Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.

Português
Início
especiais

Os Melhores Jogos da E3 2015

Os editores da rede Gamereactor escolheram os seus jogos preferidos da feira.

A edição 2015 da E3 está recheada de muitos jogos promissores (só o tempo dirá se esse entusiasmo é justificado ou não), mas entre tanta oferta, pode ser difícil escolher uma lista compacta. Decidimos pedir a cada editor dos nove sites Gamereactor que partilhassem as suas escolhas e os motivos que os levaram a essa opção, mas é preciso esclarecer duas situações em abono da verdade.

Nem todas as escolhas em baixo são as primeiras opções dos editores, porque de outra forma iríamos repetir vários jogos. Aliás, Horizon: Zero Dawn, o novo exclusivo PS4 da Guerrilla Games, foi a primeira escolha da esmagadora maioria dos editores, de tal forma que pode ser considerado "o" nosso jogo da E3. Também convém esclarecer que Final Fantasy VII e Shenmue III não estão presentes porque, para já, nem são jogos concretos, apenas anúncios vagos. Esclarecidas estas situações, aqui ficam os melhores jogos da E3 2015 para os editores do Gamereactor!

Horizon: Zero Dawn - Jonas Mäki (Gamereactor Suécia):
Tanto ao nível do design, como numa perspetiva técnica, Horizon parece estupendo. A Guerrilla Games (Killzone) apetrechou-se com produtores da Bioware e da CD Projekt Red, de forma a retirar o máximo possível desta sua nova aposta, e a primeira impressão é que estão a conseguir seguir esse percurso. O mundo, embora aberto, parece bastante detalhado, e a jogabilidade tem tudo para funcionar bem. A isso juntem dinossauros mecânicos, uma mistura muito curiosa entre passado e futuro, e uma protagonista carismática. A Sony pode ter aqui algo de muito especial para a PlayStation 4.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

Uncharted 4: A Thief's End - Tor Erik Dahl (Gamereactor Noruega):
Depois de ter visto a nova demonstração de Uncharted 4 - mais vezes do que gostaria de admitir -, as minhas expetativas para o exclusivo PS4 estão mais elevadas que nunca. A série da Naughty Dog sempre conseguiu cativar os seus jogadores com entretenimento de grande qualidade, e a dupla formada por Nathan e Sully é uma das mais carismáticas dos videojogos. Esse foi o segredo para manter a demonstração da conferência tão divertida de princípio ao fim - a relação entre os dois heróis de Uncharted. A atenção da Naughty Dog ao detalhe, as magníficas sequências de ação, o grafismo de topo, e os diálogos divertidos, são tudo características vitais da série que pareceram estar em grande forma nesta demo. Pode ser a última aventura de Nathan Drake, mas esperamos um final à altura.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

The Last Guardian - Leevi Rantala (Gamereactor Finlândia):
O The Last Guardian está no radar de muitos jogadores desde o seu anúncio em 2009, e considerando que Ico e Shadow of the Colossus foram os projetos anteriores da equipa, não é para menos. Infelizmente terá passado por um processo de produção muito atribulado, que o terá inclusivamente obrigado a saltar uma geração, da PS3 para a PS4, mas o seu reaparecimento na conferência da Sony voltou a encher o coração dos fãs de esperança, e eu não sou exceção. Parece ser uma experiência muito peculiar, com o misto de puzzles e plataformas que conhecemos em Ico, e mal consigo esperar para meter as mãos no que promete ser um jogo muito especial.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

Doom - Fabrizia Malgieri (Gamereactor Itália):
Que glorioso regresso às origens de Doom! A Bethesda abriu a sua conferência com uma demonstração explosiva, num misto de jogabilidade nostálgica e grafismo de grande qualidade. Foi gratificante perceber que a id Software se manteve fiel às origens da série - um jogo de ação linear e feroz, com monstros enormes e armas ainda maiores. O combate, mais visceral que nunca, parece combinar na perfeição com um ambiente aterrador de fição científica. Gostei particularmente dos movimentos de curto alcance, tão brutais que pareciam uma fatalidade de Mortal Kombat. Doom está definitivamente de volta.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

