Gamereactor Close White
Iniciar sessão






Esqueceu-se da password?
Não estou registado mas quero registar-me

Prefiro iniciar sessão com a conta de Facebook
Gamereactor Portugal
notícias
Far Cry 4

Far Cry 4 "desta vez é a história do jogador"

O Argumentista Principal explicou-nos como história e cenário são agora cúmplices na realização do jogador.

  • Texto: Mike Holmes
Facebook
TwitterReddit

Num evento recente em Paris, tivemos a oportunidade de conversar com Lucien Soulban, o Argumentista Principal de Far Cry 4, que falou da história e do cenário no jogo.

"O que acabamos por fazer [em relação a Far Cry 3] foi aproveitar ainda mais a liberdade. Deixámos de ter uma história que era guiada pela personagem, em que o jogador era quase o motorista para as ações que o protagonista precisava de fazer. Mudámos isso. Agora já não é a história de uma personagem, é a história do jogador.

"O que isto implica é que o ritmo ainda lá está, no sentido em que ainda existem missões, e que continuam a cumpri-las ao longo do caminho, mas desta vez demos mais relevância ao mundo aberto. Podem fazer as missões ou podem fazer o que o mundo vos pede, e tudo tem relevância em conjunto."

"Queríamos certificarmo-nos de que em momento nenhum estavam a sair da história para fazerem outras coisas. Desta vez, tudo está de certa forma interligado. Isso ajuda bastante em termos do ritmo da história, porque em nenhum ponto vão sentir que estão num sítio ou a fazer o que não deviam."

Nesse mesmo evento tivemos a oportunidade de conversar com o Diretor Criativo, Alex Hutchinson, numa entrevista que podem ver aqui. Antes disso, passámos algumas horas com uma versão jogável de Far Cry 4 e podem ver as nossas impressões aqui. Em baixo podem ver a entrevista completa a Lucien Soulban, em vídeo.

Far Cry 4