Gamereactor Internacional Português / Dansk / Svenska / Norsk / Suomi / English / Deutsch / Italiano / Español / Français / Nederlands
Gamereactor
Iniciar sessão






Esqueceu-se da password?
Não estou registado mas quero registar-me

Prefiro iniciar sessão com a conta de Facebook
Gamereactor Portugal
especiais

Nintendo Switch: Factos, dúvidas, e suposições

Tudo o que sabemos sobre a nova consola da Nintendo, incluindo os jogos de lançamento.


O anúncio oficial da Nintendo Switch em outubro passado acabou por levantar mais dúvidas do que esperado, mas parte dessas questões têm finalmente resposta. A Nintendo realizou uma grande apresentação da consola, o que em conjunto com informação disponível no site, e impressões recolhidas pelos nossos jornalistas num evento da Nintendo, permitiram esclarecer em baixo vários pontos da Nintendo Switch.

O que é?
A Nintendo Switch é um híbrido de consola doméstica e portátil, que permite jogar na televisão, ou no ecrã da consola, de forma simples e instantânea. Acompanhada por dois comandos Joy-Con, a parte central da consola pode assumir um verdadeiro formato portátil que pode ser transportado para qualquer local.

Quando sai e quanto custa?
A Nintendo Switch vai chegar a Portugal no dia 3 de março de 2017, mas o preço é algo incerto. Embora tenha sido anunciado para vários territórios, a Nintendo não o faz para a Europa devido a leis de livre concorrência. Contudo, várias fontes indicam € 329.99 como o preço mais provável para Portugal e a maioria dos países europeus.

O que vem incluído no pacote base?
- Consola Nintendo Switch.
- Base para 'atracar' a consola e ligar à televisão.
- Comando Joy-Con esquerdo e Comando Joy-Con direito.
- Base para os comandos Joy-Con.
- Duas fitas para prender os comandos ao pulso.
- Cabo HDMI
- Adaptador de energia.

Qual é a capacidade do disco rígido, e que alternativas existem?
A Nintendo Switch não inclui disco rígido, apenas 32 GB de memória interna que serão parcialmente utilizados para ficheiros de sistema. Contudo, o espaço de armazenamento pode ser aumentado através da compra de cartões microSDXC extra, que podem ir até aos 2 TB. Tecnicamente a base da Switch é compatível com discos externos via USB 2.0, mas quando chegar a 3 de março, não vai suportá-los. É algo que pode mudar no futuro através de atualizações da consola, mas para já é impossível saber se o suporte a discos externos alguma vez será realidade.

Tenho de pagar pelo serviço online? E o que ganho com isso?
Quando a consola chegar a 3 de março, o serviço online será gratuito para todos os jogadores, mas a partir do outono terão de pagar uma subscrição para acederem à maioria das opções online, como jogar online, por exemplo. Os subscritores terão ainda acesso a descontos de conteúdo digital, e irão receber um jogo de SNES ou um jogo de NES gratuitamente todos os meses, mas só podem jogá-lo durante um mês. Ou seja, é mais emprestado que dado.

A partir de outono a Nintendo pretende lançar funções para um lobby online e comunicação por voz. Tudo isto, e outras opções como marcar encontros ou convidar amigos, será feito através de uma aplicação para dispositivos smart. Esta aplicação estará gratuita para download a partir do Verão. Quem não subscrever o serviço apenas poderá aceder à Nintendo eShop, registar e gerir amigos, partilhar imagens nas redes sociais, e aceder aos controlos parentais.

O preço da subscrição ainda não foi revelado.

Modos de jogo
Modo TV: Com a Switch inserida na sua base, podem ligar a consola à televisão e tratá-la como qualquer outra consola doméstica. Os dois comandos Joy-Con podem também ser inseridos num suporte formando um formato semelhante ao de um comando tradicional.

Modo de superfície estável: Este é o modo estacionário da portátil quando não está ligada à base. Podem retirar um suporte traseiro da consola para a pousar numa superfície plana, e depois retirar os Joy-Con para jogarem com amigos ou usá-los como um comando tradicional.

Modo portátil: Neste modo os dois comandos Joy-Con são inseridos nos lados da consola, transformando-a literalmente numa portátil. A transição entre Modo TV e Modo portátil é instantâneo, e não interrompe a experiência de jogo.

Comandos
Os comandos da Nintendo Switch são os Joy-Con, e existem duas versões: a versão esquerda e a versão direita, ambos incluídos com a Nintendo Switch. A versão esquerda inclui um analógico, quatro botões direcionais, botão de captura de imagens, botão ZL, botão L, botão "-", botão SL, botão SR. A versão direita inclui um analógico, quatro botões, botão "Home", botão "+", botão ZR, botão R, botão SL, botão SR, sensor de câmara IR.

As duas versões do Joy-Con suportam sensores de movimento e vibração, e estarão disponíveis em várias cores. Para já foi revelado o tradicional cinzento, vermelho, e azul.

Os dois Joy-Con podem servir como uma só unidade para funcionarem como um comando tradicional. Neste modo podem ser usados um em cada mão, ou instalados num suporte próprio. Alguns jogos podem ser jogados com um único Joy-Con, permitindo emprestar o segundo Joy-Con a um amigo para sessões multijogador.

O sensor de movimentos dos Joy-Con é superior aos do Wiimote, enquanto que a vibração é também mais poderosa e específica. A câmara IR do Joy-Con direito pode detetar formas e distâncias de objetos.

