cometer erros bizarros - sobretudo quando acontecem encontrões que não foram provocados pelos botões, mas simplesmente pelo contacto entre os jogadores.

Estamos muito satisfeitos com PES 2018, e mesmo que permaneçam alguns elementos menos bons, existem muitos mais positivos. Mais do que revolucionar PES, a Konami esforçou-se para polir e reforçar a edição do ano passado, proporcionado uma experiência de futebol de top. Se são fãs de Pro Evolution Soccer, a edição 2018 tem tudo para vos encantar.

Pro Evolution Soccer 2018Pro Evolution Soccer 2018
Pro Evolution Soccer 2018Pro Evolution Soccer 2018Pro Evolution Soccer 2018
09 Gamereactor Portugal
9 / 10
+
Guarda-redes melhorados. Sensação dos remates. Marcar requer esforço. Interface melhorada.
-
Árbitros fracos. Comentários desapontantes.
overall score
Esta é a média do GR para este jogo. Qual é a tua nota? A média é obtida através de todas as pontuações diferentes (repetidas não contam) da rede Gamereactor