Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.

Português
Início
antevisões
Diablo Immortal

Diablo Immortal - Impressões da BlizzCon 2019

É o patinho feio da Blizzard, mas será que merece toda a atenção negativa? Veja aqui as nossas impressões do jogo.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

É inegável que ainda existe algum preconceito dos jogadores de PC e consolas em relação aos jogos de plataformas móveis. Estamos a falar de muitos milhões de pessoas que só jogam no telemóvel ou no tablet, mas "os verdadeiros jogadores jogam no PC ou na consola", como é tantas vezes referido na internet, e qualquer jogo lançado num telemóvel não pode ser realmente levado a sério. Foi precisamente essa noção que acabou por arruinar a apresentação de Diablo Immortal há um ano.

O mundo queria Diablo IV em PC (e talvez consolas), não uma versão supostamente inferior e sem valor lançada para telemóveis. A resposta da Blizzard à reação dos jogadores também não foi a melhor - todos nos lembramos do "não têm telemóveis!?" -, e tudo isso transformou Diablo Immortal numa espécie de ódio de estimação para os fãs da Blizzard, e um autêntico patinho feio para a empresa.

Mas Diablo IV foi finalmente anunciado - veja as nossas impressões aqui -, e tudo está novamente bem com o mundo. Tão bem, que quase não se ouvi falar de Diablo Immortal durante o evento, e as estações de experimentação estavam num pequeno canto como que esquecidas. De um lado, uma fila gigante de jogadores que queriam experimentar Diablo IV, alguns pela segunda ou terceira vez, do outro, tablets abandonados com o Diablo Immortal. Foi um pouco deprimente.

Isso não nos impediu de dedicarmos algum tempo ao jogo, e o que podemos dizer neste momento, é que Diablo Immortal tem potencial para ser um excelente jogo, independentemente de estar num telemóvel ou num tablet.

Diablo Immortal tem bem mais semelhanças com Diablo III do que com Diablo IV, não só em termos de estilo artístico e gráfico - mais cartoonesco e colorido -, mas também ao nível de mecânicas de jogo e funcionamento de certas funções. Isso torna o jogo familiar, mas também lhe retira um certo sentido de independência e originalidade.

Diablo Immortal

O jogo terá uma forte componente social, mas o que experimentámos na BlizzCon era apenas dedicado à experiência a solo. Existem áreas centrais para explorar, com missões extra, vendedores, e outros pormenores para quem quiser expandir o seu tempo com o jogo. O mais impressionante, contudo, é que os controlos táteis funcionam bastante bem. A adaptação de Diablo às consolas foi fantástica, e esta conversão para dispositivos móveis não lhe fica atrás, mantendo-se perfeitamente identificada com o tipo de jogo e o combate frenético que caracteriza a saga.

Esta acessibilidade e facilidade de controlos deve-se a uma ligeira simplificação de alguns elementos de jogo. O número de habilidades foi bastante reduzido, por exemplo, o que significa que as possibilidades de combinações e de estilos de jogo por personagem são bem menores. Ou pelo menos era esse o caso nesta demo, não sabemos se será assim na versão final.

Uma das novidades da BlizzCon 2019 foi a confirmação de que o Demon Hunter será uma classe jogável, juntando-se a Barbarian, Monk, e Wizard, todos classes que também estavam em Diablo III. A demo em si começou a bordo de uma jangada, que nos levou até Wortham, uma das cidades de Diablo III. Em pouco tempo, contudo, estávamos a combater enormes hordas de demónios, numa sequência que nos lembrou do início do jogo anterior. Em termos de cronologia, Diablo Immortal irá passar-se entre Diablo II e Diablo III.

Em relação à componente online, será naturalmente muito importante para o jogo, e estará equipada com opções para a formação de clãs, espaços partilhados online, e eventos que só podem ser ultrapassados com a cooperação entre jogador. Este será o real foco de Diablo Immortal, ainda que a Blizzard nos tenha garantido que a experiência a solo será bastante robusta.

Diablo Immortal pode não ser Diablo IV, mas parece ter todos os ingredientes que formam uma boa experiência Diablo. Existe aqui qualidade e muito potencial, e parece-nos muito prematuro que os fãs da saga dispensem à partida este jogo, já que Diablo Immortal pode vir agradar os fãs, mas também toda uma nova fornada de jogadores.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade
Diablo ImmortalDiablo ImmortalDiablo ImmortalDiablo Immortal
Diablo ImmortalDiablo Immortal

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

Textos relacionados

Diablo Immortal

Diablo Immortal

ANTEVISÃO. Escrito por Sam Bishop

Contestação à parte, existe ou não aqui um jogo promissor?



A carregar o conteúdo seguinte