Gamereactor Close White
Iniciar sessão






Esqueceu-se da password?
Não estou registado mas quero registar-me

Prefiro iniciar sessão com a conta de Facebook
Gamereactor Portugal
especiais

GOTY 2018: Melhor Jogo Indie

Não têm o maior orçamento, mas têm o maior coração.

Facebook
TwitterReddit

Como existem diferenças gritantes a nível de orçamento, estratégia, e até preço de vendas, preferimos separar os melhores jogos Indie dos melhores jogos "AAA". Desta forma podemos prestar atenção a todos, e dar espaço a alguns jogos que poderiam passar despercebidos, como é o caso dos cinco jogos em baixo. Cinco jogos que oferecem experiências originais, emotivas, e entusiasmantes.

5. Gris
Estúdio: Nomada Studio
Editora: Devolver Digital
Plataformas: PC, Switch
"Se gostam de jogos com um forte sentido artístico, histórias emocionais, e boas sequências de plataformas em 2D, então, GRIS é absolutamente obrigatório. É curto, mas vai certamente causar mais impacto que muitos jogos de 40 ou mais horas que estão no mercado. Um casamento impressionante de arte, música, jogabilidade, e design, e um triunfo para este promissor estúdio de Barcelona."
Ler análise completa

4. Dead Cells
Estúdio: Motion Twin
Editora: Motion Twin
Plataformas: PC, PS4, Xbox One, Switch
"Dead Cells é um jogo fantástico, que apresenta um mundo interessante, bom design, e um sistema de combate afinado. Todas as mecânicas funcionam bem em conjunto, e o pacote completo (salvo a versão Switch que apresenta problemas de fluídez) revela um fantástico trabalho de polimento e equilíbrio. É um jogo com um ciclo viciante, que recomendados vivamente a todos os que procuram um desafio difícil, mas justo."
Ler análise completa

3. Celeste
Estúdio: Matt Makes Games Inc.
Editora: Matt Makes Games Inc.
Plataformas: PC, PS4, Xbox One, Switch
"Celeste não é um jogo longo, apesar de ser difícil, mas tem bons incentivos para repetição. É também um jogo que se orgulha da sua dificuldade, e faz questão de lembrar ao jogador quantas vezes falhou, não para o humilhar, mas como uma palminha nas costas. Uma espécie de "vês? vês como aprendeste e conseguiste?". Vão ultrapassar algumas secções num piscar de olho, e demorar imenso noutras. Vão oscilar entre convicção e despespero, mas não se vão arrepender da viagem quando chegarem ao topo."
Ler análise completa

2. RimWorld
Estúdio: Ludeon Studios
Editora: Ludeon Studios
Plataformas: PC
"É um jogo que dá verdadeiro sentido à frase: "não é o destino que importa, é a viagem até lá". A vida é difícil em RimWorld, mas é isso que acaba por tornar o jogo tão interessante e cativante. É através destas adversidades que descobrimos as verdadeiras personalidades dos nossos colonos, e é quando essas personagens realmente ganham vida própria, que RimWorld brilha mais alto."
Ler análise completa

1. The Messenger
Estúdio: Sabotage Studio
Editora: Sabotage Studio
Plataformas: PC, PS4, Xbox One, Switch
"Apresentando orgulhosamente as suas raízes 8 e 16 bits, The Messenger assume-se desde já como um dos melhores jogos Indie do género. A ação é fluída, o design é impecável, a mecânica do tempo é original, e a escrita do guião é divertida. É uma estreia impressionante para o Sabotage Studio, que certamente vai atrair atenções para os seus próximos projetos. Para já, contudo, The Messenger é um jogo obrigatório para quem gosta deste tipo de jogos mais virados para a velha guarda."
Ler análise completa