Cada Joy-Con terá uma bateria interna com uma duração aproximada de 23 horas. Para recarregarem as bateria dos Joy-Con devem encaixá-los na Switch, a partir daí a Switch tem de estar ligada com um cabo USB, ou atracada à sua base para recarregar os Joy-Con. Em alternativa podem comprar uma fita própria para recarregar os comandos, mas tem de ser adquirira à parte.

Em alternativa os jogadores podem comprar o Pro Controller, que é um comando mais tradicional. Os preços na Europa ainda não foram confirmados, mas em baixo podem ver os preços americanos.

Joy-Con separado: 49.99 dólares
Joy-Con conjunto: 79.99 dólares
Pro controller: 69.99 dólares
Fita de carregamento dos Joy-Con: 29.99 dólares

Capacidades multimédia e aplicações
A Nintendo Switch não será compatível com qualquer disco de multimédia (DVD, CD, Blu-ray), nem irá suportar ficheiros multimédia digitais, pelo menos na primeira fase. Isto significa que não podem ouvir músicas, ver fotografias, ou desfrutar de vídeos. Para já ainda não foi anunciado o suporte a qualquer aplicação externa, onde se inclui Netflix e Twitch. Tal como o suporte para ficheiros multimédia, é algo que não estará disponível de início, mas a sua implementação futura não está descartada.

Nota ainda para a possibilidade dos jogadores capturarem imagens dos seus jogos que podem partilhar com outros jogadores.

Multijogador
O multijogador será uma das funções mais importantes da Nintendo Switch, e permitirá jogabilidade local e online. Para jogarem online precisam de subscrever o serviço da Nintendo, mas localmente não necessitam de qualquer subscrição. Muitos jogos nem sequer vão exigir comandos extra, e bastará utilizar os dois Joy-Con. Mas, quem quiser uma experiência multijogador local de maior intensidade, pode ligar até oito Nintendo Switch entre si.

Retrocompatibilidade
A Nintendo Switch não será retrocompatível com qualquer consola anterior, mas poderá receber jogos das consolas anteriores através do Virtual Console. Mesmo que isso aconteça, o facto de terem um jogo de Gamecube (por exemplo) não vos dará acesso à versão Switch de um jogo de Gamecube. A Nintendo Switch também não será compatível com qualquer acessório das consolas anteriores, incluindo comandos.

Especificações técnicas
Ecrã: O ecrã da versão portátil da Nintendo Switch terá 6.2 polegadas, e será tátil. A resolução máxima do ecrã é de 1280x720p. Quando em modo TV, atracada à base, a Nintendo Switch permitirá ligação à televisão via HDMI, com uma resolução máxima de 1920x1080p.

Bateria: A bateria interna da Nintendo Switch pode durar entre duas horas e meia a seis horas e meia, dependendo dos jogos, definições e atividades que estão a praticar. A Nintendo utilizou The Legend of Zelda: Breath of the Wild como exemplo, referindo que uma sessão de jogo contínua com o próximo Zelda deve gastar a bateria completa em três horas. A bateria pode ser carregada utilizando uma ligação USB base.

Áudio: A versão portátil da Nintendo Switch terá duas colunas internas, mas também suporta jack de 3.5mm para fones.

Ligações: Em modo portátil a Nintendo Switch pode ligar-se à internet via Wi-Fi, enquanto que a base também permite ligações via Ethernet utilizando um adaptador USB.

Processador: A Nintendo Switch vai utilizar um processador Tegra personalizado da Nvidia. Informações sobre memória RAM ou chip gráfico não foram detalhadas pela Nintendo.

Calendário de jogos
Jogos de lançamento:
1-2 Switch (3 de março)
The Legend of Zelda: Breath of the Wild (3 de março)
Just Dance 2017 (3 de março)
Super Bomberman R (3 de março)
Skylanders Imaginators (3 de março)
Fast RMX (março)
Has Been Heroes (março)
I Am Setsuna (março)
Snipperclips (março)

Jogos com datas de lançamento confirmadas:
Yooka-Laylee (11 de abril)
Mario Kart 8 Deluxe (28 de abril)
ARMS (Primavera)
Pyou Pyou Tetris S (Primavera)
Rime (Verão)
Splatoon 2 (Verão)
The Elder Scrolls V: Skyrim: Special Edition (outono)
Super Mario Odyssey (Natal)

Jogos sem previsão de datas:
Constructor HD
Disgea 5
Dragonball Xenoverse 2
Dragon Quest X
Dragon Quest XI
Dragon Quest Heroes 1-2
Farming Simulator
Fire Emblem Warriors
FIFA
Lego City Undercover
Minecraft Story Mode - The Complete Adventure
Minecraft: Switch Edition
Monster Boy and the Cursed Kingdom
NBA 2K
Nobunaga's Ambition
Oceanhorn: Monster of Uncharted Seas
Project Octopath Traveler
Project Sonic 2017
Rayman Legends: Definitive Edition
Redout
Rise: Race the Future
Riverside
Seasons of Heaven
Shovel Knight: Treasure Trove
Shin Megami Tensei
Sonic Mania
Steep
Stardew Valley
Syberia 3
Tank it!
Terraria
The Binding of Isaac Afterbirth +
The Secret Hero
Ultra Street Fighter II: The Final Challengers
Xenoblade Chronicles 2

The Legend of Zelda: Breath of the WIld, Super Mario Odyssey, Splatoon 2