Português
Gamereactor
notícias
League of Legends

Estúdio de League of Legends aceitou pagar 10 milhões de dólares por descriminação sexual

Dinheiro será dividido por mais de mil mulheres que trabalharam na empresa.

A Riot Games, estúdio de League of Legends, foi alvo de um processo legal por parte de uma série de ex-funcionárias femininas no início do ano, e na altura, até vários empregados da Riot Games - masculinos e femininos - saíram para as portas dos escritório em protesto contra a própria entidade patronal.

Agora, segundo é reportado pelo LA Times, Riot Games e as ex-funcionárias queixosas chegaram a um acordo, que visa o pagamento de 10 milhões de dólares por parte do estúdio. Esse dinheiro será repartido por mais de mil mulheres queixosas, e por todos os que se identifiquem com o sexo feminino.

Um representante da Riot Games afirmou que era importante chegar a um acordo, de forma a deixar claro que o objetivo passa por tornar a empresa mais inclusiva e mais próxima dos valores que defendem. Além do pagamento, a Riot Games comprometeu-se a implementar uma série de mudanças, incluindo igualdade de oportunidades e salários entre homens e mulheres.

League of Legends

Textos relacionados



A carregar o conteúdo seguinte


Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.