Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.

Português
Início
notícias
Subnautica

Estúdio de Subnautica exige 300 mil dólares ao G2A

A Unknown Worlds Entertainment pretende que o site de vendas de chaves de jogos cumpra o prometido.

Há muito tempo que editoras e produtoras se queixam de sites como G2A, sites que vendem chaves digitais de videojogos que compraram a terceiros. Estes sites são capazes de praticar preços muito apetecíveis, normalmente bastante abaixo das plataformas oficiais como Steam, Uplay, e Origin, e muitos acreditam que isso só é possível porque essas chaves foram obtidas de forma ilegal pela terceira parte da equação (os tais vendedores individuais que vendem dezenas ou centenas de chaves a sites como o G2A).

Ora, a questão é algumas dessas chaves foram mesmo compradas de forma ilegal, utilizando cartões de crédito roubados. Isto obriga os estúdios a terem de 'devolver' o dinheiro, dinheiro esse que nunca receberam porque as chaves foram compradas via G2A, e não através das plataformas oficiais. Ou seja, não só não fizeram dinheiro com as vendas dos seus jogos, como ainda têm de reembolsar vítimas de um crime que não cometeram.

As queixas, sobretudo de pequenas produtoras, subiram de tom há alguns meses, o que motivou uma reposta do G2A nas últimas semanas o G2A. Os estúdios que provem que tiveram de reembolsar alguém porque os seus cartões foram usados ilegalmente para comprar jogos, jogos esses vendidos no G2A, serão reembolsados em 10 vezes o valor que tiveram de pagar.

Desde então, 19 estúdios terão pedido reembolso ao G2A, mas a Unknown Worlds Entertainment destacou-se dos demais com o seu caso. O estúdio de Subnautica afirma ter perdido 30 mil dólares a reembolsar vítimas de cartões roubados, cartões esses usados para a comprar de chaves de um dos seus jogos anteriores, Natural Selection 2.

De acordo com a promessa do G2A, a Uknown Worlds Entertainment deveria assim ser reembolsado em 300 mil dólares, ainda que o processo tenha de passar por uma auditoria neutra. Charlie Clevelands, da Unknown Worlds Entertainment, também não brando com a G2A, afirmando que o site beneficia há imenso tempo do "mercado cinzento" e de fraude com cartões de crédito.

Charlie Clevelands também se queixou da forma como o G2A está a partilhar os nomes dos estúdios que querem reembolsos, algo que o produtor acredita ser uma forma de virar jogadores menos informados contra os estúdios.

Subnautica