Português
Gamereactor
análises
For Honor

For Honor

Um bruto jogo online que requer paciência, habilidade, e persistência.

Ao começarem a vossa jornada com For Honor, vão 'jurar' fidelidade a uma das três fações em confronto no jogo - Vikings, Samurais, Cavaleiros. Cada uma das três fações inclui quatro heróis desbloqueáveis, perfazendo um total de 12 personagens individuais que podem usar no campo de batalha. Cada personagem apresenta um design sólido, com um estilo de combate distinto. Uns são velozes, outros são fortes. Uns usam grandes machados, outros preferem espada e escudo, e assim por diante.

O que distingue For Honor é o sistema de combate, que requer concentração e bom tempo de reação, enquanto tentam defender as investidas inimigas e explorar falhas na sua defesa. Os controlos funcionam bastante bem, permitindo grande fluidez no campo de batalha. Ao pressionarem no L1 ou no LB, e numa direção do analógico direito, vão estar a defender uma das três posições - esquerda, direita, e topo. Os ataques são depois executados nessas mesmas direções, com golpes rápidos ou fortes. Também podem executar alguns contra-ataques, atordoar o adversário, e tentar empurrá-lo - se o fizerem junto a uma encosta, é morte certa. Perceber como funciona o combate é relativamente simples, mas dominá-lo é bem mais complicado, independentemente do estilo de combate escolhido.

Se derrubarem o inimigo com um ataque forte terão também a oportunidade de os executar com um movimento bastante violento. Isto não é apenas satisfatório visualmente, é também tático. Quando um inimigo é abatido, pode ser reanimado por um colega durante alguns segundos, mas se for executado, bem... não há muitas hipóteses de reanimar alguém decapitado. Se executarem alguém também vão aumentar o tempo de reentrada no multijogador, e receber bónus de saúde na campanha. Existem alguns itens especiais que podem equipar antes das batalhas, e que podem ser usados no campo de batalha. Estes itens permitem, por exemplo, curar os colegas, e aumentar temporariamente a energia da personagem, por exemplo. Outros itens têm efeitos passivos, aumentando ligeiramente a defesa ou o ataque.

For Honor é sobretudo um jogo online, mas também existe conteúdo a solo. Quando o jogo arranca podem passar por um extenso tutorial que informa sobre as principais funções do jogo. Depois disto vão enfrentar um único inimigo em duelo individual, e só depois vão desbloquear a campanha e o multijogador. Muitos vão saltar de imediato para o modo online, mas talvez seja aconselhável começar pela campanha para melhorar as capacidades do próprio jogador. Nota ainda para a possibilidade de enfrentar inimigos controlados pela inteligência artificial nos modos multijogador, o que pode ser uma boa forma de conhecer mapas e tipos de jogo antes de enfrentar adversários humanos.

O modo online está dividido em cinco modos de jogo com dois claros destaques - Domination e Duels. Os duelos, de um contra um, são os derradeiros testes de habilidade, enquanto tentam derrubar o oponente à melhor de três rondas. Domination é o modo principal de For Honor e tem grande foco na cooperação entre jogadores. Duas equipas de quatro tentam ganhar controlo de três áreas no mapa, e cada área controlada contribui com pontos para essa equipa. Aos mil pontos a equipa adversária começa a "partir", e o foco do jogo transforma-se numa espécie de perseguição de gato e rato, enquanto a equipa com os 1000 pontos tenta derrubar todos os adversários. O facto de serem oito jogadores e três pontos de controlo separados, significa que os pontos de controlo podem variar imenso de lado, o que cria uma grande sensação de urgência.

For Honor também inclui uma guerra que está a acontecer fora dos campos de batalha, uma guerra para o qual contribuem as ações de todos os jogadores. Tudo o que fazem vai ser contabilizado para a fação que escolheram no início do jogo (atenção, esta escolha não limita a fação com que podem jogar), e sempre que ganham uma partida online, vão receber opções de guerra que podem colocar no mapa-mundo, seja para ajudar a fação a defender um território, ou para tentar conquistar outro. Sempre que uma temporada destas guerras termina, os jogadores vencedores dessa fação serão recompensados com itens exclusivos. Estes territórios também têm efeitos visuais nos mapas, exibindo as bandeiras e as cores da facção correspondente. A interface é funcional, e apresenta bem o domínio das três facções.

Além do estado das facções, também existe a evolução individual dos jogadores. Na verdade são as personagens que evoluem, e não o jogador, e como tal vão receber armas e equipamento que melhoram a sua eficácia e alteram o seu visual. Ao recolherem aço, que é usado como moeda, podem comprar pacotes com itens, e estes pacotes também podem ser adquiridos com dinheiro real. Se preferíamos uma experiência pura sem micro-transações? Sim, mas não são intrusivas.

A campanha em si divide-se ao longo de 12 anos, e permite ver os eventos através das três facções. Cada um dos três atos permite jogar com as classes de cada facções, e ao todo devem percorrer a campanha através de seis horas. Embora não seja equiparável a jogos dedicados sobretudo aos modos narrativos, a campanha de For Honor não é má, e o desempenho dos atores é bastante razoável. As missões em si são relativamente simples, embora possam encontrar colecionáveis nos mapas, mas em essência vão estar sobretudo a combater. Antes de começarem a campanha podem escolher um grau de dificuldade, que ira afetar a quantidade de pontos de experiência que ganham. Nota ainda para o facto de For Honor exigir uma ligação online constante, mesmo quando estão a jogar a campanha.

Através de um sistema de jogo extremamente sólido, e um design intenso, For Honor consegue proporcionar uma experiência online memorável, com profundidade suficiente para os jogadores explorarem. A campanha é apenas razoável, mas For Honor é no geral um jogo de boa qualidade, polido e equilibrado, que casa a experiência online com um sistema de combate inovador.

For HonorFor HonorFor Honor
For HonorFor Honor
08 Gamereactor Portugal
8 / 10
+
Novo conceito ambicioso.Combate profundo. Duelos intensos.
-
Falta substância à campanha. É quase impossível derrotar vários inimigos em simultâneo.
overall score
Esta é a média do GR para este jogo. Qual é a tua nota? A média é obtida através de todas as pontuações diferentes (repetidas não contam) da rede Gamereactor

Textos relacionados

For HonorScore

For Honor

ANÁLISE. Escrito por Kieran Harris

Um bruto jogo online que requer paciência, habilidade, e persistência.



A carregar o conteúdo seguinte


Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.