Português
análises
13 Sentinels: Aegis Rim

13 Sentinels: Aegis Rim

Chega quase um ano depois do lançamento no Japão, mas ainda muito a tempo de mostrar as suas qualidades.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

13 Sentinels: Aegis Rim conta uma história complexa acerca do fim da humanidade, através de mais de uma dúzia de personagens que, muitas vezes sem saberem, caminham para o mesmo objetivo. É uma narrativa densa, que envolve manipulação, promessas vazias, e dilemas emocionais. Decifrar o que aconteceu a todas estas personagens, e como tudo se liga em torno da narrativa geral, é o núcleo desta experiência de 40 horas de jogo.

Esta história de ficção científica toca em praticamente todos os ramos de pseudo-ciência futurista, e se por um lado isso é fascinante, por outro, temos consciência que não será para todos. 13 Sentinels: Aegis Rim requer investimento, atenção, e empenho do jogador, já que não é um jogo de digestão fácil. Quem estiver disposto a isso, contudo, será recompensado com uma história empolgante que se divide entre episódios específicos para cada personagem.

O jogo é essencialmente uma mistura de narrativa 2D com batalhas estratégicas jogadas numa perspetiva isométrica. Através dos vários capítulos da aventura irá assumir controlo de um dos 13 protagonista, enquanto explora diferentes áreas à procura de pistas. Se encontrar algo interessante que motive novos diálogos, pode explorar esse tema no momento, mas também noutros momentos, para ganhar uma perspetiva mais assertiva. Pode parecer um pouco confuso, mas funciona bem em termos de jogabilidade, e isso deve-se a uma entrada suave e acessível no mundo do jogo.

Em 13 Sentinels: Aegis Rim, o tempo e o espaço perdem rapidamente a sua relevância, pelo menos até que o tema central seja revelado, e o jogador perceba qual é realmente a situação. Até lá irá explorar passado e futuro, num formato bastante peculiar. Enquanto algumas personagens seguem um percurso relativamente linear, por ordem cronológica, outras apresentam-se em formatos peculiares, incluindo momentos em que o jogador deve repetir os mesmos eventos repetidamente até que descubra o que é necessário para avançar.

Esta aventura é enriquecida por uma componente estratégica, que se passa no presente, e que coloca as 13 personagens numa luta para impedir o apocalipse eminente. Dessas 13 personagens, seis podem participar ao mesmo tempo numa batalha, cada uma a bordo do seu Sentinela, robôs gigantes que oferecem alguma hipótese contra as hordas invasoras de extra-terrestres. Cada Sentinela e respetivo piloto têm as suas características individuais, que podem ser evoluídas durante a aventura, mas tenha atenção, porque os inimigos também evoluem.

13 Sentinels: Aegis Rim13 Sentinels: Aegis Rim13 Sentinels: Aegis Rim

Infelizmente estas batalhas por turnos estão longe de serem tão épicas quanto podem parecer no papel, devido a uma capacidade gráfica muito básica. Isso, combinado com a perspetiva fixa da câmara, um grande número de inimigos, e uma representação nem sempre eficaz do raio de impacto das habilidades, provocam alguma confusão e frustração, embora seja possível ultrapassar esses problemas com tempo e habituação.

Embora não seja particularmente bonito, e tenha os seus problemas, a componente estratégia do jogo tem os seus encantos, e pode ser divertida. Até existe um modo extra de jogo, Destruction, que é só dedicado a esse lado de 13 Sentinels: Aegis Rim, e onde passámos algumas horas.

Mas o lado mais interessante do jogo é mesmo o narrativo. Gostámos imenso de acompanhar este elenco formado por adolescentes e jovens adultos, que apesar de toda a situação atípica em que se encontram, tiveram de lidar com problemas muito comuns e típicos até aí. Ao longo de vários diálogos vai passar a conhecer melhor estas personagens, e criar uma ligação com elas ao mesmo tempo que as formam entre si. No fim das contas, e apesar de toda a temática de ficção científica, trata-se de uma história de emoção, sentimentos, e esperança.

O facto dos diálogos e das cenas narrativas serem apresentadas através de um excelente estilo visual também ajuda, ajudando a intensificar a personalidade de cada membro do elenco, mas também dos cenários. Mesmo que tecnicamente não seja impressionante - e até apresenta problemas ao nível da fluidez de jogo -, 13 Sentinels: Aegis Rim compensa essa realidade com fantástica composição artística.

13 Sentinels: Aegis Rim é uma das história mais intrigantes e envolventes que experienciámos recentemente num videojogo, e ao mesmo tempo, é um jogo denso e inteligente que irá absorvê-lo durante várias horas, desde que esteja disposto a isso. Embora consiga ligar algumas peças da narrativa ao longo da aventura, é só mesmo no final que irá perceber o grande esquema geral, e a sua genialidade. Altamente recomendado para fãs de algo como Danganronpa, Zero Escape, e Steins;Gate.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade
13 Sentinels: Aegis Rim13 Sentinels: Aegis Rim13 Sentinels: Aegis Rim
13 Sentinels: Aegis Rim13 Sentinels: Aegis Rim13 Sentinels: Aegis Rim

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade
09 Gamereactor Portugal
9 / 10
+
Estilo visual apelativo. Bom sistema de combate. Explicação simples de tópicos complicados. Glossário ajuda a responder a várias questões do jogo.
-
Requer empenho e investimento do jogador. Algumas batalhas confusas. Problemas de fluidez, até na PS4 Pro.
overall score
Esta é a média do GR para este jogo. Qual é a tua nota? A média é obtida através de todas as pontuações diferentes (repetidas não contam) da rede Gamereactor

Textos relacionados



A carregar o conteúdo seguinte


Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.