South Park: The Fractured but Whole - Magnus Groth-Andersen (Gamereactor Dinamarca):
Matt Stone e Trey Parker, criadores da série de animação e produtores de The Sitck of Truth, afirmaram a seguir à produção do jogo que nunca mais fariam um jogo dessa escala, o que deixou vários fãs desgostosos, sobretudo considerando a qualidade do RPG. Uma sequela produzida pela Ubisoft nunca esteve realmente em causa, mas não seria a mesma coisa sem a participação dos seus criadores. Felizmente, ambos estão de volta com novas ideias. O tema de fantasia deu lugar a uma temática de super-heróis, e o trailer que exibiram deixou transparecer que o humor típico da série vai continuar a ser peça fulcral da experiência. Em suma, tem tudo para voltar a proporcionar grandes momentos de diversão.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

Halo 5: Guardians - Gillen McAllister (Gamereactor Reino Unido):

A apresentação da campanha de Halo 5: Guardians não me deslumbrou, provavelmente porque foi um momento demasiado cinemático e programado, mas gostei do regresso do modo cooperativo para quatro jogadores, e estou curioso para perceber como a mudança entre os dois esquadrões vai influenciar a história. Percebo perfeitamente que os fãs de Master Chief, sobretudo os "lobos solitários", não encontrem grande interesse nesta proposta, mas no meu caso, sempre partilhei a experiência de Halo com amigos, e é bom perceber que poderei voltar a fazer isso com Guardians. Para não falar do modo multijogador, que promete manter os jogadores entretidos durante meses a fio.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

Ghost Recon: Wildlands - Ingo Delinger (Gamereactor Alemanha):

Entre tantas surpresas da E3, o novo Ghost Recon passou um pouco despercebido - sobretudo porque ninguém estava à espera deste anúncio. Sei que nem todos partilham da minha opinião, mas não sou grande fã das mudanças de Future Soldier, em particular devido a toda a nova tecnologia de camuflagem. O que sempre me cativou na série foram as sessões cooperativas com amigos, enquanto nos escondíamos dos inimigos na relva, ou eliminávamos oponentes à distância numa montanha nevada. É esse espírito que o novo jogo parece recapturar, mesmo que agora se passe num massivo mundo aberto. Considerando a experiência que a Ubisoft tem nesse departamento, estou confiante com o que podem fazer com Ghost Recon: Wildlands.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

For Honor - Ricardo Esteves (Gamereactor Portugal):
Esperava muitas coisas da conferência da Ubisoft, mas nenhuma delas envolvia um jogo online de ação com Vikings, Samurais e Cavaleiros. No entanto, foi mesmo isso que a Ubisoft nos deu, com o anúncio inesperado de For Honor. A chave de toda a experiência parece ser o sistema de combate, muito mais visceral, pesado e tático do que é habitual num jogo de ação. O posicionamento das espadas, por exemplo, atribuído ao analógico direito (podem empunhar a espada para cima, baixo, esquerda e direita), evidencia a complexidade do sistema de combate. Juntem a isso uma saúde reduzida das personagens e têm os ingredientes necessários para uma experiência online muito competitiva, mas diferente do que é habitual.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

Recore - David Caballero (Gamereactor Spain):
Como grande fã de Metroid, adorei ver um jogo que está a ser produzido "pelos criadores de Metroid Prime" (mesmo que isso não seja exatamente verdade, já que faltam muitos elementos), como lembrou a Microsoft. A cereja no topo do bolo é o facto de que Keiji Inafume está à frente do projeto. Dito isto, tudo o que temos para nos guiar de momento são essas referências, a arte oficial e o trailer em CGI mostrado na conferência da Microsoft. O que vimos parece sugerir um jogo de ação e aventura, que mistura mistérios, ficção científica e a exploração de ambiente massivos, onde o parceiro em forma de energia será peça vital. Agora imaginem esse conceito nas mãos do homem que nos trouxe Mega Man, com membros que trabalharam no excelente Prime, suportado pelos valores de produção da Microsoft. É difícil não ficar entusiasmado com Recore.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

Menções honrosas de outros editores:
Star Wars Battlefront - Petter Hegevall (Gamereactor Suécia)
Just Cause 3 - Morten Bækkelund (Gamereactor Noruega)
Gears of War 4 - Arttu Rajala (Gamereactor Finlândia
Dishonored 2 - Mike Holmes (Gamerector Reino Unido)
Super Mario Maker - Martin Eiser (Gamereactor Alemanha)
Fallout 4 - Bengt Lemne (Gamereactor Reino Unido)

Os Melhores Jogos da E3 2015Os Melhores Jogos da E3 2015
Os Melhores Jogos da E3 2015Os Melhores Jogos da E3 2015


A carregar o conteúdo seguinte