Português
Gamereactor
notícias

Ex-chefe da Blizzard defende Phil Spencer

Mike Ybarra: "Não vou ficar calado quando as pessoas atacam pessoalmente amigos meus. Eu não me importo com quem vem em mim."

HQ

Naturalmente, muitas pessoas ficaram justamente desapontadas e irritadas quando foi anunciado ontem que a Microsoft estava fechando quatro estúdios da Bethesda (com Arkane Austin e Tango Gameworks sendo os maiores contratempos). Muitos direcionaram sua raiva para o chefe de jogos da Microsoft, Phil Spencer, que é o responsável final pela decisão.

Mas o ex-veterano do Xbox e executivo da Blizzard, Mike Ybarra, acha que este último é injusto. Ele diz que Phil Spencer provavelmente está se sentindo muito mal com a decisão e via X ele escreve:

"Vejo muitas fotos em Phil sobre os anúncios do Xbox de hoje. Eu entendo. Mas conhecendo-o como humano, sei que isso o machuca tanto quanto qualquer outra pessoa. Não posso falar por toda a liderança lá, mas eu o conheço e sei o que ele provavelmente está passando.

Não estou tentando defender as decisões. Acho que todos nós nos metemos em situações difíceis e inesperadas (certamente eu tenho). Faz parte do trabalho, assim como a responsabilidade pelos resultados. Mas ele é um bom ser humano e se preocupa profundamente com o processo criativo e os desenvolvedores. Essa é a minha experiência em primeira mão em trabalhar de perto com ele por 8+ anos e conhecê-lo por 24+."

Como algumas pessoas apontaram, porém, Spencer dificilmente é o único a sentir pena em um momento como este. Ybarra também comentou sobre isso e escreveu que seu "ponto é que ele não é o robô que alguns fazem com que ele seja, e alguns estão levando isso pessoalmente para ele como um humano".

Ybarra continuou explicando que nós fora da Microsoft não sabemos o que está acontecendo porque "há muitos detalhes não compartilhados em situações difíceis como esta", após o que ele concluiu:

"Ele é responsável por onde o Xbox está, sim, mas não vou ficar calado quando as pessoas atacarem pessoalmente amigos meus. Eu não me importo com quem vem em mim."

Ex-chefe da Blizzard defende Phil Spencer
Mike Ybarra deixou a Microsoft há alguns anos e foi para a Blizzard. Quando a Microsoft comprou a Activision Blizzard, ele mais uma vez deixou a empresa, o que levou muitos a pensar que ele não gosta da Microsoft - mas ele obviamente se preocupa muito com Phil Spencer.


A carregar o conteúdo seguinte