Cookie

O Gamereactor utiliza cookies para assegurar que lhe proporciona a melhor experiência possível no nosso site. Se continuar, vamos presumir que está satisfeito com a nossa política relativa a cookies.

Português
Gamereactor Portugal
análises
Bloodborne

Bloodborne: The Old Hunters

Vale a pena regressar ao mundo sombrio de Bloodborne? A resposta na análise à nova expansão.

Bloodborne é um jogo sombrio, com um estilo visual gótico, e a habitual fórmula de tentativa e erro que caracteriza os jogos da From Software. Embora existam - e com total legitimidade - grupos de jogadores que não apreciam Dark Souls e Bloodborne, nós estamos definitivamente entre os que adoram as experiências proporcionadas pela From Software. Perdemos noites inteiras a explorar as áreas meticulosamente desenhadas por Hidetake Miyazaki e a sua equipa, ou a tentar descobrir os pontos fortes dos Bosses mais difíceis. Mas praticamente tudo no jogo já foi conquistado, e The Old Hunters é uma expansão que pretende resolver isso ao introduzir novo conteúdo.

The Old Hunters custa € 19.99, e requer o jogo original. Para acederem ao novo conteúdo precisam de uma personagem com pelo menos nível 65, antes de entrarem na nova área de The Hunter's Nightmare. O primeiro inimigo que vão encontrar é outro caçador, como vocês. Pensámos que seria uma forma de arrancar a expansão, contra um caçador solitário, mas não. Durante os primeiros momentos terão de enfrentar vários caçadores, que utilizam a versão expandida do Hunter's Axe, e que conseguem evitar os ataques mais fortes do jogador. Começamos a expansão com nível 98, e mesmo assim sentimos algumas dificuldades para lidarmos com estes caçadores ao início.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

A área de Hunter's Nightmare é muito semelhante a outras que visitámos no jogo base, embora com uma iluminação ligeiramente superior. Decidimos explorar todos os cantos, e eventualmente encontrámos uma nova arma e uma peça de equipamento. Gostámos obviamente de descobrir estes pequenos segredos, mas não deixámos de reparar como seguiram os padrões do jogo base. Ficámos de imediato preocupados com a ideia e que a expansão se limitasse a efetuar mudanças pontuais em algumas áreas, reaproveitando muito conteúdo da aventura original.

E sim, infelizmente é mesmo isso que acontece em The Old Hunters. Visitámos zonas que eram muito parecidas com a Cathedral Wars e com outras partes de Yharnam, enquanto enfrentávamos vários inimigos que já conhecíamos de outras áreas do jogo. Fomos rapidamente invadidos por uma sensação de déjà vu, enquanto enfrentávamos versões pouco alteradas de vários oponentes comuns. Nem tudo é reciclado, e o primeiro encontro com o novo inimigo Bell Keeper é desafiante e divertido, por exemplo, mas é uma pena que não exista mais conteúdo novo deste género.

É particularmente desapontante porque o conteúdo que é genuinamente original tem muita qualidade. O jogo base beneficia, tal como a série Dark Souls, de um design de grande qualidade, e isso é verdade para o conteúdo novo que vão encontrar em The Old Hunters. Não vamos revelar tudo, para deixarmos algumas surpresas para os jogadores, mas em baixo vamos referir algumas das novidades que se destacaram.

Se encontrarem uma runa chamada "The Beast's Embrave, podem transformar-se num monstro com novos ataques. Também existe uma nova Gatling Gun que é relativamente simples de encontrar, e que se assemelha bastante com a arma que Djura usa contra o jogador em Old Yharnam.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade

Bloodborne também foi elogiado pela qualidade visual do jogo, e a expansão mantém a mesma coerência, mesmo que exista a excessiva similaridade entre ambientes que já referimos. O mesmo aplica-se aos Bosses, que são uma mistura entre algo novo e alguns regressos, pelo menos visualmente. Em termos de comportamentos não apresentam muito de realmente original, o que não significa que não funcionem. Os Bosses continuam a ser confrontos interessantes e desafiantes.

Para sermos completamente honestos, The Old Hunters tem todo o ar de ser conteúdo que poderia estar no jogo original, e que foi cortado por falta de tempo. Os melhores elementos de Bloodborne estão presentes nesta expansão, e existem novos inimigos, equipamento, habilidades, Bosses e áreas para descobrirem, mas é impossível ignorar a reciclagem de conteúdo. Se anseiam por mais Bloodborne, vão apreciar o que The Old Hunters tem para oferecer, mas caso se tenham cansado do jogo original, não existem muitos motivos para visitar esta expansão.

A assistir

Preview 10s
Next 10s
Publicidade
BloodborneBloodborneBloodborne
BloodborneBloodborneBloodborne
07 Gamereactor Portugal
7 / 10
+
As novas armas são uma boa adição. Algumas áreas e inimigos são interessantes.
-
Recicla muito conteúdo do jogo base.
overall score
Esta é a média do GR para este jogo. Qual é a tua nota? A média é obtida através de todas as pontuações diferentes (repetidas não contam) da rede Gamereactor