Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.

Português
Gamereactor Portugal
especiais
Lego The Incredibles

Entrevista Lego The Incredibles

Descubram de que forma o novo filme influenciou o primeiro jogo Lego da Pixar.

Lego The Incredibles é o primeiro jogo da Lego, e da TT Games, inspirado por uma licença da Pixar. O jogo será baseado nos dois fimes (The Incredibles 2: Os Super-Heróis e o jogo saem a 15 de junho), e irá apresentar personagens e estórias de ambos. O Gamereactor esteve à conversa com Nick Parks, um dos produtores do jogo, que nos explicou o que podemos esperar desta nova aventura na entrevista em baixo.

O que torna The Incredibles numa boa adaptação para os jogos da TT Lego?
O que tentamos fazer, sempre que começamos a trabalhar com um novo parceiro [Pixar], é tentar encontrar o que é único sobre a licença, e como podemos destilar essa essência na jogabilidade Lego. No caso de The Incredibles, é uma combinação perfeita, porque os nossos jogos estão guiados para um público mais jovem, e para famílias, e esse é naturalmente também o público-alvo dos filmes. Os Incríveis são uma família perfeitamente normal, com todos os desafios e complicações habituais, mas com a diferença de que são super-heróis. Quisemos explorar bem esse lado da estória, de serem uma família a trabalharem juntos, até porque esse conceito encaixa muito bem no nosso espírito de jogabilidade cooperativa. Pensámos em várias formas dos jogadores combinarem os poderes das personagens, e não apenas com dois elementos da família.

Como encaixam as estórias dos filmes no jogo?
É fantástico que o jogo esteja a sair na data de estreia do filme, em junho. The Incredibles 2: Os Super-Heróis é impressionante, e superou as nossas expetativas, mas para nós tem sido um grande desafio chegar à altura do filme. O novo filme começa onde o primeiro acabou, e é por ainda que nós encaixamos. Terão todas as personagens e localizações dos dois filmes, tudo re-imaginado em Lego, tudo ligado por uma grande área central aberta, cheia de oportunidades para os jogadores lutarem contra o crime. De certa forma é como os dois filmes estivessem combinados num só. Uma das novidades é o ciclo de noite e dia, e à noite acontecem mais crimes que durante o dia.

Jogos da DC e da Marvel oferecem um vasto leque de personagens por onde escolher. Neste caso as opções são bem mais limitadas. Como resolveram essa questão.
Foi um grande privilégio ter a oportunidade de trabalhar com a Pixar neste jogo, e quando os visitámos ficámos impressionados com o nível de detalhe que metem nos seus filmes e nas suas personagens. Por exemplo, no primeiro foi apresentada uma seleção de super-heróis - "Supers" como lhes chamam -, que mal foram mencionados. Depois também existem todas as personagens do casamento de Bob e Helen, e todos os super-heróis que os Omnidroids derrotaram antes de chegarem ao Sr. Incrível. Existem dezenas de heróis, que foram incrivelmente detalhados pela Pixar em termos de aparências, maneirismos, características, forças, e fraquezas. Pegámos nisso tudo, e a Pixar adorou a ideia de verem estas personagens que criaram há 14 ou 15 anos ressuscitadas no logo. E isto apenas em termos do primeiro filme. Também temos as personagens do segundo filme, que embora não possa revelar, posso assegurar que são muito variadas e cheias de habilidades fantásticas.

Lego The Incredibles

Das personagens de que pode falar, qual é a sua favorita?
O meu favorito é o Jack-Jack [o bebé]. Numa curta-metragem de Os Incríveis é possível ver os seus poderes a aparecerem, mas como é óbvio, no segundo filme existe essa piada constante de que os pais não sabem que ele tem poderes. Na realidade ele tem uma série de poderes fantásticos. Ele pode teletransportar-se, pode duplicar-se, e pode fazer várias habilidades malucas. Na minha opinião ele é a personagem mais divertido de Lego The Incredibles. Uma das minhas cenas favoritas do novo filme é quando Jack-Jack começa a explorar os seus poderes, e nós temos um nível que é todo baseado nisso, mas não posso falar muito mais dessa cena.

Agora que abriram a caixa de Pandora - as licenças Pixar - que outro filme gostariam de adaptar no futuro?
Para mim é difícil pensar em algo que seja capaz de passar o Lego The Incredicles, sobretudo porque também sou pai de um filho e uma filha.. para mim é a combinação perfeita. Penso que não podíamos ter pedido um parceiro melhor, porque eles foram soberbos em termos de partilha de recursos, e tem sido um prazer trabalhar com eles. Ou seja, em termos de licenças da Pixar que gostaríamos de trabalhar, Os Incríveis é mesmo o primeiro. Mas as duas companhias adoram referências escondidas, por isso podem esperar ver algumas surpresas.

Lego The Incredibles chega a 15 de junho para PC, PS4, Xbox One, e Nintendo Switch

Lego The IncrediblesLego The Incredibles