Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.

Português
Início
análises
Mechwarrior 5: Mercenaries

Mechwarrior 5: Mercenaries

Há algo de especial sobre controlar uma máquina gigante de guerra.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

Mechwarrior esteve quase 20 anos ausente, mas está finalmente de volta. Mechwarrior 5: Mercenaries foi lançado para PC, via Epic Games Store, e reintroduz os jogadores a uma das melhores sagas de mechs nos videojogos, agora reforçada com tecnologia moderna. Aqui terá de assumir o controlo de uma companhia de mercenários que comandam estas enormes máquinas de guerra, mas existe um motivo pessoal a guiar a história.

Uma outra agência foi responsável pela morte do pai do protagonista, que tudo fará para conseguir a sua vingança. O problema, porém, é que essa agência é muito mais poderosa, e no estado atual, a companhia do jogador não consegue fazer-lhe frente. É por isso necessário aceitar contratos, reunir peças, e construir um império mercenário capaz de fazer frente ao grande inimigo.

Depois de um curto tutorial que ensina as bases de como se controlar um mech no campo de batalha, irá participar num capítulo introdutório que apresenta melhor o contexto da história e os vários sistemas que governam Mechawarrior 5. A experiência de jogo, em resumo, passa por visitar o mapa, escolher um local, e cumprir algumas missões por lá, aproveitando também para visitar mercadores e contratar pilotos. É, contudo, uma companhia, e existe dinheiro para gerir, pelo que é fundamental encontrar um equilíbrio em tudo isto para garantir o crescimento da agência.

O mapa em si é massivo, de tal forma que chega a ser um pouco intimidante ao início. Existe muita informação para assimilar, e as primeiras horas podem ser confusas, ainda que o tutorial seja eficaz a nível de controlos.

Por exemplo, os mechs são impressionantes, mas serão danificados durante o combate, o que irá colocá-los fora de uso durante vários dias de jogo, além de ser um processo bastante dispendioso. Vai encontrar um sistema bastante completo de personalização dos mechs, em termos de peças e armas que pode levar, mas também a nível cosmético. Isto tudo, contudo, será inútil se os mechs tiverem estragados, pelo que não pode gastar todo o dinheiro em pilotos e melhoramentos.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

Os contratos envolvem normalmente objetivos simples, como defender uma área ou derrubar um alvo específico, e tudo está devidamente assinalado no campo de batalha. Estamos a falar de robôs gigantes equipados com mísseis e metralhadoras, pelo que o seu nível de destruição - mesmo colateral - é enorme. Prédios, árvores, fortes, veículos... tudo é devastado nas batalhas que envolvem estas máquinas de guerra imponentes.

Quanto aos controlos, podem ser um pouco confusos ao início, mas funcionam bem depois de um pequeno período de adaptação. O nível de controlo que terá em termos de movimento é impressionante, mas não se trata de uma experiência completamente arcade, pelo que terá de decorar uma série de comandos para controlar devidamente o seu mech. Quando o conseguir, vai sentir-se extremamente poderoso, porque esse é um dos pontos mais positivos de Mechwarrior 5. Os controlos, o grafismo, o som, e o sistema de destruição, agem todos em conjunto para proporcionar uma experiência bastante satisfatória. Vai realmente sentir que está a controlar uma máquina de guerra gigante capaz de grandes estragos, como se tivesse num filme de Michael Bay com caos e explosões por todo o lado.

Quando eventualmente regressar à sua nave, o ritmo diminui significativamente, já que aqui passa para o lado de gestão do jogo, onde é preciso conversar e gerir a tripulação, consertar os mechs, e até negociar com os pilotos, que apresentam eles próprios as suas despesas. Felizmente não se limitam a cobrar dinheiro, já que têm também as suas próprias características e qualidades, e até podem ser comandados por um segundo jogador em co-op.

Voltando à história em si, não nos impressionou. É um enredo descartável que será rapidamente esquecido depois de terminado o jogo, e as próprias vozes dos atores não ajudam a tornar a narrativa mais memorável. Quanto à História do mundo de jogo e da série, existe muito para explorar, se quiser, mas não será de fácil absorção por parte de novatos.

Mechwarrior 5 é um jogo de duas partes muito distintas, de contradições, em que de um lado estão as batalhas explosivas e espetaculares (ainda que algo trapalhonas), enquanto de o outro está uma componente de gestão cheia de textos, informações, e detalhes que acabam por abrandar imenso o ritmo do jogo. Alguns jogadores vão possivelmente apreciar essa experiência de dois lados, mas da parte que nos toca, preferíamos ter encontrado algo mais equilibrado e acessível, sobretudo no lado da gestão.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade
Mechwarrior 5: MercenariesMechwarrior 5: MercenariesMechwarrior 5: Mercenaries
Mechwarrior 5: MercenariesMechwarrior 5: MercenariesMechwarrior 5: Mercenaries
07 Gamereactor Portugal
7 / 10
+
Boa dose de conteúdo, com vários mapas e itens de personalização. Ambientes variados. Bom sistema de destruição.
-
Existe muito para ter em mente, e os menus não ajudam. A história e as personagens são descartáveis.
overall score
Esta é a média do GR para este jogo. Qual é a tua nota? A média é obtida através de todas as pontuações diferentes (repetidas não contam) da rede Gamereactor

Textos relacionados



A carregar o conteúdo seguinte