Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.

Português
Início
análises
American Fugitive

American Fugitive

Um jogo de ação e crime, inspirado pelos primeiros Grand Theft Auto.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

Grand Theft Auto III revolucionou a indústria de videojogos, ao apresentar um mundo aberto em 3D livremente explorável, mas existem jogadores e fãs da saga que têm saudades dos jogos anteriores, em 2D. Entre esse grupo estão os produtores da Fallen Tree Games, que usaram os primeiros GTA como inspiração para este American Fugitive, embora no geral, este jogo apresente um conceito bem mais interessante que os GTA originais.

Em American Fugitive vão controlar William Riley, um 'ladrãozeco' de segunda categoria que decide visitar o seu pai quando a história começa. Quando lá chega, contudo, encontra o seu pai morto, momentos antes da polícia chegar e prendê-lo como suspeito. Condenado pela morte do seu pai, William acaba por conseguir fugir, determinado a provar a sua inocência e a encontrar o verdadeiro assassino, tudo isto enquanto é perseguido pela polícia.

Pelo caminho terão de cumprir uma série de missões e tarefas, já que ninguém irá ajudar William sem receber algo em troca. O seu cunhado, Dwayne, uma misteriosa femme fatale chamada Ana, e um estranho agente funerário, são algumas das personagens com que terão de interagir ao longo desta aventura. Estas missões, necessárias para eventualmente limparem o vosso nome do homicídio, envolvem sempre algum tipo de crime que terão de realizar, incluindo ameaçar polícias corruptos, apagar traços de outros crimes, e roubo, que era a especialidade de William.

Para evoluírem na vossa caminhada vão precisar de dinheiro, muito dinheiro, e para o conseguirem existem uma série de tarefas que podem tentar. O método mais fácil passa por entrar nas casas das pessoas e roubá-las quando não estão presentes. Podem espreitar por uma janela, parti-la com um ferro ou uma pedra, e entrar, mas se o fizerem desta forma, vão ter um limite de tempo para roubarem a casa antes de serem apanhados. A alternativa passa por conseguir a chave da casa, o que permitirá entra e roubar sem problemas.

Mas não é assim tão simples, já que podem acontecer várias situações quando estão a roubar uma casa. Podem encontrar um dos habitantes que não viram pela janela, com quem terão de lutar ou prender, mas até podem encontrar outros ladrões e entrar em conflito. Se quiserem evitar o máximo de problemas, contudo, convém vigiar a casa para perceberem se está lá alguém ou não. Existem outras alternativas para conseguirem dinheiro rápido, incluindo corridas ilegais com carros, e baús escondidos pelo mapa, mas até podem assaltar lojas à mão armada.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

Como o objetivo é passar despercebido, convém não entrar em conflito, mas em alguns momentos isso será inevitável. O sistema de combate funciona em tempo real, a lembrar outros jogos com uma perspetiva aérea do mapa. Movem a personagem com o analógico esquerdo e apontam com o analógico direito, através de uma mira que circula a personagem. Existem várias armas, incluindo facas e pistolas, mas também podem jogar de forma furtiva, correr, e claro, conduzir.

A cara de William está escarrapatada em jornais e televisão, e isso significa que podem ser reconhecidos por cidadãos em qualquer momento. Se isso acontecer, podem chamar a polícia, e o jogador será obrigado a fugir. Não é, contudo, um processo tão difícil ou complicado como podem pensar. Basta conduzir para o meio do mato, ou ficar escondido num arbusto (que não tenham sido vistos a entrar), para em pouco tempo se livrarem da polícia.

O progresso das habilidades e atributos da personagem é outro processo que ajuda a facilitar a vida do jogador, permitindo melhorar saúde, resistência, e regeneração. Também podem criar alguns acessórios, como o detetor de metal que identifica um baú na proximidade do jogador. Uma das melhores habilidades permite essencialmente espreitar por todas as janelas de uma casa de uma só vez. Não é realista, mas estaríamos a mentir se disséssemos que não gostámos do tempo que esta habilidade nos poupou.

American Fugitive é um jogo simples com mecânicas simples, mas entre esse simplicidade oferece uma experiência que é simultaneamente nostálgica e fresca. Os gráficos 3D com perspetiva área são uma delícia, a jogabilidade funciona bastante bem, a premissa é original, e o design do mapa é apurado. É também uma experiência de jogo bastante sólida e polida, que pode durar várias horas dependendo do que querem retirar. As várias distrações e atividades no mundo de jogo ajudam a ultrapassar problemas de repetição e fadiga, e planear assaltos é uma óptima forma de variar as missões de história. Em resumo, American Fugitive é um jogo que recomendamos vivamente, sobretudo para quem tem saudades de algo parecido com os primeiros GTA.

American FugitiveAmerican Fugitive
American FugitiveAmerican FugitiveAmerican Fugitive
09 Gamereactor Portugal
9 / 10
+
Jogabilidade funciona bastante bem. Mistura vários géneros. Narrativa interessante. Mecânicos de jogo bem executadas.
-
Escapar da força political é um processo algo previsível.
overall score
Esta é a média do GR para este jogo. Qual é a tua nota? A média é obtida através de todas as pontuações diferentes (repetidas não contam) da rede Gamereactor