Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.

Português
Início
especiais
Pro Evolution Soccer 2017

Guia PES 2017: Como atacar eficazmente

Algumas dicas sobre como podem melhorar a vossa eficácia no novo PES.

O futebol é um jogo onde atacar é tão importante quanto defender, e equilibrar as duas componentes de igual forma é a chave para o sucesso das melhores equipas. Esta máxima do futebol é também verdade para Pro Evolution Soccer 2017, e é por isso que decidimos criar dois guias - um para ataque, outro para defesa - com alguns conselhos e dicas que vos podem ser úteis.

Antes de lerem o que temos para vos dizer em baixo, precisamos de reforçar a importância dos treinos que PES 2017 inclui. Não só vos irão ensinar a base que precisam para jogar, como podem melhorar as vossas habilidades naturais conforme praticam repetidamente. Sem essa base, as dicas em baixo de pouco servirão.

Este guia é sobretudo focado na parte ofensiva do jogo, mas isso não se limita a chutar à baliza - existe todo um processo que têm de seguir para conseguirem marcar golo. Primeiro que tudo, têm de decidir que tipo de jogo vão praticar, como querem que a vossa equipa ataque, e para isso têm de definir bem a formação e as táticas. Só assim estarão em total uníssono com os companheiros controlados pela inteligência artificial.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

Táticas: Antes de começarem uma partida, têm de perder algum tempo no menu de táticas para maximizarem o potencial da vossa equipa. Antes de tudo existe a composição da equipa. Se escolherem um grande clube como o Barcelona, será mais ou menos possível moldar a equipa ao vosso estilo, considerando o número de opções que têm ao seu dispor. Caso contrário, se optarem por uma equipa menor, é importante escolher um clube com um plantel que encaixe no estilo que querem praticar. Experimentem alguns clubes antes de tomarem a decisão, e vejam como funcionam táticas diferentes. Preferem jogar em ataque suportado com posse de bola, ou com rasgos rápidos em desmarcação? Vejam o que melhor se adapta ao vosso estilo.

Na hora de escolher a formação, é importante considerar as forças dos jogadores e da equipa. Se quiserem usar extremos rápidos, uma formação em 4-3-3 será uma escolha clássica, ao estilo do que usa o Real Madrid com Ronaldo e Bale nas alas. Se preferem povoar o meio-campo para garantir solidez defensiva, e partir rapidamente para o contra-ataque com ligações rápidas nas frente, uma escolha de 4-4-2 como a que usa o Leicester, é uma opção válida - sobretudo com dois avançados como Jamie Vardy e Slimani.

Não devem esquecer que a formação e o plano de jogo pode ser alterado a qualquer momento da partida, e que devem saber reagir ao contexto do próprio jogo - seja para reforçar o ataque, aguentar um resultado, ou simplesmente para mudar a tática se a atual não estiver a funcionar. O trabalho de treinador não termina quando entram em campo, pelo contrário, os melhores treinadores são os que sabem ler o jogo e reagir em conformidade.

Não existem muitas dicas que possamos dar em termos de formação e táticas, porque depende muito de fatores externos - tipo de jogadores que têm, o contexto de jogo, e o vosso estilo pessoal. O melhor conselho que vos podemos dar é que não forcem um estilo de jogo que vá muito fora das qualidades dos jogadores. Se têm avançados baixos, uma táticas de extremos para centrar para a área não será muito vantajosa, enquanto que sair em contra-ataque com um avançado lento não deve cobrir grandes resultados.

Desmarcações:

Como já referimos, o ataque não se resume a chutar à baliza, é preciso criar uma situação onde o remate possa surgir de forma vantajosa. Este é um elemento onde as táticas são cruciais, por indicam aos jogadores controlados pela inteligência artificial como se devem movimentar do meio-campo para a frente.

Se optarem pela tática de tudo ao ataque, vão ver mais opções no meio-campo adversário, o que naturalmente aumenta o número de hipóteses de encontrarem um jogador em posição para fazer golo. Esta é uma tática muito ofensiva, mas é uma tática de risco, já que deixa a defesa exposta a contra-ataques perigosos. Se não estiverem com grande urgência para marcar golo (como a perder perto do fim), não aconselhamos a utilização desta tática.

Um processo muito utilizado para conseguir desmarcações é a "tabelinha", onde um jogador passa a bola e depois corre automaticamente para um espaço vazio. Para fazerem isto devem pressionar em L1/LB e passar a bola. O jogador que passou irá iniciar a corrida, enquanto vocês assumem o controlo do jogador que recebeu a bola. Normalmente irão devolver a bola ao jogador que correu, mas essa nem sempre é a melhor opção. Se virem que o jogador está muito marcado pelo adversário, ou que entrou em fora-de-jogo, segurem a bola e procurem outra opção.

