Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.

Português
Gamereactor Portugal
antevisões
Team Sonic Racing

Team Sonic Racing

Numa viagem recente a Londres metemos o pé no pedal no novo título de corridas da Sumo Digital.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

Quando se fala de jogos de corridas de karts, existe um nome que está indubitavelmente à frente de todos os demais, o suprassumo Mario Kart. A série da Nintendo nunca foi destronada ao longo de todos estes anos e nem tão cedo o será, mas existem outros que merecem uma menção honrosa e dois deles vão ser lançados este ano. Crash Team Racing Nitro-Fueled é um deles e chega no verão, mas já este mês temos Team Sonic Racing, desenvolvido pela Sumo Digital, um título que há alguns dias levámos para um 'test drive'.

O nome da produtora não vos será desconhecida, pois trabalharam tanto em Sonic & Sega All-Stars Racing e Sonic & All-Stars Racing Transformed. Desta vez decidiram encurtar o nome, mas a primeira palavra - Team - é indicativa do pilar onde assenta toda a filosofia de design deste título, pois aqui a vossa equipa tem mais relevância do que servir apenas para partilhar pontos.

Sim, a vossa pontuação de equipa é o somatório combinado dos pontos no final de uma corrida à mesma, mas há muito mais neste jogo de equipas do que é aparente à primeira vista. Isto manifesta-se de várias formas no jogo em si, como passarem pelo vosso colega de equipa quando este foi atordoado para lhes darem um empurrãozinho, de forma a que este volte à velocidade normal. Ou ao ficarem no rasto de um aliado para ganhar impulso, e até mesmo para atrapalhar aqueles rivais que estão à vossa frente na tabela de classificação.

Têm também os itens (chamados Wisps), e a transferência dos mesmos é crucial para terem sucesso. Ou seja, apanham certos Wisps a partir de caixas nas pistas, mas só obtêm os melhores itens se os transferirem entre membros da equipa. Ao pressionarem no círculo (jogámos na PlayStation 4) oferecem um Wisp a outro membro da vossa equipa (que é composta por três condutores), e quando este o apanha, transforma-se num item apropriado à posição que ocupa na corrida - tal como em Mario Kart, na medida em que quem tiver em primeiro lugar nunca apanha uma carapaça azul mas sim bananas. Ao carregarem no mesmo botão quando não têm nada, podem pedir por um item; o truque aqui é que mais itens têm se estes forem transferidos por um colega de equipa, e assim podem ter três foguetes em vez de um.

Team Sonic RacingTeam Sonic Racing
Team Sonic RacingTeam Sonic RacingTeam Sonic RacingTeam Sonic Racing

Todos os parceiros de equipa têm uma barra debaixo do carro que enche à medida que a corrida progride e, uma vez cheia, vão poder usar um Ultimate. Isto confere-vos uma explosão de velocidade e deixa-vos danificar os inimigos contra os quais conduzam; no entanto, o trabalho de equipa é uma vez mais fundamental, porque se ativarem todos os Ultimates ao mesmo tempo, estes prolongam a sua duração. Contudo, isto não é obrigatório, e se realmente precisam do primeiro lugar podem seguir caminho e ativá-lo por vós próprios, pelo que têm de pesar os prós e os contras.

Como é óbvio, nem tudo tem que ver com o trabalho de equipa, pois quanto melhor conduzirem, melhores resultados vão ter. O jogo não inventou nada de novo no que diz respeito a mecânicas de condução, pois encontram derrapagens, truques com o manípulo direito quando estão no ar de forma a ganharem impulso e vários atalhos. Mesmo assim, existem algumas vertentes que devem ter em conta.

A primeira é que existem três tipos de condutor, uns baseados em velocidade, outros em técnica e outros em poder. Cada uma das cinco equipas disponíveis tem um desses tipos, e cada qual tem as suas vantagens e desvantagens. Os que assentam em poder, por exemplo, podem ir contra objetos, os que priorizam velocidade são mais rápidos e os baseados em técnica podem andar por terrenos acidentados sem perder ímpeto. Para além disso, cada qual tem as suas próprias estatísticas como aceleração e comportamentos de derrapagens para serem tidos em conta (os que assentam em poder fazem curvas mais largas, por exemplo).

Na nossa primeira sessão do dia explorámos a campanha singleplayer, a qual teve início através de uma cutscene onde Sonic e companhia são convidados a entrar em corridas. Muitos dos níveis são corridas normais onde precisam de alcançar o primeiro lugar com a vossa equipa, mas existem modos particulares onde necessitam de coletar o maior número possível de anéis com um condutor, ou ir contra o maior número de alvos que conseguirem, para além de modos tradicionais como o Grand Prix.

Team Sonic RacingTeam Sonic RacingTeam Sonic RacingTeam Sonic Racing
Team Sonic RacingTeam Sonic Racing

Durante a tarde experimentámos o modo online mais aprofundadamente e, como será de esperar num jogo de corridas de karts, é aqui que maior parte da diversão tem lugar: jogar com amigos de forma a criar o caos e saborear uma vingança bem executada. Existe um foco cooperativo na medida em que falam com os vossos colegas de equipa enquanto tentam obter a vitória, e só através de uma boa comunicação - sobre quando utilizar os Ultimates e trocar itens - é que as vossas hipóteses de vencer sobem consideravelmente. Fica-se com a sensação que o trabalho de equipa foi realmente tido em conta ao invés de ser algo que foi encaixado à última hora.

Tivemos também a oportunidade de jogar a um Grand Prix (que fez subir a tensão à medida que as equipas iam acumulando pontos com o passar das corridas), bem como a corridas normais e a um outro modo onde vários mísseis eram lançados de forma a criar ainda mais confusão. Foi tudo bastante divertido e entusiasmante, e não há melhor prova que um jogo de corridas de karts está a desempenhar o seu trabalho do que ver uma sala cheia de jornalistas a gritarem, à medida que são ultrapassados e atingidos com itens.

Relativamente à seleção de pistas, aquilo que vimos de Frozen Junkyard a Hidden Volcano era variado e colorido, e cada qual tinha a sua própria música (que alterava unicamente quando o tema próprio da equipa soava depois de ativado o vosso Ultimate). Existem atalhos escondidos e uma enorme gama de espetaculares efeitos no ecrã, por isso trata-se certamente de um espetáculo visual, especialmente se tivermos em conta que foi jogado numa PS4 Pro. Tal como All-Stars Racing Transformed, todo o jogo é rico em detalhes que os fãs de Sonic vão apreciar, graças ao elenco proveniente de vários títulos da licença e aos pormenores dos cenários inspirados em jogos do passado.

Team Sonic Racing
Team Sonic RacingTeam Sonic RacingTeam Sonic Racing

Algo que a Sumo Digital fez questão de sublinhar tem que ver com a personalização dos veículos, pois embora as transformações de outrora tenham desaparecido, podem agora modificar o motor com componentes que alteram não só a sua performance, como também o seu aspeto. Isto funciona como em Mario Kart 8 Deluxe e ficámos impressionados com a vertente visual aprofundada, dado que existem vários esquemas cromáticos e podem até mudar o tipo de material de que cada peça é feita, por isso é possível que fiquem com um vistoso carro dourado se assim o entenderem.

Resumindo, ficámos impressionados com Team Sonic Racing e ficámos entusiasmadíssimos durante o tempo que passámos nas corridas multiplayer. A campanha a solo não será aqui a mais apelativa; as corridas com os vossos amigos vão ser muito divertidas, especialmente tendo em conta os alicerces sólidos já formados pelos dois últimos jogos de corridas de Sonic feitos pela Sumo Digital.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade