Português
Gamereactor
notícias

PlayStation assinou contrato de 10 anos com Call of Duty com a Microsoft

Parece que a Sony finalmente admite a derrota.

HQ

A Microsoft tem estado muito ocupada tentando convencer os reguladores de que a compra da Activision Blizzard King não levará a nada perto de um monopólio. Uma de suas táticas foi oferecer à Nintendo, Nvidia, EE, Valve, Sony e mais acordos de 10 anos para disponibilizar jogos de Call of Duty em suas plataformas. A Sony rejeitou este acordo, mas parece que a empresa japonesa percebeu que é hora de admitir a derrota depois que a Comissão Federal de Comércio dos EUA não conseguiu interromper a aquisição da Activision Blizzard King pela Microsoft e a Autoridade de Concorrência e Mercados do Reino Unido concordou em conversar depois de interromper a fusão.

Digo isso porque o chefe do Xbox, Phil Spencer, revela que a Sony assinou um acordo para manter Call of Duty no PlayStation após a aquisição da Activision Blizzard King pela Microsoft. Spencer não menciona um prazo, mas seis fontes com quem conversei afirmam que é um acordo de 10 anos como os outros. São dez anos a partir de 2024, já que o contrato da Sony com a Activision inclui o próximo Call of Duty: Modern Warfare III, então espere ver Call of Duty nos consoles PlayStation até pelo menos 2035.

PlayStation assinou contrato de 10 anos com Call of Duty com a Microsoft


A carregar o conteúdo seguinte