Para indicarem ao computador que inicie uma corrida, não precisam de uma tabelinha. Se pressionarem no L1/LB e apontarem com o analógico direito a um jogador, esse jogador irá correr em desmarcação. Esta opção é um pouco mais avançada, e deve ser usada quando têm a bola num jogador de meio-campo e não querem que ele saia da sua posição, indicando a outro colega que corra - como o extremo ou o lateral.

Existem mais variantes das corridas dos colegas, como pressionar L1/LB e o analógico direito depois de uma tabelinha para controlarem o jogador em corrida, ou pressionar o R2/RT antes de um passe para iniciarem uma corrida depois de passarem a bola, mas estas opções devem ser treinadas para serem executadas devidamente.

Um dos erros mais comuns em desmarcações são os fora-de-jogo, sobretudo contra defesas mais subidas. É uma questão de risco e recompensa - quanto mais tempo tardarem em passar a bola, mas hipóteses têm que o colega ganhe vantagem ao defesa, mas se demorarem muito tempo, pode já estar em posição ilegal, anulando toda a jogada. Num pensamento mais avançado, podem tentar usar as desmarcações como isco, para atraírem os defesas e abrirem espaço - e ainda podem usar as desmarcações nas bolas paradas.

O posicionamento dos jogadores controlados pela IA é algo que nem sempre podem controlar, mas existem formas de manter a coerência de jogo, e as táticas são novamente fundamentais para isto. Se querem manter um fio de jogo razoável, precisam de ter uma boa ideia da posição dos colegas, e para isso precisam de definir o tipo de movimento que devem ter. Um extremo esquerdo, por exemplo, terá mais tendência para se desmarcar e ficar à esquerda do que um médio esquerdo, que irá procura mais bola no interior. Definiam onde e como se deve movimentar cada jogador, e será muito mais fácil circular a bola sem precisarem de olhar para o radar.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

Cantos:

Os cantos de PES 2017 (como os anteriores) podem exigir algum tempo de habituação, mas o mais importante é estarem concentrados no indicador que surge no ecrã. Podem desligá-lo, se preferirem, mas é útil para indicar a trajetória da bola, e o tipo de curva que lhe vão aplicar. Depois de algum tempo a praticarem com a direção e o poder dos passes, vão começar a colocar a bola exatamente onde querem.

Existem algumas opções que podem executar quando vão marcar um canto. Podem mudar o marcador, por exemplo, mas isso será importante para o tipo de curva que vão dar à bola. Um jogador dextro a marcar um canto esquerdo irá curvar a bola na direção da baliza, enquanto que um jogador esquerdino a marcar um canto na esquerda irá curvar a bola a fugir da baliza. Se um efeito não estiver a funcionar bem, experimentem mudar o marcador do canto. Outra opção envolve marcar um canto curto e passar a bola a um colega próximo. Existem muitas possibilidades, e os cantos podem ser um momento decisivo, por isso não os ignorem e treinem até os aperfeiçoarem.

Cruzamentos

Os conselhos que vos podemos dar aqui são semelhantes aos que já demos nos cantos, no sentido em que existem vários tipos de cruzamentos que se adequam melhor ou pior aos diferentes contextos da jogada. Se tiverem um jogador alto plantado na área, um centro largo com o círculo/B a segura o R2/RT será a melhor opção, mas em alternativa podem tentar aproveitar o espaço entre o guarda-redes e o defesa, com um cruzamento ao primeiro poste - L1/LB + círculo/B.

Outra opção a considerar é o cruzamento curto, que podem executar pressionando duas vezes no botão de passe longo. Este cruzamento é mais veloz e vai rente ao chão, ideal para um jogador que entre na área em corrida e que não tenha defesas pela frente. Este e outros cruzamentos exigem grande concentração no posicionamento do jogador que está a cruzar a bola. Lembrem-se que um avançado nunca está fora-de-jogo se estiver através da linha da bola, independentemente da sua posição em relação aos defesas.

Está concluído o nosso guia sobre o ataque de PES 2017. Esperamos que vos tenha ajudado em alguma coisa, mas mais importante é continuarem e praticar e a experimentar comandos novos. Em breve iremos publicar um guia também sobre a defesa.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade
Pro Evolution Soccer 2017Pro Evolution Soccer 2017Pro Evolution Soccer 2017
Pro Evolution Soccer 2017Pro Evolution Soccer 2017Pro Evolution Soccer 2017
Pro Evolution Soccer 2017Pro Evolution Soccer 2017