Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.

Português
Início
antevisões
Mount & Blade II: Bannerlord

Mount & Blade II: Bannerlord

Depois de uma década ausente, Calradia voltou a convocar-nos.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

Quando Mount & Blade apareceu em 2008, ofereceu o que mais próximo existia de uma simulação da vida medieval. O jogador reunia tropas das suas aldeias para combater em batalhas épicas, ajudando - ou oprimindo - os mais fracos enquanto subia na hierarquia do poder, até que eventualmente dominasse o seu próprio território. Embora fosse pouco refinado, Mount & Blade conseguiu ganhar imensos fãs devido ao seu conceito original na altura.

Depois disso apareceu Warband, que acrescentou algumas ideias ao jogo base, e que ajudou a moldar esta sequela. Mount & Blade II: Bannerlord está agora em acesso antecipado do Steam, o que nos permitiu ter um vislumbre fantástico do que aí vem.

Bannerlord vai levá-lo de volta a Calradia, um vasto mapa medieval fictício composto por vários reinos hostis. Este jogo passa-se cerca de 200 anos antes de Warband, e permite controlar uma de oito fações, cada uma com as suas particularidades em termos de características, unidades, e equipamento. O jogo oferece grande liberdade de abordagem ao jogador - quer ser um campeão de guerra ou um lutador de um torneio? Fácil. Deseja antes ser um mercador protegido por guarda-costas? Sem problema. Talvez tenha intenções de conseguir a coroa, ou até de casar com alguém nobre e ter filhos, e isso também é possível.

Os nossos primeiros momentos com Bannerlord foram familiares, passados num tutorial enquanto nos habituávamos aos controlos, que não são muito diferentes dos anteriores. Depois disso segue-se um ataque opcional ao quartel general de um grupo de bandidos, e de seguida é solto no mundo aberto de Calradia para fazer o que quiser.

Optámos por aceitar o desafio de invadir o quartel de bandidos, e de imediato encontrámos o nosso primeiro erro. A nossa abordagem nos jogos anteriores passava por avançarmos sozinhos, para reduzirmos o número de oponentes, antes de chamamos o resto da cavalaria, mas não foi isso que aconteceu desta vez. O facto da inteligência artificial inimiga ter melhorado, em conjunto com o nosso equipamento frágil, implicou a nossa derrota pessoal. O resto do nosso exército conseguiu vencer a batalha, mas a nossa personagem passou algum tempo fora de combate por causa da nossa abordagem descuidada.

Mount & Blade não é jogo para pegar o jogador pela mão: não existe um objetivo claro, nem indicações claras sobre o que fazer ou para onde ir, pelo menos nesta versão de acesso antecipado. Existe uma linha de missões principais para seguir, se quiser, mas são mais sugestões do que conteúdo obrigatório, embora ajudem a desbloquear certos elementos do jogo. Numa das primeiras missões, por exemplo, encontrámos-nos com um grupo de nobres que nos apontaram a uma relíquia preciosa. Isto levou-nos a explorar certas áreas, a interagir com outras personagens, a conhecer o sistema de negócios, e a recrutar tropas, entre outras ações.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

Infelizmente acabou por demorar imenso tempo para terminar essa missão, já que os alvos foram difíceis de encontrar. Em parte isso deve-se ao facto de ser necessário recorrer à enciclopédia do jogo, que nem sequer está nos menus - só pode ser acedida através da tecla N, algo que só descobrimos nas opções. Esperemos que esta dificuldade exagerada seja um resultado do jogo estar em acesso antecipado, e que possa ser resolvido mais tarde.

Um dos elementos que mais nos impressionou em Bannerlord foi o sistema de comércio. Ao viajar entre cidades vai ouvir rumores acerca do mercado, o que pode indicar onde certo item é mais abundante ou mais barato, ou onde é mais procurado. Se decidir participar neste 'jogo' de comércio pode fazer dinheiro a sério, sobretudo se investir na compra barata e na venda cara a médio e longo prazo. Comércio foi mesmo a habilidade que mais evoluímos ao longo do jogo, dado que foi a atividade em que participámos com maior frequência.

Dinheiro não é tudo o que faz o mundo de Bannerlord girar, já que também tem de considerar Prestígio e Influência. Prestígio é importante para gerir e aumentar o seu clã, e também para garantir vantagens importantes, e irá ganhá-lo conforme sai vencedor de batalhas, torneios, e até jogos de tabuleiro contra os nobres. Se o seu clã crescer de forma significativa, poderá criar o seu próprio reino, caso contrário será assimilado por outro reino já existente. Quanto à influência, ajuda a ganhar discussões, e a resolver disputas sem entrar em conflito.

O combate de Bannerlord é bastante bom, ainda que os tutoriais não sejam os melhores de momento - ajuda se já conhecer a série, como nós. Se não gostar do combate, pode simular batalhas, e é aqui que entra em cena o atributo Táticas. Quanto mais alto for o seu nível tático, maiores serão as probabilidades de sair vitorioso de uma batalha simulada. É uma alternativa bastante viável, considerando que o jogo tem muito para oferecer mesmo para lá do campo de batalha, incluindo política, que nem tivemos oportunidade de explorar a fundo.

Algo que não nos impressionou em Bannerlord foi o lado gráfico. Embora apresente melhorias óbvias em relação aos capítulos anteriores, vários pormenores estão abaixo dos padrões atuais, como as animações faciais, as texturas, e os efeitos visuais. Quanto à banda sonora, é misto entre músicas originais e várias versões remisturadas de faixas dos antecessores, embora com maior tendência para a reciclagem de temas antigos. Esperávamos algo mais arrojado em termos de banda sonora.

Embora conscientes de que se trata de um jogo ainda em acesso antecipado, que vai ser reforçado ao longo dos próximos meses, divertimos-nos com Bannerlord. De momento é difícil recomendar esta versão, já que tem ainda vários problemas, mas estão aqui as bases do pode vir a ser uma sequela de mérito.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade
Mount & Blade II: BannerlordMount & Blade II: Bannerlord
Mount & Blade II: BannerlordMount & Blade II: BannerlordMount & Blade II: Bannerlord
Mount & Blade II: BannerlordMount & Blade II: BannerlordMount & Blade II: Bannerlord
Mount & Blade II: BannerlordMount & Blade II: BannerlordMount & Blade II: BannerlordMount & Blade II: Bannerlord

Textos relacionados



A carregar o conteúdo seguinte