Gamereactor follow Gamereactor / Dansk / Svenska / Norsk / Suomi / English / Deutsch / Italiano / Español / Français / Nederlands / 中國 / Indonesia
Gamereactor Close White
Iniciar sessão






Esqueceu-se da password?
Não estou registado mas quero registar-me

Prefiro iniciar sessão com a conta de Facebook
especiais
Kingdom Hearts III

A História de Kingdom Hearts: Parte Dois

Recordamos o complexo enredo que une personagens de Final Fantasy e Disney.

  • Texto: Sergio Tur
Facebook
TwitterRedditGoogle-Plus

Kingdom Hearts é um jogo com espírito juvenil, sobretudo com a presença de tantas personagens da Disney, mas está longe de ser simples. O enredo é um dos mais complexos que por aí anda, incluindo lutas entre luz e trevas, seres sem coração, clones, visões de futuro, e perdas de memória. Considerando que este ano vai chegar Kingdom Hearts III, depois de muitos anos de espera, decidimos recapitular a estória da saga em três artigos. Podem ler a primeira parte aqui, e a segunda parte em baixo.

Kingdom Hearts - Xehanort resolve as pontas soltas

Ansem vê em Xehanort um estudante empenhado, que mostra interessa na sua pesquisa, mas apesar de ter perdido as memórias, continua curioso sobre o que aconteceria se o coração de alguém (coração neste contexto é a alma ou a essência de um indivíduo) do seu corpo. Quando Xehanort partilha as suas preocupações com Ansem, este expressa a rejeição de algo que considera inumano, o que provoca a ira de Xehanort. Este, irritado, decide roubar a sua identidade, mantendo o seu nome e aparência, ao mesmo tempo que começa a recuperar a memória.

Recuperado depois da batalha contra Aqua, e agora com o nome de Ansem: Seeker of Darkness, Ansem divide o seu corpo em duas partes: um novo Heartless que se tornaria o antagonista deste jogo, e um ser incorporal chamado Xemnas. Ambos ficam encarregues de uma tarefa: o primeiro deve procurar as sete partes da luz, para reconstruir a X-Blade, e o segundo deve fazer o mesmo com os 13 fragmentos da escuridão (neste momento divididos na Organização XIII). Precavido pelo que lhe aconteceu no passado, Xehanort decide executar um plano B, o que o leva a viajar para o passado para falar consigo próprio, pedindo à sua versão mais jovem que viaje para outras dimensões para convencer outras versões suas a formarem uma segunda Organização XIII, feita inteiramente de versões de si mesmo.

Ainda que, neste jogo, a Organização XIII não entre necessariamente em ação, é possível ver o nascimento dos Nobodies e dos Heartless, inimigos que têm de derrotar ao longo da aventura. Como é explicado na estória, quando um coração forte é devorado pelas trevas, no seu lugar nasce um Heartless. Já o seu corpo assume a forma de um Nobody, seres que conseguem agir de forma ponderada e premeditada, ao contrários dos Heartless.

Agora que esclarecemos este ponto, é preciso regressar ao confronto entre Ventus e Vanitas. Ventus conseguiu sobreviver porque o seu coração encontrou refúgio no corpo de um rapaz de quatro anos chamado Sora, durante os eventos de Birth by Sleep. Agora, com 14 anos, Sora assumiu o papel de protagonista da saga, depois de descobrir que tem acesso à Keyblade - isso é possível graças à sua ligação com Ventus. Sora decide embarcar numa aventura para encontrar os seus amigos desaparecidos, mas acaba por descobrir que ele próprio é uma pena nos planos de Xehanort. Antes disso, contudo, impede que Malificent recolha os corações de sete princesas Disney, negando os planos de Xehanort.

Disfarçado como Ansem, Xenahort decide procurar auxílio, e vê um Riku - um dos amigos que Sora procura - um misto de força e trevas. Isso e o facto de carregar uma Keyblade com um olho, o olho do Mestre dos Mestres. Entretanto, Sora acaba por sucumbir em luta com os Heartless, deixando que a escuridão tome conta de si. É só graças à luz de Kairi (a outra amigo de Sora), que o herói se consegue libertar, embora o seu conflito interno acabe por dar origem a Roxas, o protagonista de Kingdom Hearts II.

Outra consequência da batalha é que tanto Riku, como o Rei Mickey, acabam presos na Dimensão das Trevas, e embora Xehanort tenha sido derrotado, a sua versão mais jovem consegui chegar a tempo de resgatar a sua essência.

Kingdom Hearts 358/2 Days and Chain of Memories - A motivação da Organização XIII

A Organização XIII nasceu de um grupo de Nobodies formado por estudantes de Ansem, que juntos decidiram estudar o coração humano. Depois de conseguir reunir 12 membros, Xemnas decide concentrar a sua atenção em Roxas, para completar o grupo de 13 elementos. O facto de ter dentro de si a essência de Ventus, e a capacidade para carregar a Keyblade, tornam-no num candidato particularmente atraente. O grande objetivo da organização é o abrirem Kingdom Hearts para recuperarem os corações que não têm, embora esse não seja a verdadeira intenção de Xemnas. O seu objetivo é antes o de começar uma nova batalha entre a luz e as trevas.

Embora o jogo esteja focado em Roxas, o Nobody de Sora, o herói do Kingdom Hearts original acaba por chegar a um local conhecido como Castle Oblivion, e é aqui que tem o primeiro encontro com a Organização XIII. Ao subir os patamares do edifício, Sora começa a perder memórias, substituídas por outras. Este evento está a ser produzido por uma jovem chamada Naminé, que pretende que Sora a confunda com Kairi, o que o levaria a juntar-se à Organização XIII. O plano de Naminé não resulta, e Sora acaba por descobrir as suas inteções. Mais, Sora descobre também que Naminé é na verdade a Nobody da própria Kairi. Sora consegue depois convencê-la a devolver-lhe as memórias.

Ao mesmo tempo, Roxas tem também uma revelação importante. Assim que Sora recupera a sua consciência, Roxas também, o que leva Xemnas a temer que este decida abandonar a Organização XIII. Xemnas decide então criar um Nobody das memórias que Naminé extraiu de Sora, chamando-lhe Xion. Será este o décimo-terceiro membro da organização, caso Roxas decida partir. O que não estava nos planos é a amizade que se cria entre Xion, Roxas, e Axel, outro membro da organização. Até esse momento, eles presumiram que não tinham corações, e que era preciso abrirem Kingdom Hearts para conseguirem um, mas descobrem que era tudo um plano de Xemnas. Assim que o grupo começa a manifestar sentimentos reais, Xemnas percebe que o seu plano falhou.

Quando Roxas e Xion descobrem as suas identidades, Xion descobre que tem de morrer para que Roxas fique completo. Depois de uma cena dramática, em que o Nobody é forçado a matar o seu amigo, Naminé, em conjunto com o verdadeiro Ansem, levam Roxas para Twilight Town, onde se irá juntar a Sora quando acordar. Juntos têm de se preparar para enfrentarem as forças das trevas.

Fiquem atentos à conclusão da estória na terceira parte do nosso grande especial Kingdom Hearts!

Kingdom Hearts IIIKingdom Hearts III
Kingdom Hearts IIIKingdom Hearts IIIKingdom Hearts III