Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.

Português
Início
análises
Two Point Hospital

Two Point Hospital - PS4, Xbox One

Já sabemos que no PC está bem de saúde, mas e nas consolas? Será que não precisa de quarentena?

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

Como grandes fãs do clássico Theme Hospital, tínhamos expetativas elevadas para este sucessor espiritual, que chegou primeiro ao PC, e agora às consolas. Felizmente podemos partilhar consigo que essas expetativas não saíram defraudadas.

A premissa de Two Point Hospital prevê a construção e a gestão de um hospital com um grande grau de profundidade, mas tudo apresentado de forma divertida e acessível. O jogo apresenta-se através de uma perspetiva isométrica que pode ser manipulada em vários ângulos pelo jogador, perfeito para que possa lidar com pacientes inseguros, funcionários descontentes, e doenças bizarras, enquanto procura manter tudo isso dentro do orçamento disponível.

O processo de construção do primeiro hospital funciona como tutorial bastante suave e acessível, até que consiga a classificação de uma estrela. Depois disso pode abrir novos hospitais, e cada um pode receber até três estrelas, o que por sua vez desbloqueia novos itens, objetivos, e acessórios.

O início de cada hospital passa quase sempre pelo mesmo processo: construir a receção, o gabinete do clínico geral, uma clínica de diagnósticos, e a farmácia. Depois disso deve contratar funcionários para cada função e preparar-se para receber clientes. Com o avançar do tempo irá ganhar a capacidade para investir em novas áreas e tecnologias, até porque vão aparecer pacientes com condições bizarras, como um vírus que transforma a vítima em píxeis de 8 bits.

É tudo muito divertido, mas se quiser um olhar mais aprofundado ao funcionamento geral do jogo, aconselhamos a nossa análise à versão PC.

Two Point Hospital

Aqui o nosso foco passa por analisar a adaptação às consolas, que vem mais apetrechada que a versão original de PC, já que inclui de raiz as expansões Bigfoot e Pebberley Island. Outros modos, como Sandbox e Superbug Initiative também estão a caminho e de forma gratuita, mas só serão acrescentados no final de março.

Mais importante porém é o facto dos controlos terem sido perfeitamente adaptados ao comando, tanto em termos de movimentação da câmara, de seleção, e de navegação pelos menus. Nunca sentimos falta de um rato e teclado, e isso diz imenso do trabalho de adaptação de Two Point Hospital às consolas.

O mesmo pode ser dito do grafismo e do som.

Two Point Hospital não é nenhum portento gráfico, mas está perfeitamente ajustado às capacidades das consolas, com texturas detalhadas, um aspeto bem definido, menus visíveis, e uma iluminação que dá vida ao estilo cartoonesco do jogo. Quanto ao som, está idêntico ao que já tínhamos encontrado no PC, ou seja, diálogos engraçados, com músicas suaves. Aliás, o jogo está cheio de referências à cultura pop, com muito humor e situações caricatas.

Já nos tínhamos deliciado com Two Point Hospital no PC, e o jogo voltou a conquistar-nos nas consolas, até porque as opções do género em PS4 e Xbox One são consideravelmente mais limitadas. Se o aspeto engraçado, o diálogo divertido, e o vício de gerir um hospital não a agarrarem durante horas a fio, então talvez o desejo de curar pacientes que pensam ser Shakespeare, ou que se transformaram em polígonos, o faça. Uma recomendação muito elevada para fãs do género, e para quem tem saudades do clássico Theme Hospital.

Two Point HospitalTwo Point Hospital
Two Point Hospital
09 Gamereactor Portugal
9 / 10
+
Estilo visual engraçado. Jogabilidade acessível. Excelente sentido de humor. Funciona bem nas consolas.
-
Faltam alguns modos em relação ao PC.
overall score
Esta é a média do GR para este jogo. Qual é a tua nota? A média é obtida através de todas as pontuações diferentes (repetidas não contam) da rede Gamereactor

Textos relacionados



A carregar o conteúdo seguinte