Português
Gamereactor
antevisões
Vampire: The Masquerade - Bloodhunt

Vampire: The Masquerade - Bloodhunt - Primeiras Impressões

Um battle royale com vampiros e algumas ideias originais.

Battle royale não é bem um género que associaríamos a Vampire: The Masquerade, mas é precisamente isso que Bloodhunt tem para oferecer. Aqui irá assumir o papel de um vampiro, preso numa versão de Praga que está fechada para todos os habitantes, e o objetivo passa por superiorizar-se aos outros jogadores para sair vitorioso. O conceito é semelhante a tantos outros battle royale, e até inclui reduções da área de jogo e a procura de loot e armas, mas Bloodunt tem também uma série de ideias que o distinguem.

Por exemplo, no mapa pode encontrar vários cidadãos controlados pela inteligência artificial, que podem servir de alimento aos vampiros, mas tem de ter cuidado com a sua abordagem. Estes cidadãos inocentes normalmente só oferecem saúde, mas alguns têm tipos sanguíneos raros, que garantem algumas vantagens ao jogador - como regeneração automática de saúde, ou uma redução no tempo de espera das habilidades.

A questão é que, enquanto vampiro tem de manter a "Masquerade", o que significa que se for visto a alimentar-se ou a matar um cidadão, ficará marcado para todos os outros vampiros inimigos. Até pequenas infrações, como usar habilidades perto de um cidadão, irão assinalar a sua presença no mini-mapa. "É tudo uma questão de risco e recompensa", segundo o produtor Craig Hubbard. Embora seja um battle royale, o estúdio considerou essencial manter o jogo fiel ao universo e às regras de Vampire: The Masquerade.

Enquanto vampiro será também incrivelmente ágil, ao ponto de conseguir subir rapidamente pelos edifícios e mover-se extremamente rápido. O estúdio acredita que esta particularidade da jogabilidade irá alternar consideravelmente o ritmo do jogo em comparação com outros battle royale, obrigando o jogador a pensar de forma diferente em termos de exploração, mas também de possíveis direções de outros jogadores.

Vampire: The Masquerade - Bloodhunt

Embora todos os vampiros partilhem certas habilidades, em Bloodhunt também irá encontrar classes específicas, ou neste caso, "famílias". A versão que jogámos incluía três famílias de vampiros, cada uma com duas variantes. Por exemplo, o Brute e o Vandal são classes brutas e poderosas, ideias para uma estilo de jogo mais direto, enquanto que a Muse e a Siren permitem uma abordagem mais subtil, graças a agilidade superior e várias habilidades de suporte. Para sermos mais específicos, a Muse consegue teletransportar-se para localizações e tem uma habilidade para se curar a si e aos companheiros. Outra classe é o Saboteur, que pode tornar-se invisível - ideal para fugir ou para apanhar adversários de surpresa.

Vampire: The Masquerade - Bloodhunt terá um formato free-to-play, mas o estúdio garante que os jogadores só terão de gastar dinheiro para obterem itens cosméticos - seja através de compra direta, ou com os battle passes das temporadas. Um pormenor que merece ser destacado é que Bloodhunt não terá personagens pré-definidas, mas antes um criador de personagens. O estúdio acredita que é importante permitir que os jogadores expressem a sua criatividade, primeiro através desse criador de personagens, e depois com os itens cosméticos que irão desbloquear.

Pela nossa experiência com o jogo, Bloodhunt pareceu-nos mais agitado e frenético do que inicialmente imaginámos. As partidas geralmente duram cerca de 15 minutos e, mesmo que tenham um início lento, muitas vezes acabará por lutar pela sua vida, conforme a zona de segurança diminui. A jogabilidade central em si também parece responsiva e envolvente, e mesmo com os sistemas de movimento bastante selvagens, o combate manteve a essência de se sentir competitivo e agradável.

A nossa principal preocupação está sobretudo com a concorrência O género battle royale tem já nomes muito bem instalados, e o 'cemitério de videojogos' tem uma série de jogos que falharam no seu confronto com gigantes como Fortnite, PUBG, Warzone, e Apex Legends. Terá Bloodhunt capacidade de encontrar o seu público perante tão poderosos oponentes? Não sabemos, mas a jogabilidade é divertida, e o conceito pareceu-nos interessante. O resto, só o tempo o dirá.

Vampire: The Masquerade - BloodhuntVampire: The Masquerade - Bloodhunt
Vampire: The Masquerade - BloodhuntVampire: The Masquerade - BloodhuntVampire: The Masquerade - Bloodhunt
Vampire: The Masquerade - BloodhuntVampire: The Masquerade - Bloodhunt
Vampire: The Masquerade - BloodhuntVampire: The Masquerade - BloodhuntVampire: The Masquerade - Bloodhunt

Textos relacionados



A carregar o conteúdo seguinte


Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.